TPM não é mais desculpa pra sua namorada! Boas notícias de uma garota meditante

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Eu sempre me considerava uma grande vítima da TPM, já que apresentava todos os sintomas característicos: uma vez por mês, chegava aquela fatídica época em que os impulsos (geralmente negativos) eram tão fortes que muitas vezes eu não conseguia controlar.

As pessoas mais próximas a mim já sabiam: “Sai de perto que ela está com TPM”. Eu era a legítima chata.

Apesar de ter vivido os chiliques típicos, tenho percebido com a meditação que a TPM só brota se determinadas condições estiverem colocadas. Caso contrário, ela simplesmente deixa de existir.

meditation-time
Por que você acha que colocaram uma mulher nessa clássica capa da Time Magazine?

É claro que a TPM está aí, não podemos negar a significativa alteração dos hormônios, que resulta numa vontade aparentemente incontrolável de xingar o mundo e de chorar ao ver comercial de margarina.

A questão biológica é fato: o corpo da mulher passa por um turbilhão de transformações. Tanto é que, nos EUA, está prevista a atenuação da pena de mulheres criminosas, se comprovado que o crime foi cometido em tempos de tensão pré-menstrual. Porém, a TPM não passa de uma fase de impulsos mais fortes, e impulsos podem ser controlados.

Quando a justiça americana souber dos efeitos da meditação, vai colocar as criminosas para meditar! A meditação é uma prática que basicamente nos ajuda a desacelerar. Desacelerar a mente, o corpo e as energias. Ao desacelerar tudo isso, criamos uma zona de liberdade perante os eventos que surgem e essa liberdade nos permite fazer escolhas.

É como numa pista de corrida: se os carros desaceleram, conseguimos ver detalhes de sua lataria, conseguimos ver os adesivos colados, o piloto, e assim podemos escolher por qual carro torcer ou até entrar em um deles. Ao passo que, quando acelerados, só os vimos passar, um atrás do outro, freneticamente.

Desacelerando a mente e o corpo por meio da meditação, passamos a desenvolver a liberdade de não responder a todo o impulso ou estímulo que aparece. No período de TPM, quando ficamos mais reativas, tal habilidade é essencial.

mulheres-tpm
Mulheres compartilhando um outro remédio contra TPM

Uma mulher meditante, ou com alguma prática espiritual, vai se dar conta que, uns dias antes da menstruação, o tom de voz do marido a está irritando. Mas como pode irritar agora, se há uns dias atrás era a voz mais linda do mundo? A mulher vai dar uma risadinha de sua ingênua inconstância, e percebe que não há nenhum sentido em obedecer ao impulso de fazer cara feia.

Enquanto uma mulher que nunca meditou ou que não tem nenhuma prática espiritual pode eventualmente se dar conta do impulso negativo, só depois que já bateu bem forte a porta do quarto. Aí já está feito o estrago.

Ao que parece, as mulheres não são as únicas com tensões. Está certo que, além de tantas outras tensões, elas ainda têm o “bônus” da pré-menstrual, mas os homens não parecem sofrer de poucas aflições e emoções perturbadoras. Se todos os seres humanos são afetados por alguma forma de "TPM", a meditação pode ser um bom remédio para todos. Afinal, impulsos desse tipo, se mal administrados, prejudicam tanto a pessoa afetada como os seres ao seu redor.

Já que o nosso objetivo de vida básico é o de evitar o sofrimento e ser feliz, parece bastante razoável sentar numa almofada e meditar alguns minutos por dia, não? Todos se beneficiarão: quem medita e as pessoas em volta.

Em último caso, se você for um homem sem muitas aflições, pode meditar para entender e ter mais paciência e compaixão pelas mulheres. ;-)

Quanto mais se medita, mais os impulsos vão perdendo força. Assim sendo, os dias da TPM estão contados! Ela não é mais desculpa para bater portas e sair por aí gritando.

Seria o paraíso para homens e mulheres.

Matthieu Ricard no TED: "Gostamos do nosso sofrimento porque é bom demais quando ele cessa por uns tempos" ;-)

Imprima isso e eduque sua namorada na Arte Anti-TPM

Então, por onde começamos? É simples assim, olha:

1. Sente numa almofada. Deixe os joelhos próximos ao chão. Mãos na perna com as palmas para baixo. Procure manter a coluna ereta. Fique relaxada em completo repouso. A posição deve ser confortável e cada vez mais imóvel. A respiração deve ser natural.

2. Deixe os olhos entreabertos. Comece com o foco na sua respiração: ar entrando e saindo.

3. Quando a mente vaguear (e isso vai acontecer várias vezes) simplesmente retome o foco, quantas vezes for necessário. Faça isso por 10 minutos.

4. Amplie sua percepção: em vez de focar só na respiração, fique aberta para o que acontece ao seu redor. Escute as buzinas, os pássaros, o som alto do vizinho. Apenas escute. Evite que sua mente interaja com esses estímulos. Interagir com o estímulo seria assim: você escuta uma música tocando lá longe e começa a lembrar daquela noite... Caso isso aconteça, o que é muito provável, não há nenhum problema, só perceba o fato. Apenas perceba. Faça isso por 10 minutos.

garotamed
Não, não é bem assim a postura. E você pode fazer em casa mesmo.

5. Você perceberá que sua mente se dispersa para todos os lados. Tenha paciência e persistência. Entenda que sua mente vagueia porque há pensamentos correndo desordenados ali. Ela é como a pista de corrida: os pensamentos são os carros que passam freneticamente e nem percebemos. Na meditação, você percebe o caos dos carros e continua assistindo a corrida, como um telespectador. Não desligue a TV. Deixe o filminho acontecer.

6. Depois dos 20 minutinhos, visualize pessoas queridas ou não tão queridas e deseje do fundo do seu coração que essa pessoa se afaste do sofrimento, supere seus condicionamentos e possa ser verdadeiramente feliz. Para mim isso soava muito piegas, forçado. Mas quando você faz isso algumas vezes, não é que alguma coisa acontece e você passa a olhar o mundo com outros olhos? Pratique, experimente, teste. Nossas tensões diminuem automaticamente quando olhamos o mundo com compaixão e generosidade. Mas precisamos treinar esse olhar. Treine seu olhar por mais 10 minutos.

Pronto. Só isso. Simples assim. Com o tempo, você pode passar 15 minutos em cada etapa. Treine seu olhar com regularidade e veja a diferença quando as aflições surgirem.

Agora, meus queridos, vocês já sabem o que dizer para suas parceiras em dias de TPM.

Dê uma boa almofada de presente, leve-a para algum centro de meditação ou apenas dê o exemplo: pegue você mesmo uma almofada e deixe-a surtar em volta de sua postura imóvel.

P.S.: Eu não poderia deixar de colocar aqui a definição de TPM que circula pela Internet, afinal dar risada é bom para combater as tensões... A última definição é a melhor!

Todos os Problemas Misturados
Tendências a Pontapés e Murros
Temporada Proibida para Machos
Tente no Próximo Mês
Tenha Paciência, Meu
Tempo Para Meditação ;-)

publicado em 29 de Setembro de 2009, 09:56
File

Stela Santin

Stela Santin é uma catarinense sagitariana que adora chimarrão. Acha a vida extremamente intrigante e desafiadora. De resto, nem vai dizer do que gosta ou o que é, porque amanhã já mudou tudo. Pouco confiável.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: