Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

O problema é a referência

Em um bar, na mesa que estava ao meu lado, ouvi algo que me assustou. Ao serem servidos os copos de chopp, um rapaz pergunta ao garçom:

"Ei, amigo, por acaso você sabe quantas calorias tem um copo desses?"

O garçom, polido e parceiro, como deve ser, levou na esportiva e respondeu amigavelmente que não sabia. Mas poxa, como um cara senta em uma sagrada mesa de bar e fala um despautério desses?

Analisando detalhadamente a situação (ou seja, bebendo mais), pensei que a culpa não era daquele pobre afeminado, e sim das imagens com as quais ele convive. Infelizmente, vivemos em um mundo onde os galãs da televisão e cinema não são mais símbolos de masculinidade, mas de algo politicamente correto, fruto da orientação de um gerente de imagem "altamente qualificado".

Podia ter só mudado o vestuário, não?

O resultado é um Richard Gere vegetariano, um Tom Cruise cientologista e comedor de placentas (depois disso, ele morreu pra mim!) e um Gianecchini garoto-propaganda do Shopping Pintos... Tá tudo errado!

Bem diferente dos tempos de Elvis Presley, Marlon Brando, James Dean. Verdadeiros homens (ui!), que faziam o que queriam, praticavam o politicamente incorreto e, mesmo assim, moldavam mentes jovens, marcavam sua época e – o mais importante –pegavam todas as mulheres que queriam!

O que falar de um Frank Sinatra, que além de mestre da música, era abertamente beberrão, mulherengo e envolvido até os dentes com a máfia? Gênio.

Al Pacino e Robert De Niro são dois dos últimos sobreviventes desta safra. Você não vê o De Niro saindo de uma clínica de estética ou o Al Pacino tomando iogurte light e fazendo compras pelas ruas de Beverly Hills. Simplesmente porque esta não é a natureza do homem, isso não está certo!

Recado de Al Pacino para Ricky Martin e seu novo livro ("Eu"), belo exemplo dessa nova geração de homens vaidosos.

Vivemos em tempos caóticos. Homens leem revistas de saúde, fazem drenagem linfática, peeling e ficam imunes a humilhação e depreciação coletiva que isso deve gerar.

Portanto, seja homem, dê-se ao respeito e dê uma porrada em seu amigo caso ele pergunte quantas calorias tem um copo de chopp. Faça isso por ele, por você e todos os homens que ainda pedem aquela porção de torresmo bem servida no boteco da esquina!

Rupert Everett e Robert de Niro: a diferença entre aceitar ou não as rugas.

publicado em 16 de Fevereiro de 2011, 13:54
44f5cf4080a03fec6787de04ee5f9055?s=130

Luiz Gallo

Filho do seu Walter e da dona Leni, Luiz Gallo (@luiz_gallo) é jornalista, roteirista, odeia pés e não dispensa uma cerveja gelada num barzinho de esquina. Aqui no PdH dispara textos na série "Entre umas e outras".


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura