Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Quadrinhos argentinos invadem o Brasil com a Fierro

Apesar de ser aqui do lado, a maioria dos leitores de quadrinhos não faz ideia de que a Argentina é um dos maiores celeiros de HQs do mundo. Apostando alto na qualidade dessas histórias, a editora Zarabatana Books tem trazido grandes obras dos hermanos para o Brasil. Mas apenas o livro Fierro Brasil mistura o trabalho de autores dos dois países.

A Fierro é uma revista argentina que tem o mesmo estilo das clássicas antologias de quadrinhos adultos como a francesa Métal Hurlant, a americana Zap e a italiana Lunis. Infelizmente, o editor Claudio Martini sabe que o mercado brasileiro não está preparado para um título desse porte. Sua solução foi publicar a Fierro em edições semestrais no formato livro.

Fierro Brasil

O primeiro volume da é de surpreender qualquer leitor de quadrinhos tradicionais. A seleção de autores e histórias é tão refinada que parece que tudo foi feito para a edição nacional. Interessante é que o álbum não faz distinção entre autores brasileiros e argentinos.

Fiquei realmente impressionado com a poesia em forma de quadrinhos subversivos da história O Desmistificador Argentino de El Tomi. Toques de surrealismo e erotismo em um conto que analisa as relações humanas através do cabelo das pessoas, como se ele expressasse o pensamento delas.

Outro que mantém a qualidade de sempre é o genial Danilo Beyruth (de Necronauta e Bando de Dois) com sua horripilante história Lancheira Infernal. Depois de ler isso, nunca mais você vai tocar na marmita dos seus colegas de trabalho.

A Zarabatana Books já publicou diversas obras fundamentais, como a coleção Macanudo do cartunista Liniers e o tratado de HQs hermanas Bienvenido – Um Passeio pelos Quadrinhos Argentinos do jornalista especialista Paulo Ramos. Outra recém saída do forno é “Noturno”,do desenhista e roteirista Salvador Sanz, que inaugura a Coleção Fierro, que reúne em álbuns algumas histórias seriadas da revista.

Lovecraft
Mulheres Alteradas
Fierro argentina
Aline

Dentre os autores estão os consagrados Alberto Breccia (), Juan Giménez, Crist, Carlos Nine e Copi. Mas não podemos deixar de contemplar o talento de Kioskerman, Liniers, Maitena (), Lucas Varela e Lucas Nine. Do lado brasuca, incluindo os que já foram publicados na , estão: Adão Iturrusgarai (), Fabio Zimbres, Santiago, Eloar Guazzelli e Gustavo Duarte ().

Antes de fechar esse texto, gostaria de fazer uma homenagem ao consagrado roteirista argentino Carlos Trillo, que fez parte do álbum, e morreu no último 7 de maio. Ele foi um dos grandes gênios dos quadrinhos da América Latina e seria um dos convidados de honra do FIQ deste ano (Feira Internacional de Quadrinhos, que acontece em Belo Horizonte). Foi um imenso prazer editar seu trabalho O Menino-Vampiro (Mythos Editora), que ele fez junto com o desenhista Eduardo Rizzo.

Fierro Brasil

A tem 160 páginas coloridas, capa cartonada, formato 21 x 28 cm e custa apenas R$ 59,00. Só para adultos!


publicado em 25 de Maio de 2011, 13:57
34248f1a3b00d4b22532491a9efa8a31?s=130

Raphael Fernandes

Formado em história na USP, decidiu jogar seu diploma fora trabalhando como editor da revista MAD. Atualmente, também é analista de mídias sociais, roteirista e redator. Perde mais tempo lendo e escrevendo do que contando dinheiro. Twitter: @raphafernandes. Blog: www.contraversao.com.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura