Leia mais de 20 textos sobre masculinidades no canal de Natura Homem no PdH.

Tem gente fazendo jogos novos para consoles antigos

Pode tirar o videogame do armário! Tem pra Super Nintendo, Megadrive, NES, Game Boy...

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Advertisement
    130x50 jpg

Você está ofegante, afinal, correu algumas quadras até a sua casa. Os tênis são arremessados no canto da sala onde, logo depois, sua mochila e cadernos também são depositados de forma aleatória a menos de um metro dali.

Arrancar a caixa de sapatos do fundo do rack já revela o primeiro indício de várias peças de acrílico esbarrando umas nas outras. Você remove a tampa de papelão que já tem algum acúmulo de poeira desde a última vez e, então, começa apressadamente a passar os títulos, um após o outro, enquanto o estalo médio-agudo típico do material meio áspero com o qual foram fabricados soa seco. 

Quando encontra aquele jogo em especial que vai proporcionar uma tarde de coração palpitante e persistência heroica, ainda é essencial soprar os conectores do cartucho, para evitar um momento de frustração ao empurrar o botão lilás para cima. Você quer ouvir um tilintar com o logo da Nintendo, não o sopro de um trombone triste.

Eu não sei você, mas eu sentia algo muito próximo quando tinha um novo game pra jogar no meu SNES. Respiração curta, aquele movimento involuntário de pernas inquietas, urgência. Era bom demais!

Mas, como manda o andar natural da carruagem, seu videogame parou de ser fabricado, você cresceu e encontrou outros motivos para sentir sua boca secar. 

Não é novidade que, no Brasil, temos um sólido mercado de games retrô, para colecionadores e entusiastas da coisa.

Na ponta dos colecionadores hardcore, existe um povo que não economiza na hora de completar a coleção. Rendering Ranger R2, um jogo raríssimo do SNES, está anunciado a R$1950,00 no MercadoLivre. Esse Conquer's Bad Fur Day, original lacrado, está nada menos que R$4950,00

Para além desse grupinho que leva a brincadeira bem à sério, você encontra lojas online especializadas no assunto e também pode dar uma volta pelas feirinhas pelo país, pra encontrar cartuchos originais (e piratas!) por aí, a preços mais ou menos módicos. Nessas lojas você encontra não só os consoles e cartuchos usados, como consoles remodelados e acessórios que permitem baixar roms e ter coleções inteiras num só cartucho. 

Se você, como eu, curte o que foi feito nos antigos consoles de 8, 16 e 32 bit (não, eu não esqueci do N64), vai gostar bastante dessa notícia: tem gente dando vida pra esses videogames antigos e produzindo novos games pra eles. 

Piko Interactive

A Piko Interactive atua em três frentes: eles licenciam games que nunca vieram para o ocidente e fazem a adaptação (ou seja, tradução); finalizam games que estavam em estágio avançado de produção mas nunca haviam sido lançados; e produzem novos games do zero. E tudo isso no formato de cartucho, com caixa, labels e manual de instrução, como manda o figurino. Com mais de 30 títulos, a produção deles inclui Super Nintendo, NES, Mega Drive e GBA. 

Aqui embaixo alguns dos games que eles lançaram.

Hind Strike

Link Youtube

Esse é um shooter com visão superior para o SNES, estilo Desert Strike, cheio de mode 7 pra dar mais imersão aos voos do helicóptero. É bonito e, aparentemente, faz bem o serviço no estilo.

Super Noah's Ark 3D

Link Youtube

Noah's Ark 3D é uma versão cristã e ruim de Doom e Wolfenstein. Não recomendo, mas cito pela curiosidade mesmo, já que foi um game feito na época como resposta a esses lançamentos, mas que nunca viu oficialmente a luz do dia. Dizem que a própria Id Software, responsável pelos originais, cedeu a engine pra produtora Wisdom Tree como uma forma de se vingar pela censura contra a violência que a Nintendo promovia. 

Creepy Bird

Link Youtube

O mundo é assim: primeiro Flappy Bird veio e fez um jogo que parecia ser do Super Nintendo. Agora a Piko Interactive fez um jogo de Super Nintendo que parece com Flappy Bird. O nome é Creepy Bird.

Water Margin

Link Youtube

Esse é um beat'em up para Mega Drive lançado apenas na China. É um ótimo game, eles resolveram adaptar para o ocidente e fizeram um belo trabalho.

Anguna: Warriors Of Virtue

Link Youtube

Um adventure RPG para Game Boy Advance, no estilo Legend Of Zelda ou Secret Of Mana. Apesar de o cuidado com os gráficos já chamar bastante atenção, muito tempo e refinamento foi colocado na jogabilidade e em extras no decorrer da história. Saudosistas de RPGs vão encontrar uma boa fonte de diversão nele. 

WaterMelon

O trabalho deles começou com o RPG para Mega Drive Pier Solar. É um belíssimo jogo, com ares de grande produção. Depois, eles lançaram uma plataforma na qual produzem games de forma colaborativa, ou seja, com participação direta dos fãs e parceiros deles. 

O game aqui embaixo é uma bela prova da qualidade do trabalho do estúdio.

Pier Solar

Link Youtube

Pier Solar é um RPG estilo clássico de 16 bits para o Mega Drive e depois portado para vários outros sistemas. Tem uma versão HD bem foda do jogo para Dreamcast, PC, Android e iPhone. 

CollectorVision

Essa galera trabalha em sistemas bem antigos como Atari 2600, ColecoVision, Intellivision e Ti-99/4A (eu também não fazia ideia do que era nada disso, exceto o Atari. Portanto, não se sinta culpado). Mas, além disso, eles também desenvolvem games para SNES.

Agora, o mais legal é que eles adquiriram os direitos de lançar novos games sob o nome da Acclaim. Os mais velhos aí vão lembrar e sorrir com esse nome e, certamente, vão confiar mais, já que o outro nome que vem junto à memória é Mortal Kombat.

Aqui os dois lançados até agora:

Sydney Hunter and The Caverns Of Death

Link Kickstarter | Pode ser que você esteja vendo só um espaço em branco, mas é só clicar que o vídeo começa.

Esse jogo é, basicamente, um Indiana Jones no qual o personagem principal está armado com um bumerangue e não um chicote. Ele foi idealizado como um game de SNES, mas conta também com versão de NES. foi crowdfundeado e conseguiu atingir a meta. Agora, acho que não tem outro lugar onde conseguir o game, mas vale ficar de olho, logo menos deve ter novidades.

Justice Beaver

Link Youtube

Esse é um game para SNES que também foi crowdfundeado pelo IndieGogo. Trata-se de um jogo de plataforma sobre um castor justiceiro cheio de sangue no'zóio. O trailer é bem promissor.

Super Fighter Team

Eles têm origem em uma produtora que viu os últimos dias de glória e liderança absoluta de mercado da Nintendo. E, com o fim dessa hegemonia e eventual dominância da Sony, acabaram falindo em meados da década de 90. Hoje, retomaram a atividade com outro nome e estão desenvolvendo games para os antigos consoles, em especial Mega Drive e SNES.

Nightmare Busters

Link Youtube

Nightmare Busters foi um jogo que quase viu a luz do dia em 1994, mas seu desenvolvimento foi interrompido na época, por razões desconhecidas. Em 2007 os desenvolvedores da Super Fighter Team resolveram reaproveitar a ideia e recomeçar o projeto do zero. O resultado é esse shooter side scroller legal pra caramba.

* * *

Esses são alguns dos produtores e os respectivos melhores games que pude encontrar recentemente. É um universo bem vasto, mas repleto de produções caseiras que nem sempre valem mesmo o seu tempo. 

Os bons lançamentos também não são exatamente baratos, já que o mercado para essa atividade, apesar de existente e bastante fiel, não é lá muito vasto. Assim, um dos caminhos mais viáveis tem sido o crowdfunding.

Essa é uma boa notícia, apesar de não parecer. Significa que basta você se atualizar e ficar de olho em sites como o Kickstarter pra apoiar as melhores promessas.

No Brasil, infelizmente, ainda não temos (pelo menos até onde consegui pesquisar), iniciativas com esse foco. Aí está algo que eu gostaria muito de ver, já que o dólar anda caro e já sabemos que há aqui na terrinha estúdios que não devem em nada para os melhores do mundo.

Para quem gostou e quer cavar ainda mais fundo, há hacks e roms não-oficiais também para garimpar, como o famoso caso de Star Fox 2 para o SNES, que nunca foi lançado, na época, mas que agora conta com um protótipo finalizado pelos fãs.

Essa é só uma pequena demonstração do poder que os admiradores dessas plataformas possuem. As empresas que fabricavam esses consoles podem ter parado as vendas e fabricação há 10, 15, 20 anos, mas se depender do interesse de algumas pessoas, eles ainda vão ter vida por bastante tempo.


publicado em 02 de Fevereiro de 2016, 00:05
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Volta e meia grava e disponibiliza no Soundcloud. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: