Relógio com cinzas do vulcão islandês Eyjafjallajökull

A fabricante de relógios de luxo Romain Jerome lançou um modelo absolutamente do caraleo, com cinza legítima do vulcão que recém tumultuou toda a Europa.

Trata-se do Romain Jerome Eyjafjallajökull (não tenho a menor ideia de como pronunciar, mesmo depois de ouvir a pronúncia correta).


Se falassem que é o relógio do Sauron, acreditava fácil.
Romain-Jerome-volcano-dna-watch

Segundo eles, ilustra “as lendas do nosso tempo e as mitologias que vão forjar a memória do século XXI”.

Mesmo sendo fã de relógios pouco ortodoxos – é, sem dúvidas, um dos principais acessórios para um homem – não conhecia a Romain Jerome. Eles são especialistas nisso, tendo se destacado entre os tradicionais fabricantes suíços com criações polêmicas, como um relógio que não mostra as horas.

Agora aproveito pra compartilhar por aqui mais algumas dessas edições especiais fuderosas dos caras.

O relógio que não mostra as horas, que teve apenas 9 peças fabricadas, por U$ 300.000,00 cada. Ele apenas diz se é dia ou noite. Esgotou em 48h.

romain-jerome-day-night-ii-watch

Titanic DNA, feito com vestígios do Titanic, com preços de U$18.500,00 a U$430.000,00:

romain-titanic

Moon Dust DNA, feito com pó lunar, com preços de U$ 15.000,00 a U$ 500.000,00. Apenas 1969 desses foram fabricados, em homenagem ao ano que o homem colocou os pés na lua:

Aos interessados em descobrir mais sobre a Romain Jerome e relógios de luxo em geral, recomendo e o . Ambos em inglês, somente. Não conheço boas fontes em português.

E vocês, são apaixonados pelo tema ou são dos que aposentaram seus medidores de tempo em prol de celulares?

O que usam no pulso atualmente?


publicado em 29 de Abril de 2010, 03:01
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura