Perguntas sobre política que ninguém pode responder por você

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

 

Perguntas simples e cascudas aparecem para todo mundo nesta época. Daí o sujeito reflete com as poucas informações que tem e encontra uma resposta.

 

yahoo

 

Na primeira verbalização ela se mostra frágil. Ele então pergunta em mesas de almoço, trabalho e bar e recebe três respostas radicalmente diferentes de três pessoas que admira profundamente. Apela para a timeline do Facebook, pergunta para os seletos amigos que já estão no Ello, joga pro mundão no Yahoo! Respostas. Nada resolve. E a Eleição taí.

 

Só resta apostar na intuição. Mas ele percebe que sua intuição política está destreinada. Foi ativada tão pouco nos últimos quatro anos que não consegue responder nem as perguntas mais simples. Ela, que seria a única solução numa fração de tempo tão curta, decepciona. E ele finalmente vai, mais uma vez, em pleno 2014, abraçar a opinião de um amigo bem informado - o que parece ser o mais lúcido em meio à tanta ofensividade, para votar com o pau dos outros, sem tesão nenhum.

 

Se você se enxergou nessa pequena história (mesmo que parcialmente, já que a parte das três redes sociais em sequência acabou ficando muito ficcional), faz sentido continuar lendo. Se está totalmente seguro com suas escolhas e não se identificou com nenhuma palavra deste texto até agora, você é um privilegiado e não precisa continuar.

 

Tempo para pensar.

 

Mais alguns instantes.

 

Esse filtro rápido vai aumentar as chances de você gostar do que vamos compartilhar agora e diminuir as chances do post parecer propaganda.

 

Fomos convidados para escrever aqui no PapodeHomem por causa de um projeto que lançamos recentemente: a Newsletter Incancelável. É um serviço simples que parece fazer sentido para uma boa galera: uma newsletter mensal com as notícias mais relevantes sobre seus candidatos, durante os quatro anos de mandato. Presidente, Governador, Senador, Deputado Federal e Estadual.

 

A intenção é aproximar as pessoas dos seus votos antes e depois do processo eleitoral para criar um ciclo de envolvimento político mais longo. Acreditamos que esse fluxo de informação disciplinadamente constante - com conteúdos vindos de diversas fontes em diferentes momentos, pode ajudar cada um a construir uma consciência política mais independente e a votar cada vez melhor.

 

Uma pergunta que aparece é: mas quem faz a seleção das notícias? Ninguém. Ela é feita através de uma ferramenta de monitoramento que não é de direita nem de esquerda: o Newsmonitor, que conta com uma inteligência algoritmica que vasculha mais de 50 mil sites diariamente, coletando e ranqueando mais de 5 milhões de notícias por mês. Esse sistema, que está em constante aprimoramento, será o responsável por selecionar automaticamente os conteúdos mais relevantes sobre cada candidato e enviar para você.

 

Outra pergunta que aparece é: devo mesmo colocar meus votos numa plataforma digital? Você que sabe. A informação nunca será usada para nenhum fim que não seja o envio da newsletter. Mas se você quer garantir que jamais, em hipótese alguma, em nenhum lugar do mundo alguém vai ficar sabendo das suas intenções de voto, é melhor evitar. Tem hacker pra tudo nesse mundo.

 

Se te parece interessante, só assinar aí: newsletterincancelavel.com.br

O projeto foi criado e desenvolvido pela agência da qual eu faço parte com o Newsmonitor, que é um dos nossos clientes. Foi inspirado na nossa própria incapacidade de fazer boas escolhas e acompanhar nossos candidatos. E impulsionado pela nossa vontade de contribuir de alguma maneira com esse ingrato processo.

 

Através dessa e outras tantas iniciativas recentes para aproximar cidadãos da política, espero que tenhamos em nós cada vez mais informações para serem processadas e cada vez mais conhecimento para ser aplicado no dia onde todos escolhemos juntos o futuro menos pior.

(Eu, auto-humilhado pela vulnerabilidade das minhas convicções, tirei dessa experiência a vontade de apurar minha compreensão política até um ponto em que nenhuma urna vai conseguir me pegar de surpresa.)


publicado em 05 de Outubro de 2014, 05:30
File

Tiago Pereira

Trabalha entre amigos na LiveAD, onde é diretor de criação.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: