Abrimos as inscrições para o PAI 2021: Os desafios das paternidades atuais. Temos encontro marcado dias 02 e 03 de agosto. Você vem?

Dia das Mulheres para Empresas | Como desenvolver ações que promovam equidade dentro de organizações

Preparamos um guia estratégico para gerar transformação e diálogo no 8 de março e no resto do ano.

O dia internacional das mulheres é uma data que nasceu da luta das mulheres por direitos iguais. É comum que se interprete a data como um momento de presentear e elogiar as mulheres, no entanto, historicamente  o dia 8 de março é um dia que representa lutar por direitos e melhores condições de trabalho.

Justamente por este histórico de luta relacionada ao trabalho, é chave que empresas reconheçam a importância da data e desenvolvam iniciativas para contribuir com o equilíbrio no ambiente de trabalho.

As mulheres ainda ocupam menos postos de trabalhos, recebem, em média, 79% do salário masculinoocupam apenas 3% dos cargos de liderança, além de muitas vezes encararem jornada dupla, sendo elas as responsáveis pelos cuidados da casa e dos filhos. Estes são apenas alguns dos muitos desafios que ainda se impõe às mulheres em relação ao mercado, portanto, sem esquecer das conquistas feitas nas últimas décadas, ainda há muito caminho a ser trilhado em direção a equidade. E as empresas são parte disso. 

É de praxe que empresas, das menores às maiores, não deixem o dia internacional das mulheres passar em branco. No entanto, muitas vezes a celebração organizacional, não tem como foco a buscar maior equilíbrio entre as homens e mulheres. Inclusive, algumas ações podem ir na direção contrária do que a data propõe. 

Fizemos um guia para ajudar empresas e profissionais que trabalham com RH e gestão a entender como sua empresa pode criar ações que contribuam para um ambiente de trabalho mais saudável e equitativo. 

Se você quiser saber como participar do dia internacional das mulheres no seu cotidiano, lidando com mãe, filha, parceira, amiga, fizemos este outro texto. 

As vantagens de um ambiente de trabalho mais equilibrado

Legenda

“Pensar em ações especiais para as mulheres, não é dar um privilégio para só uma parte da equipe?”

Essa é uma questão muito comum. No entanto, entendemos que vivemos em um mundo desigual em que os “competidores” não têm as mesmas “linhas de partidas” nem os mesmos “equipamentos para a corrida” e que, para alguns competidores, haverá obstáculos extras. Por isso, precisamos pensar em como agir diferente com alguns grupos, se quisermos trazer equilíbrio e oportunidades iguais para todos os competidores. 

(Se você quiser entender mais sobre os desafios das mulheres no mercado de trabalho, este link pode te trazer alguns dados.)

Uma equipe com diversidade e em com condições equitativas de trabalho pode ser mais criativa, inovadora e produzir com mais qualidade. Conversamos com a Mariana Simões, gerente de Diversidade e Sustentabilidade da White Martins na América Latina, que relembrou o seguinte dado: em empresas nas quais 30% dos cargos de liderança são ocupados por mulheres (e hoje a média é 3%), tendem a ser 1,4 vezes mais lucrativa. 

O dia internacional das mulheres acaba sendo uma oportunidade de olhar com mais atenção para estes desafios e avançar com ações práticas. Mas, vale lembrar que garantir o equilíbrio de condições de trabalho entre homens e mulheres deve ser uma tarefa constante aplicadas durante todo o ano.

“Não pode mais dar flores nem elogiar?”

Conforme as discussões sobre direitos, diferenças, respeito e condições de trabalho foram avançando, ações comuns no dia das mulheres, que até então eram corriqueiras, foram questionadas e criticadas: flores, produtos de beleza e mensagens que se referem à estereótipos femininos, são as principais delas. 

Não queremos aqui criar um manual de certo ou errado, mas apresentar caminhos para a elaboração de ações transformadoras. Neste sentido é importante entender o motivo da crítica para que a gente possa pensar quais são os outros caminhos possíveis.

No 8 de março, as mulheres não se busca um "agrado" pontual  (principalmente quando este nem sequer agrada a todas) e, sim, formas de reconhecimento genuíno e traduzido em ações, pelo trabalho e esforço.

Ao fim do texto citamos alguns cuidados que precisam ser tomados e ponto a evitar.

Agora vamos ao nosso guia de como elaborar uma ação transformadora.

O que é preciso levar em consideração ao elaborar ações de dia das mulheres?

Além da Mariana Simões, também conversamos com o Vladimir Alves, gerente de Diversidade & Inclusão da John Deere para conhecer algumas ações práticas e reais que trabalham a serviço equidade no trabalho.

Compreender qual é o momento da sua empresa:

Vladimir aponta que nem todas as empresas estão no mesmo ponto da conversa sobre as mulheres e o mercado.

"O tema de mulheres nós temos trabalhados há alguns anos, então na verdade a gente já passou por alguns estágios que algumas empresas não tenham."

Entender qual é o momento da sua empresa é essencial para definir sua ação. Se sua empresa ainda não tem planos de inclusão e diversidade, vale começar trazendo conteúdos e conversas básicas sobre direitos e valorização das mulheres. 

Os dois gestores com que conversamos ressaltam a importância de fazer com que os funcionários homens também se engajem nas conversas e ações por equidade.

"As discussões de equidade de gênero permeia toda a organização, então um cuidado que a gente tem, e um conselho que a gente dá para as empresas, é entender se as mensagens estão sendo direcionadas apenas para as mulheres. Em todos os nossos convites a gente está muito preocupado em chamar o homem para a conversa.", diz Mariana.

"As mulheres de maneira geral já estão se organizando para este momento, então a gente precisa trazer os homens para esta discussão. (...) Como é que a gente pode trabalhar juntos, homens e mulheres em pró da equidade de gênero?", completa Vladimir.

Planejar com antecedência 

As iniciativas podem variar de acordo com os recursos humanos e financeiros da empresa voltando para o dia das mulheres, mas sempre é possível desenvolver alguma atividade colaborativa quando se planeja com antecedência.

O calendário das empresas precisa incluir datas como o dia das mulheres, o dia do orgulho LGBTQ ou o dia da consciência negra, como parte do planejamento anual, para que, com muitos ou poucos recursos, se possa gerar uma ações constantes e significativa de transformações inclusivas.

Vladimir conta para o PdH que na John Deere, o planejamento das ações de dia das mulheres começa em setembro/outubro do ano interior. Para Mariana, na White Martins, elas começam em dezembro.

Vladimir também conta como o trabalho é desenvolvido de maneira participativa: "a gente trabalha com a metodologia do design thinking: todo o plano do trabalho é feito com o envolvimento dessas pessoas que participam destes comitês, então é totalmente participativo, o que a gente chama de bottom-up (de baixo para cima)"

Reunir quem tem afinidade com o tema para o desenvolvimento das ações

A Mariana conta que além das ações institucionais, a empresa com com Grupos de Valorização da Diversidade: grupos formado por voluntários da companhia, de áreas distintas, que se reúnem para promover ações próprias. 

Empresas que não tenham uma área focada em Diversidade e Inclusão podem pensar dar incentivos e recursos para a formação de um grupo como este, reunindo voluntários e voluntárias interessandos no tema para desenvolver as ações (no dia das mulheres, ou no resto do ano).

Considerando contextos de trabalho menos flexíveis e/ou com menos possibilidade de participação conjunta, sugerimos que a empresa mobilize para a elaboração desta ação uma funcionária que tenham afinidade com o tema de gênero e equidade para conduzir ou participar da elaboração da ação.

Participação da liderança no tema

Mariana destaca a importância de ter a liderança da empresa envolvida de valorização das ações de dia das mulheres. A gestora relata que o próprio presidente da empresa abriu uma palestra mostrando a importância da inclusão de mulheres até mesmo para o próprio crescimento da empresa. E que, ao longo do ano, as pautas de inclusão fazem parte da agenda do presidente.

"O presidente estar ali chama outros líderes homens para esta conversa."

Pensar na cadeia de produção como um todos

Fortalecer as mulheres na cadeia inteira de produção é um conceito que vai muito além do dia das mulheres: significa incluir mulheres em todas as etapas: produção, operação, planejamento, fornecimento e de tomada de decisão. 

Mariana conta que, para o dia das mulheres, a empresa contratou uma artista gráfica para desenvolver as artes que seriam divulgadas na data. Para a gerente, esta é uma de gerar investimento no trabalho de mulheres de outras mulheres externas a empresa. 

Que ações sua empresa pode por em prática no dia das mulheres?

Informar e introduzir conversas sobre o dia das mulheres e equidade de gênero

Legenda

Um colega que lidera uma pequena equipe, deixou o planejamento para a última hora, tendo muito pouco orçamento, pediu uma sugestão que pudesse ser posta em prática em menos de uma semana.

Uma opção é criar uma curadoria de conteúdo que possa informar seus funcionários sobre a origem do dia internacional das mulheres, sua real motivação, apresentando dados que ilustrem os desequilíbrio e as dificuldades das mulheres no mercado de trabalho.

Vale também trazer material especifico para incluir os homens nesta conversa, na intenção de sensibilizá-los a reconhecer as dificuldades das mulheres, a potência das suas colegas de trabalho e também como a desigualdade de gênero os afeta.

Havendo maior orçamento e planejamento, vale pensar em contratar empresas e ativistas que trabalhem com o tema e que possam mediar conversas disseminando informações e disparando transformações no ambiente de trabalho. (O instituto PdH tem elaborado cada vez mais com este tipo de ação) 

Promover ações de escuta e reconhecimento das necessidades

Caso sua empresa esteja no momento inicial de discussões sobre equidade, uma opção que pode ser aplicada de maneira simples são ações de escuta e reconhecimento das necessidades das colaboradoras mulheres.

Formulários anônimos bem desenvolvidos ou rodas de conversa mediadas por profissionais podem ser exemplos de espaços seguros nos quais as colaboradoras poderiam apresentar demandas e ou propor soluções. 

Campanhas que valorizem o trabalho das mulheres

Sua empresa pode pensar em uma campanha que valorize o trabalho das mulheres da empresa e até mesmo recuperar grandes nomes que contribuíram para o desenvolvimento da área em que a empresa atua (cientistas, pesquisadoras, intelectuais, ativistas).

Mariana também conta que uma das ações da empresa foi criar imagens para whatsapp com mensagens de reconhecimento e valorização do trabalho, de modo que os funcionários possam enviar estas uma ou outra arte para as mulheres que admiram.

Ainda na White Martins, o Grupo de valorização da diversidade resolveu homenagear 35 mulheres que fizeram grandes trabalhos dentro da empresa. 

A John Deere, por sua vez, desenvolveu artes que valoriza o trabalho das mulheres de maneira mais geral, contrapondo frases machistas que são comuns no mercado de trabalho. 

Impulsionando Carreiras 

Mentorias e programas de impulsionamento são ações mais elaboradas, mas que tem uma potência transformadora e duradouro na vida das mulheres. Cursos e workshops relacionados a áreas de interesse das funcionárias também pode ser uma forma de impulsionamento.

Vladimir conta que a John Deere aplica programas de impulsionamento de carreira durante o ano todo, mas que no mês de março traz programas de aceleração 100% feitos por e para mulheres.

Cuidados que precisam ser tomados:

Não caia nos estereótipos

Quando eu digitei “Mensagem de Dia da Mulher”, essa foi a primeira que apareceu na busca:

“As mulheres não são todas iguais. Todas são diferentes, mas todas têm em comum o tamanho do coração. Todas são bondosas, carregam um carinho no olhar e uma força angelical nos gestos.

Todas são batalhadoras, umas mais guerreiras que outras! As mulheres são a beleza do mundo. Elas tornam a vida de qualquer pessoa em paraísos repletos de amor e paixão. As mulheres merecem ser felizes, sorrir e receber o amor de todo mundo.”

Talvez muitas pessoas leiam mensagens como estas e as considerem bastante adequadas, lisonjeiras. “Qual seria o problema nisso?”

Quando você define que todas as mulheres representam a beleza do mundo, está reforçando aquela velha ideia de que as mulheres tem que cuidar da sua estética e que parte da sua existência serve para agradar visualmente os homens. Quando se colocam todas as mulheres como seres de amor, carinho, cuidado e ternura, não é apenas um elogio mas a apresentação de um ideal que se espera desta mulher. E isto não é ideal afinal, algumas mulheres podem carregar esta característica, mas nascer mulher não significa herdar o gene da ternura e do cuidado.

Esperar ou exigir isso, seria aprisionar as mulheres dentro de uma caixa e definir por sequência que os homens pertencem a caixa oposta. É uma prisão para os dois lados.

A homenagem não deve sobrecarregar as mulheres

A rede McDonalds em 2018, preparou uma ação na qual, em 8 de março, 20 lojas operariam apenas como mulheres trabalhando. Há quem defenda que a intenção era demonstrar a autossuficiência das funcionárias mulheres, mas a notícia gerou críticas.

Independente do mote, na prática o que aconteceu foi que o dia internacional das mulheres rendeu folga aos homens e mais escalas para as funcionárias mulheres. 

E se minha empresa quiser dar presente?

Dar alguma lembrança pode ser uma opção complementar a outras ações. No entanto, para evitar cair no problema citado acima, preparamos algumas recomendações:

  • Evitar presentes que reforçem estereótipos de feminilidade que não se aplicam a todas as mulheres: flores, produtos de beleza, mensagens de delicadeza

  • Personalizar cartões, de modo que cada colaboradora se sinta reconhecida por sua individualidade e competência.

  • Presentear com vale livros ou livros. (Caso for escolher o livro, dê preferência a livros escritos por mulheres, que contem histórias de mulheres ou que valorizem a potência das mulheres)

  • Comprar produtos que estejam contribuindo para o negócio de outras mulheres (lembrando de não reforçar estereótipo)

  • Presentes ou vales que propiciem momentos de cultura ou lazer 

  • Um dia de folga ou algumas horas a menos de trabalho podem ser um presente extremamente úteis às funcionárias. 

E claro, queremos que você que está lendo nos conte que ação você gostaria de ver na sua empresa e qual iniciativa você indicaria para contribuir para a equidade de gênero no ambiente de trabalho.


publicado em 06 de Março de 2020, 06:10
Img 20190518 102150 405 jpg

Gabriella Feola

Editora do Papo de Homem e autora do livro "Amulherar-se" . Atualmente também sou mestranda da ECA USP, pesquisando a comunicação da sexualidade nas redes e curso segunda graduação, em psicologia.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura