Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Quadrinhos brasileiros indicados ao Scream Awards

Nessa última semana, os brasileiros Fábio Moon, Gabriel Bá e Rafael Albuquerque foram indicados para o Scream Awards desse ano na categoria “Melhor Revista em Quadrinhos”. Após anos de marginalidade, a HQ brasileira alcançou um status de qualidade e reconhecimento internacional merecido.

Por muito tempo, o grande público brasileiro teve acesso apenas aos quadrinhos enlatados que a Marvel e a DC Comics licenciavam para editoras brasileiras. No entanto, a crise do mercado de HQs nos EUA não reflete a situação do quadrinho nacional que nunca teve tantos bons autores e títulos interessantes sendo lançados todos os meses.

Cada vez mais, os quadrinhistas tupiniquins tem publicado seus trabalhos nos EUA e muito se deve a qualidade dos nossos desenhistas. Certamente, um dos destaques é Rafael Albuquerque, que roubou a cena na série de chupadores de sangue American Vampire (Vertigo).

Assim fica fácil vender HQ, né. Tô falando da qualidade do desenho, porra (American Vampire)

Por outro lado, a verdadeira barreira foi quebrada pelos gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá, que conseguiram o raro feito de publicar uma HQ escrita e desenhada por brasucas: Daytripper (Vertigo). Indo na contramão da maioria dos gibis norte-americanos, a série é sobre a vida e a morte de pessoas comuns e tem fortes influências de Machado de Assis.

Engraçado que, por mais seja reconhecidos pela crítica internacional, a dupla é chamada pela imprensa brasileira de “nova geração” do quadrinho nacional. Um absurdo! Lembremos que Moon e Bá publicam seus trabalhos por aqui há mais de 10 anos, sem falar falar nos prêmios nacionais (Troféu HQMix, Jabuti) e internacionais (Eisner Awards, Harv Awards, Scream Awards) que já participaram.

Também não podemos deixar de ressaltar que desde a década de noventa, desenhistas brasileiros têm oferecido seu traço para as principais editoras de quadrinhos do mundo. Verdadeiros desbravadores, como Roger Cruz, Mike Deodato, Ed Benes, Ivan Reis e outros, deram um novo fôlego para os já não tão populares gibis de super-heróis.

Quem vai para a prateleira de quadrinhos de uma livraria (coisa que pro si só já é uma vitória), encontra uma enorme variedade de títulos nacionais e importados de autores do Brasil e do resto do planeta. Sem falar que um de nossos quadrinhos é o atual detentor da maior tiragem deste ano, conforme canonizou o crítico Rich Johnson, do Bleeding Cool.

O Scream Awards é uma premiação dedicada aos filmes dos gêneros terror, ficção científica e fantasia, que acabou abrangendo a televisão e os quadrinhos. O prêmio é considerado um dos principais radares das tendências da cultura pop mundial.

Os irmãos Moon e Bá mostram, em Daytripper, o cotidiano visto de um ângulo diferente

Nem precisamos dizer que por nós, o páreo terminaria em empate. Mas a julgar pela qualidade da obra, Daytripper merecia levar o caneco e mostrar de vez que os gêmeos chegaram na maturidade de seu trabalho.


publicado em 15 de Setembro de 2011, 07:10
34248f1a3b00d4b22532491a9efa8a31?s=130

Raphael Fernandes

Formado em história na USP, decidiu jogar seu diploma fora trabalhando como editor da revista MAD. Atualmente, também é analista de mídias sociais, roteirista e redator. Perde mais tempo lendo e escrevendo do que contando dinheiro. Twitter: @raphafernandes. Blog: www.contraversao.com.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura