A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Você é ou só quer ser? (partiu SPFW com a Reserva)

Na noite que aquela luz se acendeu, foi um furor na cidade que nunca mais se viu (pelo menos nessas boas décadas que vivo aqui). Era uma época de calor insuportável e todo mundo ficava na beira da calçada, sentados em cadeiras de balanço ou de corda.

Os homens cortavam fumo, as mulheres bordavam e as crianças contavam estrelas sentadas no meio-fio. Tudo regado a muito refresco e a conversas leves, sobre jardins ou cores para carros e vestidos.

A mansão ficava numa propriedade grande, com uma baita fonte de frente com a casa. Havia, o que, uns bons anos sem que ninguém tivesse morado lá. O casarão branco com quatro colunas na frente era muito, muito caro. O dono, um milionário da companhia bananeira, veio à cidade no dia em que comprou o imóvel, e nunca mais. Dali pra cá, a grama foi sempre bem aparada, a fonte constantemente limpa e as oito janelas da frente, sempre polidas. Mas morar mesmo, ninguém mais morou.

Imagine então, qual não foi a reação dos vizinhos ao redor quando a luz da janela maior, que servia de visão para o quarto principal, se acendeu. Era vizinho comentando com vizinho sobre quem estava ali. Quem havia comprado a casa.

"Ele deve ser podre de rico. Como será que ele é?"

Três dias depois, também a noite, carros enormes e estupidamente brilhantes começaram a passar pelas ruas, todos convergindo em uma única direção: a mansão branca. Todos, naquela altura do campeonato, já murmuravam o nome do novo proprietário. Era um tal de William Taylor. E era só.

Taylor era uma lenda. Ninguém sabia de onde ele vinha, o que fazia, e como viera parar ali. Todos ficaram sabendo de suas festas fantásticas, memoráveis. Viam de longe os carros estacionando no gramado verde, os vestidos deslumbrantes rebolando pra dentro da grande entrada do casarão, a fumaça dos charutos de alta classe que dissipavam quando ternos e smoking dos mais bem cortados deslizavam pra perto da fonte. Taylor tinha muitas histórias a seu favor. Viagens a todos os lugares do mundo, amizade com as mais belas celebridades. Ele era conhecido por aproveitar ao máximo sua longa vida. E quanto mais sabiam, menos entendiam. “Como esse tal de Taylor sobreviveu? Um quase senhor, com esse dinheiro todo, vive organizando festas, sustentando a luxúria de tanta gente...por acaso é herdeiro?”.

Ninguém sabia ao certo quem era William Taylor, mas não havia um naquela cidade quem não queria ser ele.

Corte abrupto (mas nem tanto) pra realidade:

“Manja o velho que todo mundo quer ser quando crescer? Que curtiu a vida, tá ligado, que chegou lá no final sem se arrepender de porra nenhuma? São esses os velhos que vocês vão ser lá dentro, porra!” –Rony Meisler

E assim foi o discurso feito pelo diretor criativo da marca Reserva para os modelos que estavam prestes a desfilar a coleção de Inverno 2011, há seis meses. A afinidade que temos com esse espírito de ser, e não querer ser, se transformou em uma parceria com os cariocas para a próxima edição do São Paulo Fashion Week, que rola semana que vem.

Se você também se alinha com a atitude da Reserva, o que acha de ganhar um par de ingressos para o desfile deles na próxima segunda 13 de junho, às 21h30? Além de participar de um dos eventos mais importantes do ano, você ainda vai  contemplar o mar de modelos que invade a Bienal do Ibirapuera nessa época do ano.

O que você precisa fazer pra descolar esses ingressos:

1.Curtir a página do Papo de Homem no Facebook.

2. Bolar uma frase saco-roxo no mural da página do PdH com essa pegada aqui: “Eu quero ganhar um par de ingressos para o desfile da Reserva porque...”

3. Na sequência, seguir o perfil da Reserva no twitter @Reservatweet

4. Aí é só twittar:

“Estou concorrendo a 2 ingressos para o SPFW via @papodehomem e @Reservatweet | http://t.co/ZDFKmzB”

5. Torcer até sexta-feira, quando vamos anunciar o sortudo ganhador, que vai retirar os ingressos em um endereço na Bela Vista (que a gente vai passar).

Agora, só pra aproveitar o ensejo do shot, assista ao vídeo da coleção de Inverno 2011 e pesque umas boas opções para se vestir no frio:

Link Vimeo

Errata: esse post foi tirado do ar ontem à noite por não estar alinhado com nossa política para artigos envolvendo marcas. A Regra Dourada é que o conteúdo precisa se sustentar independente da presença da marca/promoção/concurso cultural que porventura esteja presente. No caso, se a promoção fosse retirada, restava apenas pastel de vento. Portanto, reescrevemos incluindo na abertura um conto assinado pelo sagaz Jader Pires. O post foi recolocado no ar hoje pela manhã. Pedimos desculpa pela distração.

Update

Quem vai pro SPFW com um par de ingressos é o Guilherme Tavares. Com um comentário simples, objetivo e bem criativo, o rapaz vem pra São Paulo passar um dia em meio a modelos.

Guilherme, entra em contato com a gente no contato@papodehomem.com.br


publicado em 08 de Junho de 2011, 11:46
File

Verônica Gunther

Sofre de Wanderlust agudo, e faz de tudo nessa vida pra continuar assim. Já trabalhou com moda, marketing, social media e agora acha que é redatora de UX (oi?). Viciada em psicologia da felicidade, fundou a Usina da Forma com uma galera e tem como propósito a felicidade em rede. Stalkeie por aqui.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura