Vinhos Nacionais, Safras, Regiões Produtoras e Boas Dicas de Compras

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Já falei das importadoras e lojas de vinho - dei uma lista de links para você navegar, aprender um pouco mais e montar sua adega.

Então, veio o post sobre Degustar vinhos sem se tornar um enochato, com dicas que podem ajudar a entender um pouco mais sobre vinhos. E na continuação, escrevi que ia contar sobre os vinhos brasileiros que foram degustados, as safras e principais regiões produtoras brasileiras. Promessa é dívida!

Principais regiões produtoras de vinhos no Brasil

Serra Gaúcha – Vale dos Vinhedos

Região da Campanha (fronteira com Uruguai) – bons resultados com as uvas Tannat e Touriga Nacional

Nordeste – no Vale do São Francisco, numa faixa entre Pernambuco e Bahia – único lugar do mundo onde cada vinhedo dá duas safras por ano. Lá as uvas não hibernam como em outras plantações. Em um dia é possível ver todos os estágios. É possível programar colheita e produção todos os meses.


Santa Catarina
– São Joaquim (um dos lugares mais frios do Brasil)

Já imaginou uma vinícola no Nordeste? Eles fazem vinhos excelentes.
Já imaginou uma vinícola no Nordeste? Eles fazem vinhos excelentes.

Safras e Uvas

Melhores safras no Brasil – 2005 e 2008 – a de 2009 também promete, graças às boas condições climáticas (do ponto de vista da uva, é claro!)

Merlot – segundo Ricardo Castilho (diretor editorial da revista Prazeres da Mesa) que comandou essa degustação que participei na Semana Mesa SP. A Merlot é o tipo de uva tinta que mais se adaptou ao solo brasileiro, produzindo vinhos mais equilibrados.

Vinhos Degustados

Esses 1 espumante e 10 vinhos, certamente são boas dicas de compras, porque foram selecionados por um expert em vinhos que é o Ricardo e com a presença da maioria dos representantes das vinícolas. Ninguém ia querer fazer feio, né?

Pizzato - Espumante Brut (não lembro a safra – mas lembre do que disse no post anterior – espumante quanto mais novo melhor)

Casa Valduga – branco Chardonnay 2008

Paralelo 8 – tinto (Touriga Nacional, Shiraz, entre outras uvas) da Vinibrasil (vinícola que pertence a Dão Sul de Portugal). Esse vinho é produzido no Vale do São Francisco.

Aurora – tinto Cabernet Sauvignon Milesime 2004

Casa Valduga – tinto Cabernet Sauvignon Grand Reserva 2004

Os vinhos degustados pelo Dr. Cook. Ainda bem que ele não voltou dirigindo.
Os vinhos degustados pelo Dr. Cook. Ainda bem que ele não voltou dirigindo.

Dal Pizzol – tinto Tannat 2005

Pizzato – tinto Merlot Reserva 2005

Miolo – tinto Merlot Terroir 2004

Salton – tinto Merlot Desejo 2005

Villa Francioni – tinto (Cabernet Sauvignon, Franc, Merlot e Malbec) 2005 – Curiosidade: essa vinícola, que fica em São Joaquim (Santa Catarina), elabora os vinhos separadamente. Na hora de engarrafar, o enólogo decide o quanto de cada vinho vai compor aquele blend.

Salton – tinto (Cabernet Sauvignon, Merlot e Tannat) Talento 2004

Importante: Os vinhos nacionais ficam melhores a cada ano e os espumantes brasileiros (não só o da vinícola Pizzato que citei na degustação, mas também os da Salton, Miolo, etc) são muito bem avaliados no mundo todo. Portanto, pensem bem antes de gastar comprando vinhos importados.

Quem tiver interesse pode acessar no Cuecas na Cozinha – minha viagem ao Vale dos Vinhedosna Serra Gaúcha.

No próximo post - fazendo a vontade do Dr. Health – achei um bom motivo para que todos possam beber as cervejas trapistas.


publicado em 04 de Fevereiro de 2009, 22:01
File

Alessander Guerra

Dono do Cuecas na Cozinha, gosta de cozinhar e receber os amigos. Em volta do fogão, acompanhados de uma boa bebida, compartilhamos a melhor das experiências.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: