Pesquisa direta com os assinantes de nosso RSS

Caros, seguindo nosso compromisso de transparência, vamos consultá-los novamente. A empresa Mediafed nos procurou, interessada na inserção de anúncios ao final do conteúdo publicado em nosso Feed.

São baseados no Reino Unido e trabalham com publishers de peso como:


  • Le Monde,

  • El Pais,

  • BBC,

  • Economist,

  • La Repubblica,

  • Reuters,

  • The Times, dentre outros.

O ponto delicado é que, pessoalmente, sempre fui contra a comercialização de publicidade no feed. Entendo que os leitores do RSS depositaram um voto de confiança em nosso editorial, e tendem a se manter fiéis e divulgarem o PdH cada vez mais a longo prazo. Portanto, manter o conteúdo incólume me parece um caminho natural.

A oportunidade

A Mediafed nos procurou, e, apesar de nossa postura inicialmente cética, nos mostrou contar com publishers - sites que veiculam os anúncios - e anunciantes de peso, em um sistema bem eficiente.

Óbvio, pagam bem. E se comprometem a exibir anúncios relevantes para nossa audiência.

No entanto, exigem uma contrapartida. A campanha necessita de um CTR mínimo de 0,3%. O que isso significa? A cada 1000 impressões de uma peça de publicidade em nosso RSS, necessitamos um mínimo de 3 cliques. Abaixo disso, a campanha não se paga.

Cartas na mesa...

Diante disso tudo, nossa resposta foi:

"Temos interesse em testar a veiculação de anúncios com vocês, mas tendo em vista a relação que temos estabelecida hoje com nossa comunidade, precisamos escutar o feedback deles a respeito, ok?"

Afinal, se nosso crivo supremo - os leitores - votarem a favor, teremos uma nova entrada de verba, e mais fluxo de caixa para reinvestir na casa. O famoso ganha-ganha.

Logo, a pergunta para vocês é:

Devemos testar o sistema por um mês?

Deixem seus vereditos nos comentários. Caso não, peço que exponham seus argumentos.

É isso, prezando sempre pela franqueza, grande abraço!


publicado em 05 de Julho de 2010, 14:55
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura