A Higiene Como Diferencial Competitivo para Comer Mulher

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Sou blogueiro e sou leitor assíduo do Papo de Homem, desde os primórdios, quando o Guilherme tinha pouca gente para dividir a responsabilidade de fazer isso crescer (no bom sentido, é claro).

Minha idéia é mostrar aos iniciantes dos prazeres da vida, como a higiene pode ser um diferencial competitivo para se comer mulher. E que as mulheres não venham reclamar que não é o homem que come, que elas é que escolhem e outras obviedades que me deixam com medo de um dia ficar careca por saber disso tudo. Nesse texto vocês só têm a obrigação de me agradecer ao final.

Mas o que me traz aqui para este espaço...

Uma fatalidade do destino, uma reunião de trabalho desmarcada, dentro de uma jornada de reuniões em outro estado. Estou desde segunda-feira aqui nesta cidade com um companheiro de trabalho. Hoje, quarta-feira, ele voltaria para a nossa cidade e eu ficaria aqui, pois amanhã de manhã embarco para outra cidade, sozinho. Mas, a reunião desmarcada fez com que meu companheiro de trabalho estendesse sua estada por aqui. O problema é que o hotel não tinha mais vagas para ele ficar mais um dia, e ele acabou em uma cama extra no meu apartamento.

E aí começou o meu calvário.

O cara, é um executivo, jovem, mas acostumado com grandes negócios e a vida corporativa. Chegamos no quarto depois do dia de reuniões e ele tirou o sapato. Meus caros, imaginei se ao invés dele estar comigo no quarto, ele estivesse com a executiva que nos olhou até passar por nós dentro da sede de um grande banco hoje a tarde. Ele tem chulé! Ela ia perder metade da tesão na hora que percebesse que ele usa repolho cozido dentro da meia.

chule
Depois dos 15, não é mais tão legal carregar uma arma química dentro do tênis

O que fazer?

A primeira dica é o cheiro. Treinar o olfato é uma arte que poucos dominam. Eu dou preferência por desodorantes sem cheiro, para que não se confundam com o perfume que gosto de usar de forma bem discreta. Se você quiser sentir, vai ter que chegar muito perto mesmo de mim. É claro que existem talcos e produtos especiais para os pés, mas na correria do dia-a-dia, um spray do seu desodorante, nos pés, entre os dedos, um em cada pé, e um pouco na virilha, garantem uma sensação de sair do banho depois de 10 horas de trabalho em diversas reuniões. Você nunca sabe por onde o destino te levará depois do trabalho.

Eu falei calvário ali no início do parágrafo de cima? É isso mesmo. Era realmente só o início. Meu parceiro de trabalho foi ao banheiro. Foi mijar. Se alguém de cuecas disser que faz xixi é bom rever sua posição.

Minutos depois, fui eu ao banheiro dar uma mijadinha relaxante. O que vi? Mijo no chão, em frente ao vaso sanitário e mijo, pasmem meninas, no assento do vaso sanitário! O cara errou o buracão e ainda por cima, mijou sem levantar o assento do vaso. Se fosse uma mulher que entrasse ali no banheiro ia ficar com vontade de ir embora.

Eu respeito as mulheres porque eu amo as mulheres. E ainda menino, resolvi que qualquer mulher iria poder usar o vaso sanitário que eu usasse. Entendi o diferencial de poder mijar em pé, em qualquer lugar, em qualquer situação, mas aprendi a nobreza de mijar sentado para que elas sentissem mais confiança em mim e ficassem mais à vontade compartilhando o mesmo espaço. Rapazes, mijar em pé é mole, o ninja, o duro, é mijar sentado. É, acho que foi assim que acabei aprendendo a mijar sentado...

Aproveitando que você se sentou para experimentar uma mijadinha diferente, sem medo, você não vai virar homossexual, lembre-se agora, ao final da mijadinha, o que uma menina faria? Vamos lá, você consegue se lembrar o que as mulheres fazem ao final do xixi delas. Não, ainda não, antes de levantar a calcinha. Isso, pegam um pedaço de papel higiênico e se enxugam. A sua urina (a tua mesmo rapá!), que ficará retida no pênis mesmo com as famosas balançadinhas, tornarão qualquer intimidade do início da noite, uma visita ao banheiro do estádio de futebol.

happy-girl
Só desço no play se estiver limpinho!

Quantas mulheres terão tesão de verdade sentindo o cheiro de um banheiro de estádio de futebol? Pense sério nisso: troque as balançadinhas pelo enxugamento com papel higiênico.

Depois disso talvez você entenda porque aquela gata que você conseguiu levar pra cama, nunca mais quis sair com você novamente. Ou porque aquele cara até meio feioso e pouco testosterônico tem tanta fama com a mulherada do trabalho. Quem sabe até que o motivo daquela sua namorada te deixar foi porque a nova namorada dela era cheirosinha?

Não, claro que não. Isso não te impedirá de ter o saco roxo e gostar muito de mulher. Tudo bem, eu até entendo se você preferir manter o anonimato dessas novas atitudes, talvez você não consiga dar conta da quantidade de mulheres que te olharão com olhar pidão.


publicado em 19 de Julho de 2008, 13:16
8fdafc77c92a2340dbbbf4d02e3fd214?s=130

Leitor Anônimo PdH

Leitor Anônimo PdH ainda não nos disse nada sobre ele. Sim, também estamos curiosos.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: