Skatista brasileiro bate veteranos e leva ouro nos X-Games

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Não foram nomes como Sandro Dias ou Bob Burnquist, mas o Brasil teve, sim, seu representante no ponto mais alto do pódio dos X-Games, maior campeonato de esportes radicais do mundo que aconteceu nesse fim de semana em Los Angeles. Dessa vez, quem trouxe o ouro para o Brasil foi o skatista Pedro Barros, de apenas 15 anos.

Natural de Florianópolis, Pedro é ainda amador no esporte, mas deixou para trás profissionais veteranos como o americano Andy Macdonald na final do Skate Park. O brasileiro conseguiu ainda se classificar para a final do Big Air, atingindo uma altura surpreendente nas eliminatórias.

Link YouTube

Outro ouro brasileiro foi garantido pelo paulista de 19 anos Italo Penarrubia, que venceu na categoria Amador no half pipe.

Já o carioca Bob Burnquist, considerado um dos pais do skate nacional, ficou com a prata na categoria Big Air, mandando uma manobra que deixou até os comentaristas sem palavras:

Link ESPN

No feminino, a tradição brasileira no skate também foi bem representada pela paulistana Letícia Bufoni, 19 anos, que levou a prata no Street. Sandro Dias, um dos nossos grandes nomes, ficou apenas em quinto lugar no Skate Vertical, sua especialidade.

Moto Freestyle

Mas não é só de skate que vivem os X-Games. O evento conta ainda com competições de BXM e Rally, além de uma das atrações mais aguardadas pelo público, Moto Freestyle.

Deixo vocês com o campeão na categoria, Travis Pastrana, mandando um back flip duplo como se fosse brincadeira de criança.

Link YouTube


publicado em 02 de Agosto de 2010, 11:02
E4c14111fbfb81a75b22984e3520ada9?s=130

Thiago Rocha Kiwi

É nosso correspondente em Londres. Jornalista, nascido e criado na selva paulistana, gosta das oportunidades desafiadoras. Apaixonado por informação e conhecimento, enxerga o trabalho como uma forma de evolução e a internet como revolução. No Twitter, @thiagokiwi.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: