Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Preconceito com marcas: um relato sobre o Volvo C30 T5

Volvo pra mim sempre foi aquele carro daquele quase tiozão meio barrigudo que trabalha 14 horas por dia num alto cargo de uma empresa multinacional. Dois filhos com uma esposa ranzinza, dorme de boca aberta no sofá assistindo aos jogos de tênis na ESPN, tem alergia a pelos de gato e não come brócolis.

Em suma, nunca foi uma marca aspiracional entre eu ou os meus amigos. Sejamos francos, você já ouviu algum cara de 18 a 30 anos falar "Cara, meu sonho é ter um Volvo!"?

"Eu que não me sento no trono de um apartamento com a boca escancarada cheia de dentes, esperando a morte chegar" –Raul Seixas ("Ouro de Tolo")

A virada

Eu havia comentado sobre a cena do tiozão dono de Volvo com um amigo numa mesa de bar. Curiosamente, poucos dias depois, a Volvo entrou em contato com a equipe PdH para uma proposta:

"Pessoal, nós conseguimos 2 Volvos C30 T5, um preto e um branco, para o PapodeHomem testar. Vocês querem?"

Descemos com esses 2 foguetes – motor 2.5 20v turbo, 230 cv e 32.6kgf de torque – pela Imigrantes ouvindo esse som no último volume.

Reparem que da pra ver o reflexo do C30 Branco na lataria do C30 Preto

Veronica Gunther, profissão: primeira dama, fotógrafa das aventuras da equipe PdH e Maria Gasolina

Depois de 5 dias com essas máquinas, morreu qualquer preconceito que eu tinha com a Volvo.

A marca rejuvenesceu os modelos. Até mesmo os Sedans estão com uma cara mais esportiva. O interessante é que eles não abandonaram aquele aspecto de segurança que sempre carregou.

Para completar, a Volvo criou a linha R-Design (do C30 preto), uma linha esportiva que vem com rodas aro 17, spoilers, saias e mais um monte de outros adicionais que se eu ficar listando aqui um por um o texto vai ficar chato.

Que aflição dessa câmera, Felipe!

Engraçado como surgem preconceitos com marcas sem você nunca ter qualquer contato com elas. Ou talvez exatamente por isso. Confesso que a Volvo era uma marca que nunca havia me atraído. O único motivo: a imagem que existia na minha cabeça do carro do tiozão barrigudo. Ilusão desfeita depois desse test drive.

E você, leitor PdH? Também tem ou já teve preconceito com marcas em geral?

Conte uma experiência.


publicado em 16 de Março de 2011, 19:55
Fa6216a91d207a00d48a0f1c69f44eb9?s=130

Rodrigo Cambiaghi

Gerente de Mídia do PapodeHomem, é especialista em mídia programática e monetização de sites. Reveza o tempo entre filha, esposa, cão, trabalho, banda, games, horta de casa, cozinha e a louça que não acaba nunca.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura