Se as cidades realmente ficassem vazias durante o feriado

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Já estamos nas horas finais do Dia do Trabalho, e, ao menos em São Paulo, a chuva e o frio providenciaram para que boa parte dos viajantes voltassem bem antes dessas horas finais. Ainda assim, é inegável que as principais capitais distantes do litoral ficam "vazias" durante esses feriadões. 

Infelizmente, diriam alguns mais anti-sociais, elas ficam ainda bem distantes de um estado pós-apocalítico em que simplesmente não há mais pessoas nas ruas. Talvez dois dos maiores representantes desse sentimento sejam os fotógrafos Lucie & Simon, que tiveram a ideia de fazer uma série de fotografias mostrando os lugares mais movimentados das cidades mais populosas do mundo sem a presença de seres humanos.

Se 99% da humanidade sumisse do nada hoje, amanhã o mundo seria mais ou menos assim:

Nova York

Times Square

Columbus Circle

Queensboro Bridge

Madison Square Garden

Sixth Avenue

Pequim

Praça Tiananmen

Ring Roads

Xizhimen Ring Road

Paris

Place de l’Opera

Louvre

Place de la Concorde

Place Montparnasse

Essa série de fotografias se chama Silent World. Eu não entendo quase nada sobre fotografia, mas aparentemente essas fotos foram feitas usando um método de exposição prolongada e depois foram editadas só para que todas as pessoas fossem substituídas pela cidade atrás delas, retirado de outro ponto da exposição. Eu adoraria ver algum fotógrafo fazer isso em alguma grande cidade do Brasil, especialmente São Paulo ou Porto Alegre.

O que você faria numa cidade vazia?

Twisted Sifter


publicado em 01 de Maio de 2012, 17:34
File

Fabio Bracht

Toca guitarra e bateria, respira música, já mochilou pela Europa, conhece todos os memes, idolatra Jack White. Segue sendo um aprendiz de cara legal.\r\n\r\n[Facebook | Twitter]


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: