Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Nasceu como um artista, floresça como um artista

A trajetória do artista não é confortável, não é fácil

Nota: essa tirinha eu vi no UpdateorDie.com e gostei bastante. Traduzi e publiquei aqui. Foi feita pela artista norueguesa Ida Eva Margrethe Neverdahl.

Há quem queira ser médico, engenheiro, advogado, arquiteto, professor, psicólogo. Seja qual for a aptidão que você pretende seguir, mais cedo ou mais tarde, alguém acaba questionando se você realmente quer aquilo. Afinal, o caminho que escolheu tende a ser difícil, você provavelmente vai ter de passar noites em claro, forçar a barra para estudar quando gostaria de estar vendo a nova temporada de True Detective, vai sentir cansaço, vai fraquejar, vai perder tempo e pode querer desistir. E, meu deus, o que vai acontecer se for tarde demais pra voltar atrás?

Como se já não bastasse o sufoco que é ter de passar por todos esses estágios de perrengue, ainda temos de ouvir os olhares e questionamentos dos outros. E, para quem está ali, naquela posição, o pior não é saber que lá no fundo essas perguntas vêm de alguém que não acredita que você é capaz. O pior é sentir-se duvidando de si mesmo, graças a essas perguntas. Quando alguém diz "o caminho é difícil, é melhor considerar outra coisa", você realmente ouve. Você realmente considera outra coisa. Você faz isso consigo mesmo. E dói.

As pessoas que nos amam querem nos proteger dos sofrimentos da vida.

Elas não fazem por mal. Elas só não querem nos ver quebrando a cara, não querem nos ver chorar, não querem nos ver cair, suar a testa e deixar sangue fugir das nossas veias. 

Elas não querem que a gente passe pelo que elas passaram.

Mas não é assim que se cresce.

Alguma dose de esforço, disciplina e foco é preciso. E é preciso também se desafiar para ultrapassar os limites dos próprios condicionamentos e manias. É preciso se renovar e se ver fazendo aquilo que não se imagina. É preciso quebrar as certezas sobre os próprios métodos e até sobre a sua vocação.

Você não precisa pintar, tocar, esculpir, escrever ou desenhar para ter esses obstáculos.

Essas dúvidas, essas dificuldades, tudo isso provavelmente faz parte do seu caminho. Talvez você tenha sentido isso hoje.

Pode ser que, nesse momento, você esteja cansado, com sono, querendo desistir.

Mas não faça isso tão rápido.

Não importa qual a sua "arte". Se você nasceu artista, floresça como um artista.


publicado em 17 de Junho de 2015, 00:05
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura