Ralph McQuarrie: Star Wars muito antes de George Lucas ter algo pra mostrar

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Às vezes esquecemos que os filmes que amamos, bandas geniais, livros que nos tiram o sono, seriados, animações ou projetos revolucionários com grandes impactos sociais um dia já foram um mero pensamento, que podiam ser resumidos em uma frase e ser recebidos apenas com um "ah, legal".

Das raras vezes em que me lembro disso, me pego trazendo à tona o sentimento do autor, que tenta explicar aquilo que tem na cabeça e, por acaso, ainda não pôde trazer ao mundo.

Imagine só o quanto deve ser difícil.

As coisas foram surgindo assim

Se for um filme, qual chance de convencer alguém com um punhado de palavras apressadas? Se for uma música, como explicar a catarse que pode provocar a junção dos músicos, acordes, melodias e instrumentos corretos? Como fazer alguém visualizar o sentimento que se pode proporcionar no beneficiado por alguma de nossas ações?

Imagine-se, então, no lugar de um jovem George Lucas, com uma ideia para um filme de ficção científica. Imagine-se tendo o trabalho de explicar para os outros que você não estava tentando fazer um filme de ficção científica. E que a história não se passava no futuro. E que também não era na Terra ou em qualquer outro lugar do universo como o conhecemos, mas sim há muito tempo atrás em uma galáxia muito distante.

Não deve ter sido fácil.

A jornada de George Lucas para tirar seu projeto do papel foi bem árdua, cheia de detalhezinhos, dificuldades técnicas e negativas por parte dos estúdios. Pra mim, ler sobre essas histórias é uma outra forma de consumir Star Wars.

Uma parte crucial na saga por trás da saga de concepção e apresentação das ideias foi Ralph McQuarrie, puta designer/ilustrador que criou toda a tão famosa estética da trilogia original e acabou influenciando outros filmes igualmente famosas como Star Trek, E.T, Cocoon e Indiana Jones.

Para compreender bem o quanto ele foi importante, basta saber que foi o pai do visual do Chewbacca, do C-3PO, do R2-D2, do Darth Vader – muito mais sinistro na versão desenhada por ele, Millenium Falcon – baseado na forma de um hamburguer mordido com uma azeitona espetada do lado, Cloud City e inúmeras outras criaturas, espaçonaves e locações.

George Lucas costumava dizer:

"Quando as palavras não expressavam minhas ideias, sempre podia mostrar uma das fabulosas ilustrações do Ralph e dizer: 'faça desse jeito'."

Ralph, infelizmente, não está mais entre nós. Morreu em 3 de março de 2012, aos 82 anos.

Olha só o que ele deixou.


publicado em 02 de Outubro de 2012, 07:00
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: