O amor dos bróders

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

"Eu te amo" não é uma expressão que deve ser banalizada. Mas sim, descriminalizada.

Existe um baita espírito machista dentro do pequeno homem entre os 10 e 15 anos. Nessa época, na qual fazemos algumas amizades que duram o resto da vida, nos relacionamos com amigos do modo como deve ser: aprendendo, compartilhando e se divertindo. Não há intelecto suficiente que possibilite uma reflexão maior daquele momento e daquelas pessoas.

É difícil identificar a fase que te leva a analisar as amizades com outros olhos. Algo que vá além da tradicional e costumeira parceria. O que existe são fatos que desligam o teu piloto automático e abrem os olhos para a valorização das companhias. Normalmente, acontecimentos que despertam uma decepção. Pois, às vezes, é tarde demais.

Você, sim, ama o seu amigo.

A dor da decepção só não é maior que a da perda

Isso não vai parecer estranho.

Isso não vai te tornar menos homem.

Falar para um amigo que o ama não é apenas uma frase solta que soa como, sei lá, um agradecimento. Essa atitude de admitir o sentimento para um amigo é o mais alto e conclusivo ponto de amadurecimento de um homem. É o verdadeiro enterro daquele preconceito bobo de infância, o de que os amigos não podem admitir que sentem falta quando o outro viaja de férias para a praia ou não pode jogar bola porque ficou de recuperação no colégio.

A nossa amizade tem embasamento. Existe um compromisso de honra oculto entre os homens. Esse compromisso é superior a qualquer tipo de imprevisto.  Para um melhor amigo, nada é algo que não tenha solução.

É a tal fidelidade masculina. A sinceridade para criticar, divergir ou reclamar é muito mais presente no nosso meio. Temos uma liberdade de opinião que é essencial para a construção de nossas vidas. Sem um grande amigo, o homem, qualquer um que seja, estará perdido.

Porém, ainda pecamos. Não na falta de valorização das amizades. Mas sim, na perda de tempo e de coragem para expressar esse sentimento.

E não há por quê.

Um brinde ao amigo que não perde a oportunidade de dizer que te ama

Compartilho: não perca tempo. O melhor está nessas declarações sinceras.

Deixe o preconceito estúpido de lado.

Todo homem merece ouvir — e falar — um eu te amo para o melhor amigo.

Não cometa esse erro.

Aproveite a vida para isso.

Nota do editor: a foto do post é da minha despedida de Cuiabá (MT). No meio da noite, de surpresa, colocaram um vídeo no telão. Ouvi um "eu te amo, cara". Lembrei do amigo que se foi. E dei esse maravilhoso fiasco.

Mecenas: www.chivas.com

Link YouTube | Trailer de "A Verdadeira Amizade". Já em cartaz!

Conheça "A Verdadeira Amizade", filme que celebra esse sentimento que tem tudo a ver com a marca e o PapodeHomem.Trata-se de uma celebração de Chivas aos bons amigos que não deixam de compartilhar e festejar os melhores momentos com a melhor das bebidas. 

O filme completo está disponível on-line


publicado em 03 de Novembro de 2011, 06:07
File

Fred Fagundes

Fred Fagundes é gremista, gaúcho e bagual reprodutor. Já foi office boy, operador de CPD e diagramador de jornal. Considera futebol cultura. É maragato, jornalista e dono das melhores vagas em estacionamentos. Autor do "Top10Basf". Twitter: @fagundes.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: