Oktoberfest e a fórmula infalível da felicidade

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Felicidade é um conceito difícil de definir. Muitos filósofos e cantores de axé já tentaram, mas nunca chegaram a um consenso que deixasse todos os interessados felizes.

Como humildade é uma fraqueza, eu vou definir o que é felicidade:

"Felicidade é tomar 10 chopes na Oktoberfest de Blumenau"

Muita gente vai para a Oktoberfest para fazer uma versão germânica do carnaval (é isso mesmo). Já outros vão exclusivamente para experimentar todos os chopes disponibilizados na festa.

chapando
Rumo ao Nirvana

Quer dizer, o chope oficial (da Brahma, excelente) não foi bebido na festa porque eu já o conheço de outros sábados à noite. Os quatro chopes da Eisenbahn também foram descartados porque são igualmente bem conhecidos do meu paladar.

Sobraram as cervejarias Heimat, Wunderbier, Bierland e Zehn Bier, cada uma com uns quatro sabores distintos (pilsen, weiss, dunkel e algum outro meio maluco que varia em cada empresa) e as cervejas européias importadas vendidas geladas à preço de supermercado.

Meu irmão menor, o verdadeiro idealizador da Grande Corrida da Cerveja com quem dividirei as garrafas que eu receber de royalties, decidiu que iria passar a noite bebendo Franzikaner. O outro irmão quis beber apenas Heimat e Eisenbahn. O Junior, com quem me encontrei na festa, só tomou Eisenbahn no seu canecão.

Eu não, pois era um homem com um objetivo claro: experimentar todas.

É claro que eu cumpri o prometido e até repeti um chope que eu gostei muito, mas como esqueci qual era terei de voltar lá e experimentar todos novamente.

Isto, meus amigos, é felicidade.

Daniel Bender é gremista, escreve na Papo de Homem e também é dono do Bender Blog, onde você vai achar outros textos sobre a essência da vida, como esse.


publicado em 06 de Novembro de 2007, 18:44
11143499 10152850853642066 223295243028169436 n

Daniel Bender

Jornalista, Diretor de E-commerce e Caçador de Descontos no 1001 Cupom de Descontos. Sempre disponível para conversar no boteco.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: