E se você pudesse fazer um exame como um pirata?

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Vai depender da entrega.

Em Nova Iorque, o hospital presbiteriano infantil Morgan Stanley instalou, recentemente, um novo scanner em sua sala de testes de radiologia e tomografia computadorizada. Para quem não sabe, eis a ideia do exame:

tomografia computadorizada (TC), originalmente apelidada tomografia axial computadorizada/computorizada (TAC), é um exame complementar de diagnóstico por imagem, que consiste numa imagem que representa uma secção ou "fatia" do corpo. É obtida através do processamento por computador de informação recolhida após expor o corpo a uma sucessão de raios X. Seu método principal é estudar a atenuação de um feixe de raios X durante seu trajeto através de um segmento do corpo; no entanto, ela se distingue da radiologia convencional por diversos elementos.
Wikipédia

Para tornar o processo de digitalização do cérebro uma experiência menos assustador para as crianças, o hospital projetou, na sala de radiologia, toda uma temática de piratas com o scanner (a máquina que faz a digitalização) como peça central, como se ela fosse um timão (o "volante" das embarcações) de um genuíno navio pirata.

O projeto contou com a ajuda da empresa GE , que desenvolveu e instalou o scanner já com a arte pronta. Um lindo navio pirata com tudo que se tem direito: deck de madeira mais alto, onde o capitão pode ver tudo o que acontece, as janelinhas arredondadas embaixo, uma vela enorme para apanhar o vento. Só não veio junto a prancha já que, claro, a ideia é que ninguém pule e abandone o navio antes de acabar o procedimento.

childrenshospital1
childrenshospital2

A digitalização das imagens é feita por um processo meio chato e demorado, que pode mexer -- muitas vezes -- com medos e ansiedades de pacientes, ainda mais e  situações mais delicadas.

O tomógrafo parece uma rosquinha gigante em pé. O paciente deita em uma plataforma, que se move devagar através do buraco na máquina. O tubo de raios X é montado em um anel móvel ao redor das extremidades do buraco. O anel também suporta uma estrutura de detectores de raios X, diretamente opostos ao tubo do raio X.
Um motor gira o anel de maneira que o tubo do raio X e os detectores de raio X girem ao redor do corpo. Cada volta completa, digitaliza uma "fatia" estreita e horizontal do corpo. O sistema de controle move a plataforma para mais longe do buraco de maneira que o tubo e os detectores possam digitalizar a próxima fatia.
Desta forma, o equipamento registra as fatias de raio X pelo corpo em um movimento espiral. O computador varia a intensidade dos raios X para digitalizar cada tipo de tecido com a potência ideal. Depois do paciente passar pela máquina, o computador combina todas as informações de cada digitalização para formar uma imagem detalhada do corpo. Claro que não é  necessário digitalizar o corpo inteiro. Com maior freqüência, os médicos só farão a tomografia de uma pequena seção.
Já que os médicos examinam o corpo fatia por fatia, de todos os ângulos, as tomografias tornam-se muito mais completas que os raios X convencionais. Hoje, os médicos utilizam as tomografias para diagnosticar e tratar uma grande variedade de distúrbios, incluindo traumatismo craniano, câncer e osteoporose. Elas são uma ferramenta inestimável para a medicina moderna.
HowStuffWorks (como as coisas funcionam)

Toda a decoração colorida da sala torna o ambiente alegre e acolhedor de forma instantânea. Além do navio, as paredes são todas ilustradas também com animaizinhos vestidos de piratas, outras embarcações no horizonte, água, praias, castelos. O mesmo foi feito no chão.

Daí é uma entrega completa. As crianças podem se distrair e fantasiar e criar todo o tipo de aventura na cabeça enquanto fazem um exame trabalhoso e que requer calma e paciência da maneira mais gostosa possível. O grande segredo é, sem dúvida, a entrega.

childrenshospital3
childrenshospital4
childrenshospital5

Muito distante da assepsia que normalmente se vê nos hospitais que, muitas vezes, pode ser tão incômodo quanto a dor que o paciente está sentindo. Segundo uma enfermeira do hospital, o projeto tem sido muito eficaz.

Ele não só acalma as crianças doentes que necessitam de um exame médico, mas também pacientes mais velhos, de 17 a 21 anos que, agora, pedem especialmente para usar a máquina.

childrenshospital6
childrenshospital7
childrenshospital8
childrenshospital9

Esse post que acabei de escrever serve só pra gente poder pensar um pouco em como o cotidiano poderia ser um pouco mais agradável com ideias simples. Mais do que isso, um pequeno exercício de observação, de se colocar no lugar do outro e pensar como poderia haver benefícios simples para o outro.

Tem como não sair ganhando?


publicado em 04 de Setembro de 2013, 09:30
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: