A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Tudo é caro ou eu que sou pobre? (com uma dica matadora para comprar móveis mais baratos)

Como funciona a precificação dos produtos para casa e como encontrá-los mais baratos

2016 começou com aquela crise instaurada na cabeça de todo mundo, vindo desde 2013. A especulação imobiliária detonou todas as nossas esperanças de comprar um imóvel. Outras formas de especulação começaram a surgir em torno do desequilíbrio do governo em geral, e isso elevou os preços de muitos produtos, dos eletrônicos até o feijãozinho.

Será que estou no fundo do poço, pobre e sem rumo?

Não cara, o problema não é só você. E também não é tudo que você vê que é caro. Além disso, não é tudo pela crise, alguns preços abusivos são opcionais.

Sanar algumas dúvidas sobre o preço, custo inicial e final de produtos pode ajudar a pensar em soluções.

Quero decorar meu apartamento, mas me sinto pobre

Pois é, eu também.

É uma coisa comum sentir-se pobre ao entrar naquelas lojas onde os produtos para casa são lindos, todos feitos com um super cuidado de babar. Você deve se perguntar “porque raios tudo é tão caro? Eu tenho mesmo que pagar R$9.000,00 em um sofá?”.

De acordo com a resposta dos donos de diversas lojas, sim, você tem sim que pagar R$9000,00 em um sofá que ele pagou R$1.350,00, e sabe por quê? Porque ele quer e muitos pagam. Vou tentar explicar a lógica deles.

Normalmente, uma loja de “luxo” aluga um local de prestígio, trazendo um valor fixo de aluguel mensal exorbitante. Isso para que o seu público, que circunda esses locais possam olhar seus produtos selecionados. Logo depois há a decoração da loja, provavelmente feita por um profissional que também irá cobrar um valor exorbitante. As fábricas agora vendem a estes lojistas produtos a preços válidos, alguns até bem baratos e de qualidade. A imagem abaixo faz entender o que assusta na situação.

em todas as lojas aplicam margens de lucro gigantescas, mas sim, o inicial é de 3x a 3,5x o valor do produto de fábrica, dessa forma alguns produtos ficam caros, mas claro, não podemos deixar de pensar no tal local que a loja se instala, e o público que ela quer atingir.

Isso acontece com a maioria dos produtos do mercado, sejam quais forem.

Legal! E o que eu faço para comprar mais barato?

Bom, milagres nessa área ainda não encontrei, mas existem coisas que vocês devem saber para ajudar a comprar mais barato.

Eu entro aqui. Vou contar como manter a qualidade de um produto - no caso, mobiliários em geral - e pagar um preço mais em conta.

É dessa forma que conseguimos ter os dois. Manipular os preços das lojas é impossível, mas claro, sempre há a negociação. Esteja disposto a pagar um valor, tenha ele em mãos e vá à luta.

Saiba que você pode negociar, as margens são bem grandes, tem que insistir bastante, e claro, pedir produtos alternativos, pois a maioria que está exposta são os mais caros, pois aí o cliente gosta e leva.


publicado em 30 de Junho de 2016, 16:08
Pdhfoto nova

Walter Barroso

Arquiteto, Urbanista e Designer, fez primeiro engenharia, depois se formou em gastronomia e finalmente se encontrou como Arquiteto. Ama tudo que é minimalista. Mais sobre ele você pode ver no seu website, Instagram ou Facebook.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura