Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Track Day: aprenda como levar seu carro de rua para as pistas

O ritual começa cedo.

Na maior parte das vezes, a noite anterior é de insônia e ansiedade. Alguns acordam na madrugada para conferir preparativos e se assegurar pela milésima vez que tudo está em seu devido lugar. Amanhã é dia de pista.

Esse é um sentimento comum entre aficionados por velocidade que contam cada minuto que precede a largada de um Track Day. Imagine um evento em que você pode guiar seu carro de rua até o limite, em um ambiente seguro e controlado. Na pista, dividirão curvas desde aquele popular mais básico até esportivos significativamente modificados para proporcionarem uma experiência cada vez mais satisfatória para os participantes de Track Days.

Já considerada uma modalidade do automobilismo, surgiu na Europa em autódromos como Nurburgring e Spa Francorchamps. Por lá, alguns esportivos de ruas trazem por baixo do chassis conjuntos mecânicos até mesmo superiores ao de carros de corrida. Os europeus donos desses bólidos de rua não achavam justo adquirir obras de arte concebidas e testadas nas pistas para guiá-los a 60 km/h. Daí para o mundo foi um pulo.

A excitação é tão grande que alguns eventos até dispensam as modelos gostosas.

Os Track Days iniciaram tímidos. Federações tendem a ouvir com preocupação a proposta aparentemente insana de jovens que solicitam conduzir carros populares de rua em alta velocidade nas curvas de um autódromo profissional. Uma vez que um evento como esse sai do papel e seus participantes demonstram maturidade para juntos criarem um bonito espetáculo da paixão por velocidade, Track Days se tornam uma compulsão que somente nós, praticantes, podemos entender.

Após o batismo de fogo, em que se pode experimentar como é acelerar um automóvel comum em uma pista de corridas, muitos participantes decidem levar a brincadeira um pouco mais a sério. Mesmo no Brasil, existe um mercado bilionário em peças, componentes e acessórios de alta performance para carros de rua.

Aos poucos os praticantes de Track Days tendem a modificar tanto seus veículos que acabam tendo de comprar um segundo carro de rua para uso fora da pista.

Depois de um ponto, o carro nunca mais volta para o mundo de placas e ruas.

Com automóveis cada vez mais modificados e a crescente paixão por essa modalidade do automobilismo amador, alguns participantes não suportam aguardar o longo intervalo entre a organização de cada edição de um Track Day. Assim surgem os "ratos de Track Days", pilotos amadores que cruzam o Brasil, custeando suas próprias despesas sem qualquer tipo de patrocínio, participando de todos os eventos organizados em território nacional.

Um Track Day não se trata de um simples hobby ou brincadeira de final de semana. Em quase todos os eventos como esse, os participantes correm contra o relógio. No final do dia poucos se preocupam em bater o tempo dos outros carros, mas sim a travar uma batalha consigo mesmo. Uma vez que seu conjunto mecânico permanece inalterado, cada volta mais rápida e cada segundo a menos indicam diretamente seu ganho pessoal em experiência e habilidade.

A sensação de se tornar um piloto cada vez melhor e mais preciso é simplesmente viciante.

Link YouTube | Track Day no autódromo Nelson Piquet (Jacarepaguá - RJ).

Talvez seja esse vício que explique esse fenômeno que transforma uma brincadeira descompromissada em um novo esporte de proporções muito mais sérias. Pilotos profissionais de categorias de acesso ao automobilismo percebem nos Track Days uma nova oportunidade para investirem na evolução de sua técnica.

Fornecedores de acessórios automotivos passaram a patrocinar e participar de eventos como esse. Os automóveis que mais andam perto de seu limite mecânico sofrem proporcional índice de desgaste. Isso não reduz o ímpeto dos pilotos mais ávidos que buscam, ali mesmo na pista, a substituição das peças mais exigidas.

Fotógrafos profissionais também possuem seu espaço entre aqueles apaixonados que não voltam para casa sem um flagrante em alta resolução de seus carros deixando borracha no asfalto em cada saída de curva. Uma série de outros serviços relacionados a alimentação e segurança também passaram a integrar eventos como esse. Track Day está se tornando um ótimo negócio para investidores.

Nossas habilidades no Mario Kart não contam aqui.

Para que todos possam se divertir e compartilhar curvas de modo seguro, uma série de cuidados e preocupações precisam ser consideradas. Automóveis com índice elevado de desgaste não oferecem segurança aos demais participantes e, portanto, não podem ser aceitos. Caso a manutenção de seu carro não esteja em dia, agende uma revisão completa antes de se inscrever para um Track Day.

Uma vez inscrito, preste muita atenção no nível dos fluídos, desgaste de pastilhas e discos de freio e, principalmente, pneus. São os pneus quem mantêm seu carro na pista e não nas britas e guard-rails. Não tente participar de um Track Day sem pneus de qualidade.

Link YouTube | Track Day em Interlagos.

Uma vez na pista, os pneus tendem a sofrer grande variação térmica, o que influencia na aderência e desgaste. Certifique-se que suas rodas foram calçadas com os pneus indicados pelo fabricante para seu automóvel. No intuito de evitar os efeitos da variação térmica excessiva provocada por uma condução demasiadamente agressiva, pode ser necessário retirar seu carro de pista após algumas voltas para que pneus e pastilhas possam resfriar.

Buscando uma condução mais esportiva, redução de tempo e mais tempo guiando no limite, também é possível substituir fluído de freio, pastilhas, discos e pneus por equivalentes esportivos ou até mesmo desenvolvido para competições. É extremamente comum participantes de Track Days chegarem no evento dirigindo automóveis com pneus de rua e trocarem ali mesmo por pneus de elevada aderência. Pneus esportivos duram menos e possuem menor maciez de rodagem, entretanto o significativo ganho em grip os torna um mandamento quase obrigatório dos pilotos amadores.

Há os pilotos mais ousados que radicalizam utilizando pneus slick, próprios para competição. Slicks não possuem ranhuras para escoar água: totalmente ineficientes na chuva, mas capazes de garantir alta performance nos miolos dos autódromos. Diversão garantida!

Clio com pneus slick.

Respeitadas essas regras, basta procurar algum dos vários organizadores de Track Days que surgem no Brasil, solicitar um instrutor para explicar o mecanismo do evento para os iniciantes e se preparar para entrar em um mundo que poucos conseguem abandonar.

Nos vemos na pista.


publicado em 16 de Novembro de 2010, 10:43
3861595431ec39c257aee5228db3092a?s=130

Rodrigo Almeida

Engenheiro, apaixonado pela vida e por qualquer coisa com um motor potente, nostálgico entusiasta de muitas daquelas boas coisas que já não mais se fazem como antigamente.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura