Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

5 dicas para sair do ciclismo de passeio e entrar no ciclismo de performance

No ano passado eu comecei a correr. Coisinha pouca, mas comecei bem e feliz e empolgado porque tinha uma equipe bem boa me auxiliando logo nas pequenas coisas.

Começar a fazer um esporte ou se aprofundar nessa prática física requer essa noção de detalhes. No meu caso, começar a correr fez com que eu reparasse no meu jeito de correr, em como minha passada estava larga e isso me consumia muito mais energia, em como a maneira com que meu pé batia torno no chão me daria dores na canela (as famosas canelites, pesadelo de qualquer um que corre), em como isso afetaria, em médio e longo prazo, meus joelhos e quadris, como eu colocava meu tórax muito pra trás e também me gastava uma energia absurda e alocava todo o peso nas costas e não equilibrando entre os músculos de trás e os abdominais.

Em suma. Sem dicas aparentemente pequenas e bobas, eu ia perder o interesse em correr rapidinho, porque pequenas dores e cansaço antes da hora só me trariam frustrações.

Por isso acho importantíssimo passar esse tipo de informação para frente sempre que encontro.

Na semana passada, a ciclista profissional e colunista da Go Outside, Gisele Gasparotto, publicou um texto com dicas para quem está pensando em sair do ciclismo de passeio ou recreação e começar a andar de bike buscando performance, uma atividade mais pró. São cinco dicas bem interessante que, por menores que possam parecer, vão ajudar pra caramba e eliminar alguns pequenos desapontamentos:

Harlem Skyscraper Cycling, a mais antiga corrida de bicicleta realizada em Nova York (Foto: NY Times)
Harlem Skyscraper Cycling, a mais antiga corrida de bicicleta realizada em Nova York (Foto: NY Times)

Depilar ou não depilar?

Esse assunto é muito polêmico, especialmente para os homens. Muitos não entendem a razão e acham que depilar é coisa de "metrossexual". Particularmente eu não gosto de pelos.

Uma das razões da depilação é facilitar a limpeza dos ralados caso haja uma queda. Outro motivo é ajudar na hora de fazer massagem. Pernas com muitos pelos não espalham bem o óleo ou creme de massagem, e isso dificulta a vida do fisioterapeuta ou massagista. Com relação à performance, não existe nenhum tipo de comprovação de que depilar as pernas ajuda no desempenho.

Depilar as pernas pode ser ainda uma forma de ser aceito no pelotão, pois um dos termos usados pelos ciclistas mais experientes para chamar o ciclista que não tem experiência ou habilidade com a bike é “peludo”.

Roupas íntimas x bretelle ou bermuda de ciclismo

[...] Eu já fui criticada por alertar minhas colegas ciclistas de que não se deve usar roupa íntima por baixo do bretelle ou bermuda de ciclismo.

Primeiro porque esteticamente é horrível, vamos combinar. Mas o principal motivo é o conforto. Não dá para pedalar horas e horas com o elástico de uma roupa íntima em atrito direto com a pele. Vai machucar!

Uso correto do capacete

Pessoal, o capacete foi criado para proteger toda a cabeça, inclusive a testa. Não esqueçam que a testa faz parte da cabeça e não pode ser esquecida. Portanto ajustem o capacete de modo que ele fique reto na cabeça! Nem acima da testa, nem muito para baixo.

Além disso, é legal experimentar o capacete antes de comprar, para saber se ele está do tamanho correto da sua cabeça.

E muito importante: não apertem demasiadamente o ajuste atrás do capacete, pois enquanto se pedala é natural sua cabeça dar uma inchada e, se estiver muito apertado, vai marcar a sua testa e dificultar a circulação de sangue no local.

Uso de mochilas, "camelback", pochetes e similares

[...] Estamos falando de ciclismo de performance, certo? Isso quer dizer que você vai pedalar por três, quatro horas, numa velocidade moderada.

Para isso servem as camisas de ciclismo com bolsos. Para você colocar câmaras, alimentos, documentos, suplementos, sem carregar peso demasiado nas costas e sobrecarregar sua coluna. Quanto mais livre e leve você estiver, melhor será seu desempenho, e sua cervical agradece.

Se for caso, use aquelas bolsinhas pequenas que podem ser presas no canote da bicicleta para colocar ferramentas, câmaras, entre outros itens básicos.

Tamanho da camisa de ciclismo

A camisa de ciclismo deve ficar justa ao corpo, por duas razões principais:

A primeira é diminuir o atrito do vento. Uma camisa muito larga forma uma espécie de "paraquedas" que acaba prejudicando a performance em alta velocidade. Outra razão é que, quando você encher os bolsos com alimentos, documentos etc., a camisa larga irá pesar a ponto de parar no meio dos glúteos.

Além de ser estaticamente feio, vai te atrapalhar na hora de pegar qualquer coisa do bolso -- sem contar que você pode perder muitas coisas no caminho.

Eu não pratico o ciclismo (nem de passeio e nem de performance) e já achei as dicas bem úteis e interessantes.

Mais do Harlem Skyscraper Cycling Classic, essa, da edição de 2012. Para entrar no site oficial do evento, basta clicar na imagem (Foto: Divulgação)
Mais do Harlem Skyscraper Cycling Classic, essa, da edição de 2012. Para entrar no site oficial do evento, basta clicar na imagem (Foto: Divulgação)

Pormenores como tamanho da roupa e se uso ou não uma cueca por baixo da roupa de correr de bike são imprescindíveis para que, ao final de um treino cheio de expectativa, a pessoa saia com um desencanto tamanho e depois de mais duas corridas não tão prazerosas ou com resultados esperados façam o novato a desistir de prosseguir com a caminhada no esporte.

São detalhes mesmo. Pequenos apontamentos que podem prejudicar bastante ou intensificar o tesão e a vontade de seguir com o esporte, com a prática da atividade física.

Se alguém tiver outras dicas, podemos seguir conversa nos comentários.


publicado em 06 de Abril de 2014, 07:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura