Estamos procurando um autor pra escrever sobre saúde do homem. Topa?

Quer ajudar homens do Brasil inteiro e de todas as idades a cultivar uma relação melhor com a saúde?

Para resumir, é isso mesmo: queremos encontrar um médico na comunidade pra escrever textos sobre saúde com a pegada do Papo de Homem para o nosso querido portal.

Para se candidatar, você pode enviar um e-mail pro posts@papodehomem.com.br se apresentando e, se possível, com um pequeno artigo ou links pra sentirmos a sua escrita.

Agora, para mais informações, continue a leitura. ;)

* * *

Homens não cuidam da saúde

O Alberto Brandão, colunista já habitual na casa, escreveu um artigo uma certa vez sobre uma observação que nem é tão difícil de se fazer: homens não cuidam da saúde.

O artigo inteiro é só sobre isso e está repleto de links interessantes, mas vou citar uma parte.

"Segundo um estudo realizado com profissionais de saúde sobre como a masculinidade influencia na forma que homens lidam com os serviços de saúde, homens não possuem o hábito de prevenir doenças. Pelo contrário, normalmente já chegam quando o problema é grave demais.

texto do artigo demonstra que, diferente das mulheres, homens possuem um perfil de buscar serviços médicos apenas para curar enfermidades ou tratar doenças. Ainda assim, homens apresentam um comportamento impaciente em relação aos médicos e têm dificuldades em aderir aos tratamentos.

Outro estudo também aponta que essa ausência dos homens nos centros de saúde vai da construção de um perfil masculino avesso à vulnerabilidades. Alguns homens, para não demonstrar fraqueza, chegam a pedir para suas esposas irem ao médico no seu lugar e descobrir o que eles têm."

Mais pra frente, ele fala um pouco mais sobre a gravidade do problema.

"Segundo uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde 52,6% dos homens estão acima do peso ideal. O texto também aponta um problema ainda mais grave, que essa falta de cuidado começa já na juventude. Dos homens acima do peso, 29,4% têm entre 18 e 24 anos. Como é esperado, o problema vai se tornando ainda mais grave com o passar da idade. 55% dos homens acima do peso estão na faixa dos 25 ao 34 anos e 63% entre 35 e 64 anos.

Os dados divulgados pelo Ministério da Saúde também concordam com os índices de sedentarismo entre homens que, na juventude, praticam mais atividades físicas do que quando alcançam idades mais avançadas.

Assim como os dados anteriores nos fazem imaginar, a alimentação dos homens não está das melhores. 47,2% dos homens entrevistados na Pesquisa Nacional de Saúde dizem consumir alimentos muito gordurosos.

Estes números são de estudos um pouco antigos, mas sabemos que o problema aumenta todo ano. Além de mais avessos a prevenção de doenças, nós homens representamos uma maioria que também não cuida dos detalhes mínimos.

Sem exercício, comendo mal e não realizando os exames regulares de prevenção de doenças, podemos concluir que os problemas quando surgem já são grandes, e às vezes difíceis de reverter." 

Pois é, a situação é grave.

A importância do Papo de Homem nisso tudo

Hoje, quando fui escrever o artigo que vocês estão lendo agora, por coincidência, chegou esse e-mail.​

Olha que incrível isso. Um homem de apenas 15 anos, com toda uma vida pela frente, leu o que escrevemos aqui no Papo de Homem, se influenciou por isso e segue observando o mundo por esses vieses.

Assim como esse email do Philippe, também recebemos e-mails de homens de todas as idades. Na coluna Mentoria PdH, agora temos uma representação mais clara disso. Foram três posts até agora, um com um homem de 25 anos, outro de 33 e outro de 18. ​Na fila, já temos e-mails de caras de 40 e 50 anos que pretendemos ir soltando também.

São homens de todas as idades e de tudo quanto é canto. Inclusive, não só do Brasil. Volta e meia chegam e-mails vindo de Angola, Moçambique, Portugal e até de partes do mundo que nem falam português.

Essas pessoas estão procurando informação, querem ajuda para os seus problemas que não encontram em outros lugares.

O Papo de Homem, como representante de um movimento de transformação do masculino que vem acontecendo já há alguns anos, tem uma importância no papel de acolher essas dúvidas e ser um agente disseminador de informação de confiança.

É essencial que a gente consiga trazer essa conversa mais vezes à tona.

A responsa é grande, mas é exatamente o que nos dá gás.

Uma lacuna editorial que queremos preencher

Volta e meia tocamos no assunto, escrevemos textos práticos e outros mais teóricos sobre a relação do homem com a saúde. No entanto, estamos muito aquém do que seria, para nós, o ideal.

Queremos textos regulares sobre saúde do homem, falando sobre os diversos aspectos do tema, dos mais abrangentes aos mais específicos.

Há alguns anos, lá no comecinho do PdH, havia uma coluna chamada Dr. Health, que fazia as honras da casa no que diz respeito à saúde masculina. Depois que a coluna parou, também tivemos alguns bons artigos, como esse, esse e esse e vários outros, mas achamos que dá pra fazer mais.

A ideia, agora, é voltar a ter um colunista regular falando sobre o assunto de uma maneira humana e mais adequada ao nosso momento editorial, como uma conversa com aquele seu amigo médico que te dá a real e ajuda a solucionar as dúvidas que vão surgindo na vida. 

O que exatamente procuramos?

Queremos encontrar uma pessoa gente boa, um médico ou urologista, que tenha o respaldo e o interesse para dialogar com homens do Brasil todo sobre saúde.

Procuramos alguém que tenha interesse em contribuir para a criação de uma cultura na qual os homens cuidem melhor da própria saúde, que escreva bem e tenha um senso de humor afiado, afinal, ninguém é de ferro e um pouco de leveza faz bem.

Nosso maior objetivo é criar um acervo de artigos que cubra as dúvidas mais comuns, como as que chegam até nós por e-mail, mas também certas demandas que notamos como importantes para ajudar a criar uma cultura de maior cuidado com a saúde entre os homens.

Como entrar em contato?

Se você se interessou, já nos faz muito felizes.

Se você se empolga pensando em ajudar homens de todas as idades e em ter uma parte na construção de uma cultura masculina mais saudável, então, é de você mesmo que a gente precisa. ;)

Pedimos que envie um e-mail para posts@papodehomem.com.br, se apresentando e nos explicando por que quer colaborar com o Papo de Homem.

Se possível, envie com um texto anexado, como uma sugestão de primeiro post, um ponto de partida, pra podermos ir conversando. Textos publicados em outros portais, em blogs pessoais ou redes sociais são válidos também.

Sabemos que médicos são bem ocupados, então, se não tiver um texto de bate-pronto, pelo menos se apresente de um jeito legal. Já começamos a relação com muitos autores por e-mails bem escritos, então, só isso já é um belo início.

E aí, topa o desafio? Manda um e-mail e vamos conversar.

Se tem um amigo que acha que pode se interessar, por favor, mande pra ele esse artigo.

Ajude a gente a construir um PdH mais útil.

Já agradecemos de antemão.


publicado em 19 de Abril de 2018, 17:32
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura