Como se transforma a paternidade no Brasil? Faltam apenas 5 dias para o PAI: Os desafios da paternidade atual.
Compre já o seu ingresso!

Você sabe o que é BookCrossing?

Já pensou no mundo como uma biblioteca a céu aberto onde os livros circulassem por diversos países e fossem lidos por inúmeras pessoas? Em tempos de difusão dos e-books, parece ser uma ideia pouco aplicável, mas está em pleno vigor e tem nome.

O BookCrossing (BC) é um movimento literário mundial que consiste na prática de três pilares: Ler, Registrar e Libertar. Após ler um livro, o leitor liberta-o num local público para ser encontrado por outra pessoa que, por sua vez, deverá fazer o mesmo. Cada livro possui um código, o BCID, criado automaticamente pelo site no momento do primeiro registro. Na contracapa, há uma breve explicação sobre o movimento, além de um convite para os próximos leitores registrarem no site o local em que a obra foi encontrada, assim todos poderão rastreá-la. Os próprios leitores podem libertar seus livros criando um novo código BCID ou doá-los aos voluntários do BC em algum ponto fixo.

Confira aqui os parceiros e pontos de BookCrossing no Brasil.

Me leva pra casa, manolo!

Ao cadastrar-se no site, o usuário está apto a todas as formas de compartilhamento de informação como resenhas, artigos, fóruns de discussão e críticas. Atividades para incentivar e dividir as experiências de leitura entre os participantes, chamados bookcrossers.

O projeto teve início em 2001, quando um programador americano, Ron Hornbaker, identificou a oportunidade de se compartilhar e rastrear livros pela internet tal como era feito com notas de dólar, selos e figuras de coleção.

A ideia já movimentou mais de 6 milhões de livros por meio de 900 mil bookcrossers em cerca de 130 países. A equipe mantenedora está estabelecida em Sanpoint, Idaho, nos EUA, e conta com voluntários pelo mundo todo que fazem a locomotiva literária andar.

O Brasil está em 17º no ranking mundial de participação com 7 mil leitores e os parceiros e Pontos de mantém um site exclusivo com atualizações de notícias, eventos e ações de libertação dos livros no país.

Bookcrossing em ação

A equipe brasileira procura agora um voluntário que possa desenvolver o site e aprimorá-lo, ajudando o BC a expandir suas fronteiras em terras tupi-guarani.

Os requisitos do programador são:


  • Dominar a plataforma Wordpress;

  • Desenvolver em PHP;

  • Dominar o Google Apps;

  • Fazer edição de imagens PSD/PNG.

Se você quiser contribuir ou sabe de alguém que possa, entre em contato com esta que vos fala pelo email claraufv@gmail.com. Também é possível nos ajudar indicando estabelecimentos para tornarem-se um ponto de BookCrossing ou mesmo resgatando aquele clássico do fundo do armário e libertando-o no mundo.

Confesso, à primeira vista não é fácil aceitar a ideia de nos desfazermos dos nossos livros, já que criamos uma cultura de apego material e vínculo emocional a eles. Mas tão logo a vontade de compartilhar a experiência de uma leitura torna-se maior do que a de guardar tantos volumes numa estante.

Quem sabe livros são como homens, precisam se perder para se encontrar.


publicado em 19 de Abril de 2011, 13:31
06a4b4b3f87a28958e01fef2b2762804?s=130

Clara Andrade

Clara Andrade é redatora das notícias do BookCrossing. Mineira perdida em Sampa, faz pós-graduação em Marketing e dedica o escasso tempo livre a escrever, mesmo que seja aviso de geladeira. Ama café e cerveja preta. No twitter: @andrade_cla.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura