Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

[18+] Bom dia, Eliza Sys

-- Onde você vai, Eliza?

-- Não quero te contar.

--  Quando vai voltar?

-- Eu preciso de novas memórias, papai.

Link Vimeo

-- Teria sido suficiente para lembrar um abraço.

* * *

Não sei dizer se é pela boca ligeiramente carnuda, pelo olhar profundo que quer fazer com que tudo em volta queime, pela franja que lhe escapa ligeiramente sobre os olhos, pela semelhança com Eva Green ou se pela sua falsa magreza, mas há algo de muito brutal em Eliza Sys. É como se ela soubesse ser soberana sem fazer o menor esforço. Um quê de mandona, de dominadora, que é capaz de botar qualquer um no chão sem ar num único gesto.

Belga. Oitenta e nove de busto, 90 de quadris, 61 de cintura. Tudo espalhado por um 1,80 m de exatidão diabólica. Eliza é como se alguém um dia decidisse traduzir a melhor das melhores pauladas já feita pelos Stones. É -- sem ser -- a grande composição escrita pelos Glimmer Twins.

Mais poderosa que qualquer riff que Keith Richards tenha tirado em sua Fender Telecaster por todas essas décadas.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
xenia07-1

Boa semana a todos.


publicado em 23 de Junho de 2014, 07:00
Eu1 perfil jpg

Rafael Nardini

Vive de escrever bobagem. Torcedor de arquibancada, fake de músico e curioso na cozinha.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura