Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Receita de Fidel a Chavez

No auge das discussões que concernem o “golpe de estado” recente em Honduras (como se pode chamar de golpe, botar pra fora um presidente que quer atropelar a Constituição hondurenha a qualquer custo?), pesquisando sobre o assunto na internet, fui brindado com a transcrição de uma carta atribuída a Fidel Castro (argh) e endereçada a Hugo Chavez (duplo argh).

Tenho um amigo venezuelano aqui no Rio, que está aqui justamente porque votou e militou contra Chavez, e agora não consegue mais emprego na Venezuela. Muito legal.

Tal carta mostra bem qual é o intento dessa corja que se intitula “socialismo bolivariano” (triplo argh). Reconheço que a idéia é genial. Sob o disfarce de democracia e legitimação popular, controla-se a tudo e a todos, dá-se uma esmola aqui e outra ali, e assim você tem o PODER. É um plano engenhoso.

Ademais, leiam a transcrição e tirem suas próprias conclusões.

-----

Nota importante do editor: pessoal, isso deveria ter sido mencionado antes. Trata-se de uma suposta carta. Como aqueles textos e correntes que todos já recebemos por aí. Bem escritos, coerentes, mas não sabemos se reais. Ou seja, tem propósitos meramente lúdicos, serve como papo de bar, provocações e troca de idéias entre amigos. Não deve ser levada a ferro e fogo de forma alguma.

Peço desculpas por não ter incluído isso antes, já que isso afeta diretamente a credibilidade de nossos artigos e da própria equipe. Checamos sempre nossas fontes antes de soltar novos conteúdos e não quero que o deslize seja confundido com falta de comprotimento.

É isso. Grande abraço.

Guilherme.

Update, 6:05am: checamos e incluí no artigo imagem escaneada do jornal que acreditamos ter publicado a carta. Pode ou não ter sido escrita por Fidel, mas a imagem do jornal é legítima.

-----

A suposta carta de Fidel para Hugo

carta-de-fidel-a-hugo-chavez
Imagem escaneada do jornal El Heraldo, edição de 28 de Junho de 2009

"Sabemos, Hugo, que para acabar com o imperialismo yankee temos que fazer bem as coisas. Os árabes estão indo bem, Lula está trabalhando no Brasil e às FARC você deu uma força. O povo está muito perto do poder, os pobres são maioria e têm pouca memória, injete-lhe desesperança e acuse o passado, à democracia de todos os males, mantenha-se em linha permanente com teu povo, indentifique-se com eles, seja simples, os emocione, tome conta deles, aprenda a manejar a ignorância, e as palavras devem ser carregadas de autoridade e poder.

Não se preocupe com os ricos e a classe média, não são mais que você, 80% dos pobres é o que você necessita. Os ricos saem correndo se você fizer “Buuuu”.

Aos católicos, eles adoram menções à Bíblia e a Cristo. Os católicos que são maioria na Venezuela não fazem mais que rezar, e ações que não vão chegar a lugar algum, são uns bobalhões. Enquanto a Igreja estiver dormindo, aproveite, pois quando decidirem se mobilizar, já estará instalado. Lembre que a Igreja é descuidada, prossiga acusando, os católicos sem liderança não são nada, e ninguém da Cúria vai reagir, haverão dois ou três que tentarão, mas os superiores vão cala-los.

Se algum sacerdote se exaltar mais, compre-o, chame-o. Os judeus na Venezuela não contam, os evangélicos são uns pobres coitados e as demais religiões, para que citá-las?

Saque a Cristo, sempre fale em seu nome, e lembre que isso me deu excelentes resultados, inclua bandeiras e Simon Bolívar quando puder, gere um novo nacionalismo, desperte o ódio, divida os venezuelanos, essa etapa te dará bons dividendos. Se eliminarão uns aos outros, a violência te ajudará também a se instalar mais tarde à força, mesmo que você os fale de democracia e de constituição.

Peça dinheiro e compre a fidelidade enquanto cumpre os objetivos, quando tiver o que quer, se se opuserem ou te aconselharem, dispense, envie-lhes às embaixadas, dê-lhes dinheiro para que se calem ou então expulse-lhes do país para que a impresa não lhes utilize.

Aos que se opuserem, atribua-lhes crimes, pois isto os desqualifica para sempre. Por todos os meios, mantenha a maioria na assembléia, mantenha no mínimo ao teu lado, a fiscalização e o tribunal.

A dimensão de uma revolução

A dimensão de uma revolução

Compre todos os militares com roupa e equipamento. A todos os comandantes, coloque em pontos onde exista bastante dinheiro, corrompa-lhes para conseguir fidelidade. Coloque alguns na petrolífera para que tenha o controle militar, nas guarnições centrais necessita colocar gente sua, ofereça cursos para mudar os indecisos dos postos-chave. Se conseguir 200 a 300 militares de alta patente com comando de tropas, ficará indestrutível. Se tiver dúvida sobre alguns, simule um golpe, assim saberá quem são os traidores e os fiéis. É necessário controlar os meios de produção do estado, aos comerciantes agrada o dinheiro, compre os banqueiros, os grandes comerciantes e os grandes construtores, dê-lhes contratos, trabalhos e facilidades para essa primeira etapa.

Para a segunda etapa, terá que formar comitês de defesa da revolução, chame-os de bolivarianos, faça um trabalho comunitário para que eles se sintam agradecidos, pague-os para que sigam as diretrizes, façam marchas, concentrações. Dos comitês, selecione os mais agressivos para uma força de choque armada que você possa necessitar caso as coisas fiquem difíceis.

Controle a polícia, a destrua, coloque-a à sua disposição, na segunda etapa terá que aprofundar a missão de revolução deves mencionar muito a palavra revolução, isso emociona aos pobres.

Aqui tens que fraturar a união dos trabalhadores e empresários que possam fazer oposição, tens que conseguir que os trabalhadores estejam afiliados a uma central paralela, com dinheiro se consegue, e igualmente tens que armar uma central de empresários paralela. Ataque os empresários, acuse-lhes de fomentadores, fascistas e particularmente, de golpistas.

Vitimize-se, a mente do homem sempre favorece ao mais fraco e á justiça. Se não puder comprar-lhes, feche os meios de comunicação via rádio, imprensa e televisões. Sua empresa de petróleo é o que produz dinheiro para esse projeto, crie uma junta diretora revolucionária, descarte os técnicos e acabe com essa chamada meritocracia. Se já tiver tudo nessa etapa, pode seguir à terceira.

Na terceira etapa, você pode violar a Constituição porque nada vai te impedir. Ordene novos alinhamentos, semeie armas, drogas, dinheiro, acuse-lhes de espiões ou corruptos, desprestigie-lhes, prenda jornalistas, empresários, líderes trabalhistas, os demais escaparão do país ou virarão motivo de escárnio.

Reestruture o gabinete, aqui você pode se desfazer de seus colaboradores, a alguns podes premiar, e a outros despejar, pois não há mais oposição, tens que colocar seus camaradas, estabelecer o estado de exceção, suspender as garantias, lançar toque de recolher, fechar os meios de comunicação, destituir governadores e prefeitos da oposição, anunciar a reestruturação de todas as áreas do Estado e a elaboração de uma nova constituição, forme um conselho de governo com 500 membros, e nesse conselho assessor estarei eu.

Tem que fuzilar os opositores que não aprendem, este é o único que os silencia e também o mais econômico, nunca deixe que se organizem e conheçam tuas intenções. Seremos respeitados novamente pelo nosso marxismo-leninismo, Brasil, Equador, Venezuela e Cuba, a passos indestrutíveis.

Que estás esperando, Hugo?"

fonte: Coturno Noturno


publicado em 03 de Julho de 2009, 11:31
7375567d0f2c379b7588ce618306ff6c?s=130

Mauricio Garcia

Flamenguista ortodoxo, toca bateria e ama cerveja e mulher (nessa ordem). Nas horas vagas, é médico e o nosso grande Dr. Health.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura