TPM e a coragem dos homens

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

Vou dispensar todo o papinho mulher-agora-quer-ser-respeitada-trabalha-em-casa-na-rua-merece-respeito-é-mãe-profissional-dona-de-casa-e-... porque, se você:

1) não sabe disso por vivência nesse mundo de deus, por favor, homem com H minúsculo, corte o pinto fora, e,

2) essa ladainha é velha pra caramba.

Mas é verdade: as mulheres acumularam funções, descobriram novos limites, querem ser bem comidas, querem ser chefes, querem muita coisa. Querem tanto que, assim como acontecia desde a época do seu avô, seguem “interferindo” na sua vida no momento em que você decide dividir uma rotina, uma casa, um espaço com ela.

Você, homem, já foi irmão, primo, amigo, colega de casa, de trabalho, de faculdade, namorado, marido, conselheiro... de uma mulher. Ouvir, concordar, dar opinião, falar a verdade, mentir um pouco, ouvir, omitir outro tanto, olhar no olho, ouvir, ouvir, ouvir ouvir ouvir ouvir ouvir... Isso tudo é só uma parte do contrato social espontaneamente firmado entre as partes. Acontece assim.

Só que, dentro dessa rotina, dentro dos novos costumes, dentro das novas pretensões e desafios e, desafiando os preconceitos dos homens [sim, ainda tem cara que se acha menos “macho” porque ganha menos que a mulher], existe algo que de tão comentado, passou a ser ignorado mas que faz total sentido: a verdadeira prova de que você é um homem “fantástico, atencioso, cordial, amigo, companheiro.........” é você resistir bravamente a seguidas crises de TPM.

bom-dia
Você dá um “bom dia, flor-do-dia”. Ela retribui com carinho. *

Assim como o abre deste texto, estas malditas três letras já foram abordadas exaustivamente por toda a raça de gente que se digna a escrever sobre relacionamentos. Mas aqui não vou dar dica, conselho ou qualquer outra ajuda para que você homem ou mulher, encare a TPM sem risco de morte. Vou só te parabenizar.

É claro, até porque, ao manter um relacionamento em qualquer instância com uma mulher você sabe o que está comprando junto, né? Não é sempre que tu dá esse azar, mas pode ser que tu descubra que aquela mulher tranqüila e gentil que te abraça antes de dormir ou que geme baixinho durante o sexo ou que te morde no café da manhã ou que dá conta de 50 e-mails por minuto no trabalho, uma vez por mês se transforma num animal violento, perigoso e sem humor e sem noção de integridade física.

Sim, amigo. O lance não é agüentar a mania dela de dizer que está feia, gorda, azul ou que ela é a sua chefe ou a mãe louca que ela tem. O lance é agüentar tudo isso dentro do período da TPM, com a loucura de hormônios que se instala dentro dela. Sim, porque de repente um elogio é uma cutucada no ego, uma observação é uma crítica sem precedentes, uma bateria do celular descarregada é um plano mirabolante para a traição certa. Não é só saber como tratá-la bem, é se esforçar para não cair na vala da loucura de hormônios.

E mais, escapar ileso dos:

“amor, isso é TPM...”

e receber um:

“AGORA TUDO QUE EU SINTO TEM A VER COM A MALDITA TPM, É??????”.

Homens são seres corajosos por diversas razões. Mas a maior delas é manter um relacionamento com uma mulher. Meses a fio, diversas crises de TPM.

Parabéns para nós.


publicado em 11 de Maio de 2009, 07:58
B89dc8c3b0cb23ea349431f6bcecd9ae?s=130

Pedro Jansen

Acredita que o caos alimenta a vida e que ter baixas expectativas é a melhor maneira de se surpreender todos os dias, com as menores coisas.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: