Por que assistir a final da Copa do Mundo de Rugby?

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

Você não joga rugby e não conhece nada do esporte? Mesmo assim você deveria assistir a final da Copa do Mundo, no próximo domingo, dia 23. O evento é a terceira competição esportiva mais assistida do planeta, atrás da Copa do Mundo de Futebol e dos Jogos Olímpicos. Ingrato é o horário: 6 da matina no horário de Brasília.

Quem vai jogar?

A final será entre os All Blacks neozelandeses e a França.

Os All Blacks jogam o rugby total, onde defesa e ataque se misturam e todos os jogadores são incentivados a mostrar suas capacidades atacando e defendendo. É uma forma extremamente agressiva e efetiva de jogar. Os homens de preto são os primeiros do ranking mundial e ganharam mais de 75% dos jogos disputados desde 1903. Com relação às demais seleções, eles não têm desvantagem alguma: contra os Springboks, da África do Sul, time com a qual os All Blacks têm confronto mais equilibrado, são 46 vitórias neozelandesas, 34 sul-africanas e três empates.

Link YouTube | Haka executado na primeira partida contra a França. Os All Blacks venceram: 37 a 17

Já a França... Bem, a França conseguiu protagonizar a maior zebra da história das Copas do Mundo. Perdeu esse ano para Tonga, tomou uma surra da Nova Zelândia na fase de grupos, sua equipe está brigada com o treinador Marc Lievremont... Por outro lado, os franceses deram uma pequena lição na favorita Inglaterra nas quartas-de-finais e saíram pra balada depois de vencer a semifinal contra os também favoritos do País de Gales.

Os Bleus são assim: podem conquistar uma vitória heróica contra qualquer equipe do mundo, assim como podem perder miseravelmente para qualquer um.

YouTube | Les Bleus cantam "La Marseillaise" antes de vencerem os All Blacks em 2007

Onde vai ser?

Se o Brasil é o país do futebol e o Maracanã é a Meca dos boleiros, a Nova Zelândia é o país do rugby e o Eden Park, local da final, é um templo sagrado rugbístico. O estádio foi o palco da final da primeira Copa do Mundo de Rugby, em 1987 – um jogo entre, acreditem, Nova Zelândia e França. Na época, o rugby ainda era amador – era proibido remunerar os jogadores – e os All Blacks foram os primeiros a erguer a Webb Ellis Cup. Curiosamente, a disputa de terceiro lugar tanto desta Copa do Mundo quanto a da edição de 1987 foi disputada entre Austrália e País de Gales.

Em 1987, no mesmo estádio, os All Blacks levantaram a taça

Favoritismo vs. superstição

“Mas é o melhor time do mundo jogando em casa contra um time inconstante! Essa taça já tem endereço certo.” Não é bem assim. Os Blacks são favoritíssimos e os sites de apostas estão oferecendo 7.5 para 1 na vitória francesa – é como apostar hoje que o Fluminense ou São Paulo será campeão brasileiro de futebol. Entretanto, a França tem sido uma pedra no sapato kiwi em jogos decisivos de Copa do Mundo.

Nas semifinais de 1999 e nas quartas de 2007, os All Blacks também eram favoritos e foram batidos pelos Bleus. Inclusive os mais maldosos dizem que as equipes ficaram no mesmo grupo na primeira fase para não correr o risco deles se enfrentarem antes das finais.

E se os All Blacks perderem?

A forma mais fácil de explicar o que viria a ser uma derrota dos donos da casa no próximo domingo é perguntando:

E se o Brasil perdesse a final da Copa de 2014 em casa para a França?

Uma derrota dos All Blacks no Eden Park seria comparada apenas ao Maracanazo. Será que é possível se preparar para isso? Os homens de preto não ganham uma Copa há 24 anos e a pressão de conquistar um título em casa é uma mistura do que a seleção de Parreira sofreu em 1994, naquela final nos pênaltis contra a Itália, com a que a seleção do Mano (se ele aguentar até lá) vai sofrer na Copa que o Brasil “se prepara” para receber em 2014.

Os nervos estarão à flor da pele.

Espírito esportivo

O uniforme negro dos neozelandeses é um símbolo nacional. Existem movimentos organizados na Nova Zelândia para que a bandeira do país seja negra com a silver fern (um tipo de samambaia que é o símbolo nacional). Como havia um conflito de cores entre o preto neozelandês e o azul escuro da França, foi realizado um sorteio. Os All Blacks perderam e teriam que jogar de branco, mas não vão. A França abriu mão de jogar com o tradicional uniforme azul. O motivo?  Respeito.

“É uma honra e um prazer enfrentar os All Blacks na final da Copa do Mundo de Rugby no lendário estádio de Eden Park” – Jo Maso, chefe da delegação francesa

All Blacks não precisarão ser All Whites

Você pode acompanhar a final da Copa do Mundo de Rugby no dia 23, às 6 da manhã, pelos canais por assinatura ESPN e TV5. Mas enquanto espera pelo jogo decisivo, que tal aprender as regras do rugby com algumas gostosas?

Link Vimeo | Entendeu?


publicado em 20 de Outubro de 2011, 14:40
File

Diego Dubard

Jornalista nascido em Recife, vive em Brasília desde 2007 e quer se mudar em 2012, antes que o mundo acabe. Escreve porque precisa ganhar a vida e joga rugby por paixão. Twitter: @ddubard.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: