Samuel L. Jackson fazendo o que ele sabe fazer de melhor com Breaking Bad

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Ele nem se esforça.

* * *

Breaking Bad é uma série muito conhecida e aclamada por público e crítica. A história gira em torno de um professor de química, Walter White, que, descobrindo ter um câncer no pulmão e tendo aproximadamente dois anos restantes, decide arranjar um jeito de fazer dinheiro para deixar com sua família: uma esposa, um filho com necessidades especiais e uma filha recém nascida.

Para isso, ele começa a produzir metanfetamina e invariavelmente acaba entrando para o mundo da venda de drogas, organizações criminosas, cartéis mexicanos e todo o tipo de figura, grupo ou situação ilícita.

Em determinado momento, sua mulher o questiona sobre sua saída desse universo sanguinário e pede que ele pare com sua acensão como produtor do melhor "cristal" já fabricado para colocar ele e sua família fora de perigo. Então surge uma das melhores cenas da série:

Link YouTube | "I am the danger!"

Com quem você está falando agora? Quem é que você pensa que vê? Você sabe o quanto [de dinheiro] eu faço em um ano?
Quero dizer, mesmo que eu dissesse à você, você não iria acreditar. Sabe o que aconteceria se, de repente, eu decidisse parar de ir para o trabalho? Uma empresa grande o suficiente pra ser listada na NASDAQ agonizaria. Desapareceria! Deixaria de existir sem mim.
Não, claro que você não sabe com quem está falando, então deixe-me dar uma dica. Eu não estou em perigo, Skyler.
Eu sou o perigo!
Um homem abre a porta, leva um tiro e você acha que sou eu? Não.
Eu sou o único que bate!

Claro que a cena tem três temporadas e meia de carga dramática pra se entender com exatidão o peso desse diálogo. Mas mesmo rpa quem nunca ouviu falar na série, é um baita diálogo.

Explico isso porque o que vou colocar a seguir deve ser pensado dessa forma.

* * *

(e de novo...) Ele nem se esforça.

Samuel L. Jackson foi predestinado a ser O bad motherfucker mais invocado do cinema. Pra sempre. Tendo isso em mente, fica mais fácil identificar porque ele é o cara certo para qualquer tipo de diálogo bad motherfucker que vai deixar a outra pessoa em silêncio e com um pouco de medo ou receio. Ou morta mesmo.

Em sua casa (ou num quarto de hotel), Jackson fez uma gravação amadora refazendo o diálogo que mostrei acima, tirada do episódio 06 da quarta temporada (penúltima) de Breaking Bad. Ele não precisou corrigir sua postura, prestar total atenção em sua entonação de voz, deixou de lado qualquer figurino ou outro ator/atriz para ajudar a contracenar. Foi só ele, seu pijama e a câmera (provavelmente de celular) na mão.

E ele mandou bem, claro.

Link YouTube | Bad Motherfucker Style

Todo o lance de explicar a carga dramática da série serve agora, pra afirmar que não há uma comparação entre as duas atuações e muito menos botando o L. Jackson com uma versão melhor, até porque ele seria o ator menos indicado -- no contexto que usei (de bad motherfucker) -- pra viver Walter White, um gênio frustrado que nunca ganhou fama ou dinheiro e que se viu como uma lenda ao botar sua expertise no mundo das drogas.

Pra quem quer se empolgar mais com Breaking Bad

Aos que não assistiram a série e também para os que estão com saudades, alguns vídeos bem massa:

Link Vimeo

Link Vimeo

A sexta (e última) temporada de Breaking Bad vai ao ar em 11 de agosto, lá nos Estados Unidos.


publicado em 07 de Junho de 2013, 07:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: