Uma bela desculpa para nossa falta de memória

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Uma das características que nos diferenciam das mulheres é a forma como mantemos o foco em nossas atividades. Enquanto elas tendem a querer fazer e pensar em tudo ao mesmo tempo,  nós criaturas mais rústicas, geralmente matamos uma tarefa por vez.

Enquanto estamos entretidos fazendo alguma coisa, dificilmente paramos para nos preocupar com o próximo item da lista. Fazemos, bem feito, um de cada vez. Por outro lado, mulheres, seres mais complexos, tomam café da manhã já pensando no que vão cozinhar pro jantar do dia seguinte.

É natural. Não tem melhor nem pior nessa história. A evolução quis assim.

"Espera um pouco, amor. Agora estou ocupado."

Agora, o Daily Telegraph trouxe nessa sexta uma pesquisa da Univesidade College London confirmando que homens  geralmente estão tão focados em suas atividades que são capazes de se desligarem completamente dos sons ao redor para se concentrarem exclusivamente no que estão fazendo.

Pois é, a surdez seletiva, muito usada por esse que vos fala como desculpa para se livrar das tarefas demandadas pela mulher, é real. Não é que sejamos incompetentes ou esquecidos. Simplesmente não ouvimos. Enquanto as mulheres estão sempre atentas e alertas ao que acontece ao redor, nós damos mais atenção às nossas atividades primárias.

É uma boa lembrar dessa história na próxima vez em que você se esquecer de colocar o lixo para fora ou de botar uma carta no correio. Afinal, uma desculpa menos esfarrapada é sempre bem-vinda.


publicado em 30 de Maio de 2011, 08:12
E4c14111fbfb81a75b22984e3520ada9?s=130

Thiago Rocha Kiwi

É nosso correspondente em Londres. Jornalista, nascido e criado na selva paulistana, gosta das oportunidades desafiadoras. Apaixonado por informação e conhecimento, enxerga o trabalho como uma forma de evolução e a internet como revolução. No Twitter, @thiagokiwi.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: