Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Chroma Squad, o novo game dos brasileiros da Behold Studios

A Behold Studios foi criada em 2009, quando ainda estava na universidade. Estudava Ciência da Computação e um dos meus objetivos profissionais era trabalhar com games, e depois de participar de uns dois concursos e ganharmos, percebemos que ali tinha potencial para fazer o nosso próprio estúdio.

Então começamos como todo mundo começa: perdidos.

Link YouTube | Isso foi antes de a gente lançar o Knights of Pen & Paper. mas isso vocês vão ler lá embaixo

Nos preocupávamos com toda a estrutura da empresa, contabilidade, investimentos, computadores, licenças, marketing, mas o elemento que dou mais importância hoje, algo que pouco investíamos, são os próprios jogos. Gastávamos muito tempo pensando em como vender e como produzir, e nosso produto em si não era bom o suficiente.

Pensando assim, se fosse abrir uma empresa novamente, minha principal preocupação seria em criar um jogo fenomenal. Não necessariamente complexo, mas um jogo que trouxesse algo de novo no meio de tantos outros. Algo que pudéssemos nos colocar ali na construção deste novo conceito, como um artista faria com sua obra-prima. Depois do jogo pronto, começaríamos a nos preocupar com o restante.

Esse foco demasiado nas questões administrativas prejudicou um pouco nosso início de empresa. Tínhamos toda a estrutura e elementos fiscais e legais, mas não tínhamos jogos que vendessem. Nossos jogos eram fracos e tínhamos pouca motivação para continuá-los e terminá-los.

Em 2012, nossa empresa mudou seu jeito de pensar. Acabamos com tudo que tínhamos de burocracia. Paramos de alugar salas e passamos a trabalhar em casa e nos encontrávamos em um café num shopping aqui de Brasília. Paramos de ter funcionários e os que ficaram eram, agora, sócios. Ficamos com quatro pessoas nessa equipe.

Por fim, só íamos fazer jogos que gostaríamos de jogar, não nos preocuparíamos mais em vender. Se o dinheiro viesse, seria por consequência, e não porque estávamos buscando.

A partir de então, nosso caminho foi se alinhando. Participamos de eventos, ganhando prêmios, conseguimos investimento e lançamos um jogo que vendeu muito mais do que o esperado. Nos capitalizamos e crescemos, mas ainda buscamos esse espírito de independência, de fazer aquilo que somos apaixonados e fazer com muita vontade e dedicação.

De mais de 15 jogos que fizemos, o Knights of Pen & Paper foi o jogo de maior sucesso. Lançamos primeiro no iOS e Android, e conseguimos top #1 em diversos países. O nicho do jogo, que são jogadores de RPG de mesa, apoiou muito o projeto, contribuiu e nos possibilitou criarmos um jogo melhor.

E assim veio a nova versão, que foi lançada também no Steam da Valve, para PC, Mac e Linux.

Link YouTube | O nosso novo jogo

O novo jogo que estamos fazendo é o Chroma Squad. Da mesma forma que o Knights P&P, escolhemos fazer um meta-jogo que brinca com a própria realidade. Então, nesse novo jogo, você se coloca na posição de um gerente de um estúdio de sentai, ou seja, você deverá contratar atores, comprar roupas e efeitos especiais para gravar uma série que se remete aos heróis japoneses como Flashman, Changeman, Jaspion e a sua versão americana, Power Rangers.

Você faz um grupo colorido de heróis, escolhe as melhores habilidades e constrói um estúdio com fãs e muita emoção!

Neste novo projeto, decidimos fazer uma campanha do Kickstarter. Foi uma maneira que encontramos de poder publicar o jogo por conta própria, aproveitando o sucesso do Knights P&P, e poderíamos já desde o início criarmos uma comunidade para apoiar e sugerir novas ideias ao projeto.

Conseguimos mais de 110% de financiamento já, e isso tem mostrado muito a força do nosso projeto. A equipe aqui está muito feliz com tudo isso, e esperamos fazer um jogo à altura da expectativa de todos!

Adendo do editor

Não sou um conhecedor de games. Por isso, fui caçar informações sobre o novo jogo dos caras, o Chroma Squad, e achei essa conclusão lá no Tecnoblog:

Por que é legal? Porque é um game (1) de um estúdio brasileiro (2) que é famoso por fazer games legais (3).
Por que é inovador? Você já teve que administrar cidades, famílias e times de futebol. Mas nunca um estúdio de TV especializado em produzir programas tipo Power Rangers.
Por que é vanguarda? A questão aqui reside mais em apoiar o que é nosso. Com o sucesso de Chroma Squad no Kickstarter e seu lançamento, mais olhos da indústria de games se voltam para o Brasil e mais portas se abrem para outros desenvolvedores brasileiros irem ganhar o mundo.
Vale o investimento? Um jogo completo por US$ 15? Claro que sim!
chroma_squad_0
10ae42c0bbbcba9ab06832ecdeeabca1_large
b219ea8384b74e6f79b7688cb8074c35_large981ebe01f377dc0018c0ab90afbae3b2_large85ea6887cbb91dafd5a6860366b0c3b6_large

Com isso, o editor encerra seu caso.


publicado em 07 de Agosto de 2013, 09:00
9568b83aff720a4caaefbbe00bcd6080?s=130

Saulo Camarotti

Formado em Ciência da Computação pela Universidade de Brasília, fundou a Behold Studios, pequeno estúdio de desenvolvimento de jogos com ampla representatividade no mundo. Criadora do premiado Knights of Pen & Paper, que recebeu um dos maiores prêmios de jogos independentes do mundo, no Independent Games Festival 2013.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura