Leia mais de 20 textos sobre masculinidades no canal de Natura Homem no PdH.

Como fazer a melhor festa na praia da sua vida

Aquele guia maroto para tirar o máximo da sua festa e divertir seus convidados

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Advertisement
    130x50 jpg

O ser humano é um bicho meio peludo, meio pelado e gregário. 

Aniversário, formatura, casamento, futebol, happy hour, almoço de domingo em família, natal, ano novo, chá, lanchinho e até velório acaba virando motivo pra ver amigos que não vê há décadas. Se há uma coisa que os humanos gostam é de reunir gente. E se tem uma coisa na qual são bons é em inventar pretexto pra isso.

Uma dessas variações de farra com grande potencial é a festa na praia. Imagina só, você, seus amigos, umas boas cervejas, drinks à vontade, comida rolando solta, música boa, gente feliz e bonita andando pra lá e pra cá. 

Quer coisa melhor?

Mas, claro que se as coisas não estiverem bem azeitadas, há uma chance de a sua festa dar mais dor de cabeça do que diversão. Então, resolvemos aproveitar a ocasião da nossa casa de verão e criar esse vídeo como uma espécie de checklist repleto de dicas que vão facilitar a sua vida. 

Link Youtube

Detalhamos mais cada item no texto que segue.

1. Locação

http://www.loja.havaianas.com.br/?utm_source=papodehomem&utm_medium=media&utm_content=papodeverao_banner-patrocinio&utm_campaign=papodeverao

O primeiro passo para uma boa festa na praia é – desculpa dizer o óbvio – ter uma casa disponível na praia. 

Há várias formas de conseguir isso. Uma delas é comprar ou ter você mesmo uma casa. A outra, passa por locar ou ter algum amigo ou conhecido que disponibilize o espaço para você.

Se a casa for sua, é bem provável que você já conheça ou tenha estabelecido limites para a circulação e comportamento permitidos. Caso não seja, é importante perguntar para o proprietário se ele tem alguma restrição de quantidade de pessoas, horário, se há vizinhos que se incomodam com barulho, etc. 

Às vezes, a casa tem uma série de regras de organização e dinâmicas bem próprias, então, é essencial estar informado para não dar bola fora com o proprietário.

Uma questão comum é que haja restrição de circulação por certos cômodos da casa. É importante deixar isso sinalizado ou trancar as portas onde o acesso é restrito. 

2. Transporte

Molecadinha do fundão já a postos na nossa viagem

Considerando que você não viva em uma cidade com praia (que talvez seja o principal motivo de isso fazer da sua uma "festa na praia" e não simplesmente uma "festa"), pode ser uma boa arranjar comboios e organizar caronas para os convidados.

Assim, você já cria grupos, facilita com que pessoas que ainda não se conhecem possam estabelecer alguma conexão e faz a farra já começar no caminho.

3. Música

Optamos pela banda. Tivemos o Mustache & os Apaches fazendo o som pra gente.

A função da música é "abrir" as pessoas.

Com uma boa música, a as coisas acontecem, as pessoas se divertem, sentem vontade de confraternizar, conhecer, pegar alguém, enfim, de participar da festa.

Ela é tão importante que se você pára a música, você fecha a torneirinha da festa.

Há vários caminhos possíveis para deixar a vibe azeitada.

Em uma festa maior, você pode contratar uma DJ pra tocar pela noite. Acredite, muitas vezes é mais barato do que parece e o retorno costuma ser muito bom. 

O DJ é alguém que não só conhece muita música como está preparado para ver as pessoas e saber o que é preciso pra festa chegar naquele lugar onde todo mundo está incluído.

Outro rumo é chamar amigos que toquem instrumentos e tenham algumas músicas na manga para todos poderem cantar junto.

A vantagem de ter músicos é que, se eles forem realmente bons, as chances de eles agruparem uma galera e trazer as pessoas para o clima é bem alta.

E, claro, a alternativa mais simples e econômica é colocar o celular de alguém em umas boas caixas e delegar a tarefa para aquele seu amigo que manja bem de música fazer o papel do DJ. Nesse caso, é legal saber um meio termo entre a democratização do papel e a tirania.

Não é bom se alguém chegar e começar a colocar as próprias músicas, independente do que os outros estão achando. Cuidado com os fominhas.

Temos um texto falando só sobre DJs e música pra animar a festa.

E fizemos uma playlist de verão, para quem quiser se inspirar.

4. Comida

Namore alguém que olhe pra você como a Bia olha para o coração

A mais democrática das alternativas é o bom e velho churrasco. Dá pra preparar quilos de carne e também outras alternativas para os veganos sem muito trabalho extra.

Mas, claro, dá pra optar por outras vias. Salgadinhos, petiscos, docinhos... a lista vai longe e vale uma boa pesquisa.

Aqui alguns links para começar:

5. Bebida

Felipe Ramos preparando a sua especialíssima caipirinha

Não pode faltar, claro.

Mas, para além da clássica cerveja, lembre-se que há também gente que não gosta do néctar de cevada e gente que não consome álcool. Então, leve também bastante água, sucos, refrigerantes e outras opções de drinks.

6. Atividades

Phellipe mandando no slackline que tínhamos pendurado por lá

Nas festas há diferentes grupos e eles tendem a se espalhar pelos espaços. Isso não é uma regra, mas mesmo em eventos que acontecem em uma só sala, as pessoas tendem a se fechar em rodinhas de mais ou menos cinco pessoas. Há quem vá preferir ir para perto da música, quem vai estar perto da carne, quem vai querer ficar mais ou menos isolado em casal, aquele que não sai de perto da bebida, quem vai querer conversar, e também aqueles que vão achar tudo isso um tédio.

Rodrigo Cambiaghi e Clara, curtindo a piscina

Por haver tantos diferentes perfis, é legal ter algumas atividades para preencher os espaços em branco.

Jogos de tabuleiro, videogames e baralho são ótimas pedidas, em especial para aqueles que gostam de ficar até mais tarde.

7. Apresente seus convidados uns aos outros

Muitas pessoas são tímidas. Mesmo aquele seu amigo cheio das piadas pode ser, no fundo, um poço de timidez em ocasiões nas quais desconhece os presentes.

E, nada pior do que chegar em um espaço no qual você está excluído.

Uma boa prática é apresentar os convidados, ou pelo menos aqueles que podem ter alguma afinidade, caso a festa seja muito grande. 

A dica é: pegue alguma característica positiva da pessoa e apresente-a a partir daí. 

8. Divirta-se

Sente só a cara de felicidade

É fácil ficar preocupado com todos os detalhes da festa. Afinal, são muitas pontas e pequenos perrengues que aparecem para resolver. Além disso, você fica ansioso para ver todo mundo se divertindo e esquece que você também tem que curtir a ocasião.

Mas relaxa, vai dar tudo certo, todo mundo vai curtir. 

Ficar com cara amarrada de um lado pro outro passa uma impressão de que tem algo errado com a festa e os convidados acabam ficando preocupados junto. 

Lembre-se de se divertir, não seja o durão com cara de preocupado. Mas também não perca as estribeiras.

Afinal, se algo realmente sair do esperado e for preciso alguém para resolver, é importante que você esteja pronto.

* * *

Cada festa tem características muito próprias, há tamanhos e particularidades em cada situação. Tem alguma dica que você não viu na lista e gostaria de adicionar?

A conversa segue nos comentários.

* * *

E ainda tem mais verão!

Estamos gostando do calor. Tanto que preparamos este especial com artigos quentes pra deixar o verão do jeitinho que ele merece.

Você já viu tudo o que já publicamos? Vem cá dar uma olhada:

E tem mais textos pegando fogo lá no nosso canal especial!

Só chegar.

Mecenas: Havaianas

Festas são a ocasião perfeita pra ver os amigos, tomar uma cerveja, comer à vontade e relaxar, bem longe do stress da vida cotidiana. Se tiver Havaianas nos pés, então, o descanso, o relaxamento e a diversão estão garantidos.

Visite a nossa loja online para conhecer as novidades e escolher qual delas você vai descalçar quando o verão pegar fogo e a festa começar.


publicado em 22 de Fevereiro de 2017, 00:05
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Volta e meia grava e disponibiliza no Soundcloud. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: