Pare de escrever coisas significativas no Facebook

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo jockey

Diariamente, quando desço minha barra de rolagem do Facebook, orgulhosamente encontro um monte de textos legais escritos pelos meus amigos. São pequenos textos sobre política, o último jogo da temporada, copa do mundo, e até mesmo algumas boas traduções.

Muitos dos meus amigos traduzem textos do inglês para o Português, assim eles podem compartilhar algum conteúdo importante com seus amigos que não falam inglês. Acho isso uma forma incrivelmente nobre de contribuir para a vida de outras pessoas.

Não existe nada errado em escrever coisas, traduzir artigos e compartilhá-los no Facebook. É realmente algo legal. O problema aparece quando a única fonte desse conteúdo se torna o Facebook.

Tudo ali, escrito diretamente na caixa de postagem.

Facebook é uma rede social, uma aplicação web que conecta seus amigos ao redor do mundo e compartilha coisas com eles. Só devemos lembrar que igual ao Facebook, existiram muitos outros serviços parecidos. Gigantes como o Orkut, MySpace e o Friendster, populares no mundo todo, e agora, praticamente extintos.

Acho apurado dizer que dentro de 2 anos estaremos nos movendo para uma rede social diferente ou algum outro serviço com propósitos similares.

Todo aquele conteúdo que você criou, todas aquelas dicas importantes que você postou, tudo: essas coisas não serão mais vistas.

Eu posso lembrar dos milhares de longos bons textos que eu escrevi em comunidades do Orkut. Você consegue imaginar quanto conteúdo bom está descansando por lá?

O argumento mais óbvio para isso é que você sempre poderá abrir o site e achar o que quer, mas você não vai. Existe uma montanha de dados inúteis que deverá transpor para encontrar alguma coisa, e assim, você acaba nunca mais voltando lá.

No caso específico do Facebook, eu nem preciso dizer o quanto é difícil para você encontrar algo que postou na sua própria timeline, o que dirá na de outras pessoas. E ainda temos o vasto conteúdo postado em grupos onde o conteúdo aumenta exponencialmente.

dylan

Minha solução para isso é bem simples, crie um blog.

Criar um blog é muito fácil e existem ferramentas para todos os gostos, todas voltadas para a melhor experiência do usuário.

Normalmente não encontramos nada muito mais trabalhoso do que registrar uma conta e começar a postar. Você não precisa nem promover seu blog ou torná-lo seu novo projeto pessoal. Mas é um lugar perfeito para você armazenar online todo o conteúdo que criou, com a possibilidade de organizar tudo para tornar uma consulta futura bem mais simples. Você pode organizar seus textos por rótulos, pastas, #hashtags e linha do tempo. E estará ali, pronto para ser compartilhado.

Depois de criado, você pode copiar e colar o texto inteiro na sua timeline ou apenas compartilhar o link do Post.

Desse jeito existe uma chance maior de impedir que seu conteúdo se perca, ganhando um bom arquivo para suas coisas. Assim, você e seus amigos podem encontrar o que precisam sempre que quiserem reler aquele bom e velho artigo.

Nota do Editor: Este texto foi originalmente publicado em inglês, pelo Alberto Brandão em seu perfil no Medium. Vai lá conferir, tem mais coisa boa.


publicado em 24 de Julho de 2013, 06:23
57f211d63f3d80fe321451bd6697e92b?s=130

Alberto Brandão

Também escreve sobre Parkour no Decimadomuro, conta sua jornada falando sobre empreendeorismo no QG Secreto. Treina Taekwondo, Jiu-jitsu, Parkour e MMA. Escreve sobre treinamento físico em seu blog. Recentemente largou tudo para buscar um caminho mais feliz.

Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há oito anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura