Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Sangue, Suor e Tábuas | A caverna do homem #2

Cá estamos, no segundo “A Caverna”. A ideia aqui é apresentar sempre pequenas dicas visuais de como compor os elementos de nossa casa da maneira mais interessante e agradável possível.

Diferente dos demais artigos que escrevo, neste, a proposta é não se aprofundar demais no tema, apenas dar uma zapeada inspiradora no que tem sido feito de bacana e também reunir nos comentários pessoas que tenham soluções diferentes e vontades de fazer coisas, você teve uma ideia bacana e montou uma estante? Será um prazer compartilhar a dor e o amor de pregar coisas com você meu amigo.

Faz alguns meses, tive um pico testosterônico e resolvi fazer a mesa de casa eu mesmo, madeira, prego e lixa, mãos prontas a domar a madeira e adestrar o aço!

Foi então que me dei conta... que franga eu era!

O que antes de começar me parecia simples e boçal se tornou uma jornada engenhosa, digna das mais profundas criações da humanidade. Cacete como é difícil cerrar 4 troncos exatamente do mesmo tamanho!

Mas hoje escrevo este artigo sobre ela (literalmente) e me sinto orgulhoso da minha torta, porém firme, mesa da sala. Se alguém postar fotos de coisas construídas com as próprias mãos nos comentários, será um prazer pra mim fazer o mesmo e também partilhar minhas coisas com vocês.

Voltando ao que interessa, eis aqui algumas imagens que me inspiram e me alegram de alguma forma pela engenhosidade ou pela composição:

1. Não ser óbvio é sempre mais divertido

Você tem um lugar classicão como escritório? Experimente colocar uma cadeira com estética mais moderna no ambiente, ela deixará ele muito mais pessoal.

Use o que gosta (o estilo tradicional) como uma referência e não como um xerox. É assim que coisas novas são criadas.

2. Se torne íntimo do seu canto

Taí uma estante que qualquer um pode tentar fazer. Caso você não tenha uma madeira com os cantos arredondados como na foto, porque não tentar arranjar 3 shapes de skates antigos com os camaradas e arriscar algo?

Levanta da cadeira que o sábado sempre taí a sua espera, meu jovem.

3. Minha parede significa algo

Sem dinheiro para comprar um quadro ou sem vontade de comprar algo genérico já emoldurado?

Menos choro e mais ação: pegue um livro ou gibi antigão que tenha algum significado pra você e mande emoldurar uma página (vale algum livro de colégio antigo rabiscado, ou mesmo um caderno com aquela zuada do camarada no cabeçalho).

Assim você sempre terá uma boa recordação toda vez que olhar ao lado e também uma boa história pra contar pras visitas.

4. Ventando com estilo 

Um ótimo acessório de decoração que também tem bastante utilidade é o ventilador, na verdade estes com uma pegada antiga são meus prediletos.

Para que sua casa não pareça uma loja de antiguidades, a dica é que você lixe a ferrugem (se existir) e pinte com cores cítricas alguns detalhes, assim você ganhará automaticamente uma atmosfera de descontração no ambiente em questão. Ventiladores como este podem ser encontrados a rodo em lojas de usados e no mercado livre (embora o preço aqui costume ser um assalto).

5. Nem só de pregos vivem os quadros

Quando foi decretada a lei que todo quadro deveria ser pregado? Largue mão, escolha um lugar que goste e coloque ele ali, assim mesmo, escorado. Além de ser mais inusitado, é uma opção que pode ser alterada sempre que você tiver vontade, ótimo para nossos tempos voláteis e de certezas semanais.

Obs: seu criado-mudo pode dizer um pouco mais sobre você, como esse exemplo simples que não me deixa mentir. Nem sempre gavetinhas quadradas são necessárias e surpreender às vezes é mais fácil do que parece.

6. Porque todos os ambientes na sua casa tem que estar na mesma altura?

A visão que você tem de um cômodo costuma ser sempre linear, numa mesma altura. Que tal então criar um outro nível dentro de um mesmo ambiente?

Garanto que não será só uma atração a todos que forem conhecer sua casa, como também irá proporcionar a você um novo ângulo totalmente diferente de parte de seu lar. Você irá notar o quanto a coisa fica diferente desta maneira, a composição sofre uma grande alteração.

Encaro como um ótimo convite a criatividade.

7. sonhos sempre são mais táteis quando estão ao nosso alcance visual

Você tem um canto que guarda pra estudar, escrever ou trabalhar? Então me diz porque este lugar tem que ser tão sério e sem graça? Já pensou que, olhando o real motivo de estar ali você pode fazer o que faz com muito mais prazer?

Trabalha por suas férias na praia: coloque um oceano arredio na parede.

Trabalha por sua pequena: coloque um retrate tonto que te lembre o que de melhor ela tem.

Trabalha pra poder comprar o God of War novo: coloca um pôster do Johnny Cage e mostre que você sempre foi um bad mothefucka old school.

8. As plantas não precisam vir do chão!

Sempre ouvia falar que plantas dentro de casa dão um ar bacana pro lugar, porém, quando tentava colocar algo na sala, automaticamente eu me sentia na casa da minha vó (não que a casa da minha vó seja um lugar ruim, pelo contrário! Mas não é o ambiente mais adequado quando penso em um lugar selvagem e conquistador).

De tanto caçar um canto, eis que encontrei o teto como sendo o lugar mais acolhedor e surpreendente dentro do meu lar para uma planta ficar.

De lá ela não saiu mais e de lá vieram simpáticos elogios e um bem estar inusitado. Convido a pensaram em fazer o mesmo em suas casas.

Obs. Ao contrário do que diz a lenda, dormir com plantas no quarto não matará ninguém, fique tranquilo.

Como a noite as plantas não fazem fotossíntese, algumas pessoas acreditavam que nesta hora as plantas roubavam o ar do local e poderiam até asfixiar alguém. Porém, para faltar oxigênio suficiente para que um ser humano não continue vivo em um quarto seria necessário que ele estivesse totalmente lacrado, sem nenhuma entrada ou saída de ar e com uma pequena “selva” ao seu redor, o que é um fato um tanto quanto improvável.

Agora é importante ter atenção e evitar a plantas de hábitos notívagos, como a dama da noite. Este tipo de planta exala um odor forte (embora agradável) durante a noite (oh!), pois são polinizadas por morcegos, mariposas e outros animais que são guiados pelo odor.

O resumo: não seja preguiçoso, pelo menos pesquise 5 minutos sobre o raio da planta que você deseja ter.

Bem, quanto a mim, neste caso eu continuo evitando plantas no quarto, não sei, talvez elas tenham o mesmo efeito aterrorizante que a manga com leite exerceu durante a toda minha infância.

9. não tenha medo de contrastes

Suas paredes sempre foram brancas? Já ouvi todo tipo de histórias sobre paredes escuras, decidi esquecê-las e pintei parte da minha sala de preto. O resultado foi muito melhor que eu esperava.

Se o ambiente inteiro tivesse paredes pretas realmente poderia ter ficado “pesado”, mas não foi esse o caso e as duas paredes que pintei tornaram o ambiente muito mais convidativo e acolhedor. Foi uma surpresa não só para mim mas também para os dois nobres camaradas que dividem o apartamento comigo que, ao chegarem do trabalho, deram de cara com a surpresa bicolor. Pra minha sorte (e do meu bolso), eles também gostaram bastante.

Recomendo e muito, como sugestão: opte primeiro por somente uma parede e sinta o resultado que ela te passa (às vezes uma só já basta e, no caso de não gostar, ter que cobrir uma parede novamente de branco não é o fim do mundo).

10. As coisas sempre terão a importância que damos a elas. Portanto, faça coisas que se identifiquem com você

Um copo do Batman segurando imponente o canudinho de plástico sempre será algo fantástico, não importa o quanto sua namorada te ache um imbecil (contato que você não seja um imbecil nas outras partes do relacionamento, é claro).

Obs: experiência própria.

 


publicado em 07 de Abril de 2013, 21:11
11304492 1107811912567819 865753018 n

Bruno Passos

Pintor e dono da Conto Figueira. Ama livros, filmes, sol e bacon. Planeja virar um grande artista assim que tiver um quintal. Dá para fuçar no Instagram dele para mais informações.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura