Um pouco de percepções diferentes não faz mal a ninguém

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Asm selo png
  • 130x50 jpg

Pipocou pra cacete entre o final do ano passado e o começo desse. Escolhi o post lá do Hypeness:

A manipulação digital de fotografias permite infinitas possibilidades e já temos mostrado aqui resultados surpreendentes. A fotógrafa Chino Otsuka decidiu usar ferramentas como o Photoshop como uma espécie de máquina do tempo e recriou fotos da sua infância com a versão atual de si mesma.
Passado e presente se juntam assim pra contar a história da artista japonesa, que coloca a Otsuka adulta nas mesmas poses, ou semelhantes, que a Otsuka criança. A série, que dá pelo nome de Imagine Finding Me (Imagine Encontrar-me), foi uma forma de a artista ser “turista” na sua própria vida. O mais impressionante, no entanto, é a naturalidade das fotos, criando a ilusão de imagens reais e deixando clara toda a técnica de Otsuka.
Em seu site oficial, a fotógrafa acrescenta: “se eu tivesse a chance de me conhecer, há tanta coisa que gostaria de perguntar e tanta coisa que gostaria de dizer”. Vale a pena dar uma olhada nas imagens:
Fotógrafa cria série divertida colocando sua versão adulta em fotos da infância

E daí temos fotos, manipuladas no computador, de adultos ao lado de si mesmos quando criança.

OtsukaSelfies1
Hotel
OtsukaSelfies3
OtsukaSelfies4
OtsukaSelfies5
OtsukaSelfies6
London84
OtsukaSelfies8
OtsukaSelfies9
OtsukaSelfies10

Acho graça nas percepções completamente diferentes. Claro que o que a Jaque achou bacana continua sendo bacana, mas, daqui eu vi uma série bem assustadora de fotos. Isso porque os japoneses não são lá o exemplo de empolgação e, comedidos, saem meio sem expressão nas fotos, dando -- à mim -- uma impressão meio estranha, como se tivéssemos almas penadas e futuristas pesando sobre suas figuras mais novas, dizendo à elas, que ainda não possuem real discernimento da vida, coisas horríveis sobre seus futuros.

Para e pensa. Volte em cada uma das fotos e imagine a versão adulta dizendo algo horrível para a criancinha:

-- Você vai se divorciar três vezes.

-- Você vai sofrer um acidente e vai passar o resto da vida nessa cama...

-- Seus pais odeiam você.

Sei lá, daí para baixo.

Talvez sejam aqueles filmes orientais em que o espírito passa o filme inteiro dependurado nas costas do protagonista que sofre e se fode, aquela coisa toda dos filmes escabrosos dos lados de lá.

Temos aqui o embate de referência, lugar-comum na Internet e que, infelizmente, quase ninguém aprendeu a respeitar.

Tentemos aqui, então. Eu gostaria de saber, aqui embaixo, os entendimentos e visões dessa série de fotos. O que a menina adulta estaria dizendo à pequena jovenzinha?

Mesmo. Tenho certeza que vai sair muita coisa interessante nos comentários.


publicado em 18 de Janeiro de 2014, 08:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: