Por que Anderson Silva perdeu daquele jeito?

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Gil Eanes Vivekananda pratica artes marciais há 17 anos anos, é instrutor (Dai Si-Hing) de Wing Chun e Eskrima pela proWES – instituição fundada por seu professor, Sifu Cemil Uylukçu. Oferece aulas em Joinville/SC e viaja regularmente pelo Brasil para treinar grupos de alunos e instrutores. Já conduziu os Cabana-Do – pela antiga Cabana, agora O Lugar – e participou ativamente na organização do evento que trouxe o professor Yasin Mengüllüoglu.

Em um papo informal pelo Whatsapp, hoje, pedimos para ele nos dizer o que achou sobre a luta do Anderson Silva contra Chris Weidman, sobre as suspeitas de armação e a repercussão do resultado.

Achamos tão bom que decidimos compartilhar e abrir o debate aqui no PapodeHomem também.

* * *

"Ele foi nocauteado, de fato. E mentir envolveria toda uma equipe mentindo e toda uma carreira invicta já ideal para se tornar uma lenda do MMA.

Já de início ele ficou abalado. A brincadeira era a sua melhor estratégia e dava pra ver claramente como abalava o adversário. Mas na pausa do round ele estava tenso, dava para ver a equipe falando para ele ficar calmo. Anderson Silva já ficou afetado nos primeiros golpes que levou e a impressão é que ele voltou para se vingar. E a melhor estratégia seria humilhar, desequilibrar o outro, coisa que já é sua especialidade. Seria diferente ele brincar para fazer show. Seria algo parecido com quem ri quando está nervoso.

O Anderson Silva sabia que poderia perder. Mas se ele nocauteia rápido, pra se garantir, isso também seria uma demonstração do medo de perder. Ele criou uma imagem de show man e não de alguém que luta apenas para ganhar. Ele luta para fazer um show e depois ganhar. Se ele muda, algo está errado.

capa
Eu gosto dele como lutador. Já o conheço das antigas e ele de fato é muito bom, não é de agora, com o UFC. Mas alguém na posição dele corre bastante o risco de acreditar no próprio mito. As respostas dele na entrevista ao final da luta eram de alguém abalado, tentando disfarçar, demonstrar tranquilidade, como se estivesse achando normal perder.

Luta é luta, ninguém é super-herói ou invencível. São as pessoas que criam essa imagem e depois se decepcionam. Enquanto ele ganha, todo mundo puxa o saco e agora, por que ele perde, é como se ele não fosse mais nada. Ele é um ser humano, que tem grandes habilidades e que pode se perder em meio a tanto sucesso, assim como qualquer um de nós está sujeito a isso, se chegar em uma posição como a dele. Acho até que é uma posição mais difícil do que o fracasso.

As pessoas sofrem pelas próprias expectativas, como se o Anderson não pudesse perder daquele jeito. O jeito dele perder seria vacilar e ele vacilou. Se ele ganhasse com um primeiro soco, também reclamariam que poderia demorar mais.

Cada um faz o melhor que pode dentro das suas condições físicas, técnicas e psicológicas. Às vezes dá certo. Às vezes não.

Tiveram lutas muito boas nessa noite, com lutadores que ainda não são famosos. Assim como também tiveram lutas ruins e ninguém ficou ofendido.

As pessoas escolhem um lado, torcem e sofrem. De resto é apenas a expectativa quebrada." –Gil Eanes Vivekananda

* * *

E vocês, o que acharam da luta?


publicado em 07 de Julho de 2013, 17:10
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: