Este novo comercial dos jogos paralímpicos mostra os atletas como superhumanos

Chamado de "Nós somos os superhumanos", o comercial apresenta atletas dos jogos paralímpicos e pessoas com deficiências fazendo ações dignas de tal título.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

A primeira vez que tive contato com um esporte paralímpico, no auge dos meus dez anos, foi com o futebol de cinco.

Eu, perna de pau e incapaz de dar embaixadinhas ou guiar a bola decentemente, fiquei surpreso ao assistir os jogadores deficientes visuais jogarem daquela forma, com maestria. Foi um momento fascinante, e edificante para meu caráter.

* * *

Aos dezessete eu iniciava meu segundo ciclo de treinamento físico, no Núcleo de alto rendimento esportivo de São Paulo.

Deitado em um dos bancos, levantava com esforço halteres de dezoito quilos acima do meu peito. Em um banco próximo, o preparador físico do Fernando Fernandes, atleta de paracanoagem, colocava mais bolachas na barra, aumentando a carga do mesmo exercício para seu atleta.

Só a barra que usava tinha um peso aproximado daqueles meus mirrados halteres.

* * *

Essas foram as experiências mais marcantes que tive com os esportes dos jogos paralímpicos. Arrisco dizer, sendo sincero, que também foram as únicas.

Isso porque - talvez por não frequentar, há anos, campos que não sejam os de rugby, ou deixar de acompanhar com vigor os canais esportivos - não recebo muitas informações sobre tais esportes. Em um país que o futebol reina e outros esportes são colocados em planos menores, isso é uma realidade ainda maior para os esportes paralímpicos.

Mas esses poucos momentos foram importantes para moldar o olhar que tenho com esses atletas. Com essas pessoas, que apesar de todas as adversidades, são capazes de continuarem persistindo.

Por esse motivo foi uma alegria acordar assistindo esse comercial que está viralizando pelas redes, e com a indicação de trazê-lo para cá. A peça de 3 minutos foi produzida para divulgar os jogos paralímpicos no Channel 4, canal britânico detentor dos direitos de transmissão nas terras do Brexit. Chamada de We’re the Superhumans (“Nós somos os superhumanos”, em tradução livre do meu inglês capenga), apresenta atletas paralímpicos e pessoas deficientes realizando ações que, para muitos, as tornam superhumanas.

"We're the Superhumans" novo comercial do Channel 4 para as paraolimpíadas.

Além do comercial, a agência 4Creative, responsável por todo o trabalho, criou mais outras doze peças complementares para o canal, que você pode conferir abaixo. São entrevistas com algumas das pessoas retratadas, como o baterista Alvin Law e o garoto Code Rayner. A dupla agência+canal também foram responsáveis por um dos vídeos mais falados do período olímpico de Londres, o Meet the Superhumans.

É coisa feita com esmero, e que te deixa com a ambiguidade de um sorriso no rosto e uma inquietação na mente. Aceitando (ou ignorando, se preferir) o jingle grudento presente, o orçamento de muitas cifras, que tem como objetivo principal despertar o desejo de assistir os jogos no respectivo canal, e toda a lógica publicitária envolvida, a pergunta que o comercial desperta é válida: se essas pessoas são capazes de tanto, por que as olhamos tão pouco? 

Em jogos que, antes de se iniciarem, já estão envoltos e repletos de escândalos, é estranho se falar em legado olímpico. Mas, se é possível existir algum, que ele passe por enxergarmos as paralímpiadas como mais que um jogo. Que possamos aprender algo com essas pessoas, que estarão lá, vencendo todos os desafios. Do esporte e da vida.

Os jogos paralímpicos ocorrem entre os dias 07 e 18 de Setembro. Você ainda pode comprar ingressos por aqui.

 


publicado em 15 de Julho de 2016, 18:17
000b0026

Bruno Pinho

Estagiário do PapodeHomem e estudante de jornalismo.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: