A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Seu filho brinca de boneca?

Bonecas Barbie estão sendo reposicionadas para agradar mais meninas... e meninos

Durante séculos, meninos e meninas são divididos desde muito cedo sobre quais atividades eles podem ou não fazer.

Os meninos geralmente partem para carrinhos, bonecos, videogames, futebol. As meninas ficam com a casinhas, bonecas, pular corda, fazer amarelinha.

Essa barreira começa a ser vencida.

Depois da mobilização de muitos adultos que resolveram criar seus filhos da maneira como achavam melhor, sem seguir padrões pré-estabelecidos, o assunto começou a ganhar importância. E aí não foram só os brinquedos que entraram na polêmica. Foram hábitos.

Pois parece que depois de tanto esforço as marcas começaram a entender e dar espaço para essa demanda crescente dos consumidores. Eles não estavam mais satisfeitos com a divisão de gênero que a indústria vinha fazendo.

Mas, afinal, as indústrias sugerem essa divisão a troco de quê? Se meninos e meninas se interessarem igualmente pelo produto, ótimo. É o dobro do público, certo?

E, nesse mês, surgiu um exemplo muito legal. E emblemático.

A Mattel, empresa detentora da marca Barbie, lançou um comercial de divulgação da nova boneca Moschino Barbie, com a participação de um garoto.

Link Youtube

O fato que parece banal, na verdade, significa uma grande mudança. Ao que tudo indica, essa foi a primeira vez na história das bonecas Barbie que um menino apareceu no comercial da marca.

A propaganda repercutiu nas redes sociais e gerou bastante comoção. Numa hora dessas, deve ter um publicitário muito feliz nos EUA pela resposta positiva que os consumidores estão dando a iniciativa.

Mas essa não é a primeira atitude inovadora do novo posicionamento da marca. No mês passado, a Mattel já tinha lançado outro comercial da Barbie onde as garotas exerciam profissões antes vistas como exclusivas do universo masculino, como técnico de futebol. O que rompeu barreiras das bonecas sempre associadas à moda e beleza.

Link Youtube

Até mesmo antes disso, Barbie resolveu investir numa linha que apresentou mais diversidade. A coleção Fashionista subverteu a lógica da boneca tradicionalmente alta, magra, branca, com os cabelos lisos e loiros.

Essa coleção das bonecas conta com oito tons de pele diferentes, 14 formatos de rosto, 18 cores de olhos, 22 tipos e 23 cores de cabelo diferentes.

Por enquanto, a única coisa que não mudou foi a silhueta das bonecas. Será que vamos viver pra ver uma Barbie mais gordinha?

Tantas iniciativas inéditas da marca são a mais nova tentativa de reverter o quadro decepcionante de vendas que a Barbie vinha enfrentando. No primeiro trimestre deste ano, por exemplo, o número de bonecas vendidas caiu 14%. O que significou o oitavo trimestre em queda consecutivo.

Tudo isso fez a galera aqui pensar sobre como devemos criar nossos filhos. Portanto, queria saber de vocês: seu filho brinca de boneca? O que você achou do novo posicionamento de marca da Barbie?


publicado em 18 de Novembro de 2015, 11:07
Breno franca jpg

Breno França

Editor do PapodeHomem, é formado em jornalismo pela ECA-USP onde administrou a Jornalismo Júnior, organizou campeonatos da ECAtlética e presidiu o JUCA. Siga ele no Facebook e comente Brenão.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura