Dez olhares internacionais sobre a crise política brasileira

Atenção na imprensa e multiplicidade de ângulos se fazem necessários no momento do país

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Nota da autora: por restrição linguística minha, as reportagens aqui selecionadas são todas as que achei em inglês e, quando possível, com legenda. Entendo que internacional é muito mais do que isso e, principalmente, que reportagens em outras línguas, feitas em países com diferentes histórias políticas, possam dar ainda mais caldo para a conversa. Peço que vocês colaborem com quaisquer reportagens internacionais que tenham achado interessantes aqui nos comentários.

* * *

Bela chacoalhada de volta do feriado foi ler, ontem, que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) protocolou um novo pedido de impeachment de Dilma Rousseff.  Os episódios correm um atrás do outro e corremos nós atrás de informação – mal havíamos compreendido as acusações do primeiro pedido, que já está em processo na Câmara dos Deputados, quando esse outro chegou.

As acusações diferem e a OAB leva em conta, em seu pedido, fatos mais recentes, como a delação do senador Delcídio do Amaral e a nomeação de Lula a ministro da Casa Civil, que configuraria desvio de função.

O Nexo Jornal, rápido no gatilho, compilou as diferentes acusações que embasam os dois pedidos e publicou um esclarecedor artigo, além de um objetivo e útil glossário jurídico para entender o que cada coisa significa. Sabemos bem que o desenrolar dos processos da Lava Jato e mesmo do Planalto podem impor barreiras linguísticas para nós, leigos, que queremos acompanhar os acontecimentos.

Toda essa capacidade interpretativa também se faz bem necessária para tudo o que lemos, ouvimos ou assistimos. A movimentação política levantou a questão do posicionamento da mídia de modo bem relevante, e é preciso estar atento pra angulação e tempo de exposição dados a cada fato dessa narrativa nos (não tão) diferentes veículos que temos por aqui.

Da mesma forma, sinto que estamos sedentos por aprender. E olhar pra o que estão dizendo sobre nós lá fora pode ser um bom exercício político-interpretativo – primeiro, pra entender que mundo afora o jornalismo também se posiciona de modo evidente e, depois, como um grande repertório de pontos de vista que podem vir pra enriquecer a conversa.

Bloomberg Business: Will Brazil's Dilma Rousseff Be Impeached?

A angulação econômica para a pauta dá tom de impeachment

Last Week Tonight Show With John Oliver : Brazil President Dilma Rousseff Impeachment

Não é um telejornal, mas um programa de comentários com audiência relevante. Confesso que pode ser realmente muito estranho rir de alguém briefando estadunidenses sobre a nossa situação política, que parece ter graça por si só

Al Jazeera: Dilma Rousseff's Watergate

Ainda não vimos grandes veículos com essa angulação por aqui

France 24 English: Brazil anti-Rousseff Protests

France 24 English: 'Get out Dilma, get out Lula'

Interessante, mas breve, análise da nossa mídia no cenário político

CCTV America: Thousands call for impeachment of Brazil's President Rousseff

Financial Times: Brazil protesters call for impeachment

Trouxeram a figura de Sérgio Moro pro debate, sem problematizar suas medidas, apresentando-o como uma escolha popular para substituir as opções políticas que temos hoje

BBC News: Why Brazilians are angry?

O fato das entrevistas terem sido conduzidas em inglês diz mais sobre o protesto do que o conteúdo verbal da reportagem

BBC News: Brazil's protests over Lula appointment

BBC News: Brazil's deepening political crisis

Convido pra conversa quem tiver a fim de traçar similaridades, diferenças ou só bater um papo sobre como estamos sendo lidos pelo mundo. Vamos estender o assunto?


publicado em 29 de Março de 2016, 13:35
10710799 10152759290008996 1807417555040828999 n

Marcela Campos

Tão encantada com as possibilidades da vida que tem um pézinho aqui e outro acolá – estuda Jornalismo na Universidade de São Paulo, mas também cursa Saúde Reprodutiva Holística no Justisse College. Compõe a equipe de conteúdo do PapodeHomem, modera uma comunidade de quase dez mil mulheres e não tem preguiça de bater um papo bom.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: