Vá a um urologista e converse com seus amigos sobre isso | Ignição #10

Uma pesquisa Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) entrevistou 3200 homens e descobriu que, desses, 50% nunca foram ao urologista.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

Olá, pessoal!

Em primeiro lugar, devo esclarecimentos. Como alguns devem ter percebido, semana passada não tivemos texto na nossa querida coluna. O motivo é que passamos pelo maior perrengue tecnológico desde a fundação do site (é sério, nunca ficamos tanto tempo fora do ar).

Mas, felizmente, estamos de volta. O site está bonitão e operacional de novo e, agora, podemos retomar o andamento normal da Ignição.

Assim, como tivemos uma pequena folga, vamos tocar em um assunto um pouco mais complexo dessa vez.

Vá a um urologista e converse com seus amigos sobre isso

Amigo, não precisa fazer essa cara de susto e culpa.

Sabemos que as chances de você ter algo acima de 35 anos e nunca ter ido ao urologista são bastante altas. Duvida?

Uma pesquisa Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) em parceria com o laboratório Bayer entrevistou 3200 homens e descobriu que, desses, 50% nunca foram ao especialista.

Os motivos apontados são falta de tempo e medo.

Ainda bem que existem essas pesquisas, mas a gente sabe que não é preciso ser muito esperto pra notar como a gente se engana. Nós, homens, envolvidos que estamos na nossa própria saga do herói, adoramos evitar pedir ajuda. Olhamos para o outro lado sempre que temos a chance de reconhecer nossas fraquezas. Digo reconhecer de verdade, não como mais um ponto ou uma mera adversidade na nossa narrativa de força e poder.

Assim, do resfriado à DST ao câncer, vamos pensando que basta tirar um cochilo, que daqui a pouco vamos estar melhores ou que já que não está doendo tanto, podemos deixar pra lá.

Claro que uma parte da responsabilidade não é apenas individual, não queremos também gerar um ciclo de culpa. Afinal, a idade recomendada para que os homens vão ao urologista é a partir dos 50 anos e isso só por que a ameaça do câncer de próstata fica alta.

Mas segundo Roni Fernandes, presidente da regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Urologia, “não há uma idade certa para o homem ir ao urologista. Ele pode ir desde a adolescência, passando pela faixa dos 20 aos 40 anos para verificar a fertilidade. O homem tem de estabelecer uma rotina.”

Além das questões relativas à própria saúde, é importante frisar que muitos homens podem carregar DST's silenciosas e transmitindo-as às mulheres com quem se relaciona. 

Como o nosso papel com a coluna é dar um empurrão em questões importantes, para a saúde, a mente, o trabalho e as relações, vamos propor o desafio.

Pegue o telefone agora e marque uma consulta no urologista.

Aqui, a missão não é apenas superar o próprio medo de descobrir se tem alguma DST ou outro tipo de doença, mas tambem ajudar a diminuir o tabu, conversando com algum amigo, jogando a real que é: a gente precisa se cuidar, bicho.

Assim, uma parte importante da prática é: traga o assunto à tona. Levante a bola, conte para os amigos como você se sentiu, quais travas enfrentou, o que descobriu... o que não dá é pra viver a vida olhando para o outro lado. Saúde importa.

Se conseguir levar alguém com você, já pode decretar sucesso.

E essa é a prática da semana, galera.

Lembrem de comentar, contar suas experiências e medos com relação a DST's e ir ao médico e também avisar se toparam ou não o desafio. Essa parte é essencial pra gente se inspirar e se apoiar mutuamente, além de ir ganhando cada vez mais gás pra praticar e gerar transformações.

Até quarta que vem!

* * *

O que é a coluna Ignição?

Resumindo: queremos iniciar processos de transformação por meio de ações práticas.

Aqui no Papo de Homem temos trocentos textos filosofentos falando de tudo. Agora, vamos pra outra abordagem.

Menos papo, mais ação.

Você está perdido e não sabe o que fazer da vida? 

Aqui vamos oferecer um ponto de partida, ações simples que você possa usar como um aquecimento, que coloque seus "músculos" no ponto para você gradativamente começar a lidar com seus problemas de frente.

Como funciona?

Toda semana vamos sugerir ações práticas acessíveis, para que você possa sair da inércia.

Depois, pedimos que venham aqui no artigo e relatem, em detalhes, como foi a experiência. Vale qualquer coisa, inclusive e principalmente, se der tudo errado, pois é nessas horas que a gente precisa de apoio e a coisa de termos uma comunidade mais vai fazer sentido. Nos colocando em movimento vamos começar a descobrir irmãos, amigos, enfim, parceiros de transformação.

Com o tempo, vamos cultivar uma rede de parceiros, dispostos a transformar suas vidas e também conversarem sobre o processo todo como uma forma de se incentivarem e se apoiarem. 

A Ignição é incrível, onde encontro os experimentos anteriores?

Muito fácil! Basta entrar na coleção Ignição.

Já conhece o ebook "As 25 maiores crises dos homens — e como superá-las", produzido pelo PdH?

 
 
 
 

Se deseja adquirir ou presentear alguém que possa se beneficiar, compre a sua edição aqui.

Para conhecer mais sobre o conteúdo do livro e tudo que vai encontrar lá dentro, leia esse texto.

Ao comprar o livro, você também ajuda a manter o PapodeHomem vivo.

Nosso rendimento com anúncios caiu drasticamente nos últimos dois anos, assim como aconteceu com toda a indústria jornalística, no Brasil e no mundo (a verba agora se concentra no Facebook e no Google). Como o que fazemos é para vocês e não para gerar o maior número de clicks com textos vazios, essa ajuda é essencial para nossa sustentabilidade.


publicado em 25 de Julho de 2018, 15:10
Avatar01

Luciano Ribeiro

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: