A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

[18+] Bom Dia, Jennifer Oliveira

A Jennifer foi fotografada pela Olivia Villegas

Nota editorial: estamos em busca de Bom dias com homens e com mais diversidade de corpos e peles — aqui explicamos em mais detalhes o contexto atual da série, suas origens, obstáculos e nossa visão de futuro para ela. Se você é fotógrafo(a) ou tem um ensaio que deseja publicar, fale conosco pelo jader@papodehomem.com.br .

* * *

Conheci o trabalho da Olivia Villegas nas redes socias. Nunca tinha feito esse tipo de trabalho e simplesmente me encantei pelas fotos. Então, resolvi procura-lá.

A princípio tive bastante receio do que as pessoas pensariam, do que eu pensaria, de como me sentiria assim, quase nua na frente de uma pessoa que nem conhecia para fotos que qualquer um poderia ver. Resolvi arriscar, mesmo após uma gestação, o que faz a aceitação do seu próprio corpo ficar ainda mais difícil. E foi prazeroso demais! Me senti totalmente livre, sensual.

Minha cabeça foi para outro lugar, eu me entreguei. Ao ver o resultado, minha autoestima melhorou, me senti livre das críticas. Deixei de ser eu para o mundo e fui ser só eu. Fiquei tão satisfeita em me ver ali, em ver o que realmente sou e resolvi repetir a dose. Acho que toda mulher deveria se dar a oportunidade de se enxergar com os próprios olhos e não com os olhos do mundo. Ver que cada uma tem sua beleza e que pode ser revelada com toda delicadeza que ela merece. Sim, é sutil a linha que separa o vulgar da mulher que quer exaltar o corpo para conquistar os homens, por isso é preciso uma coragem extra pra se expor desta maneira e sua verdadeira intenção: se amar antes de tudo.

Boa semana a todos.


publicado em 18 de Janeiro de 2016, 00:05
Jennifer  020

Jennifer Oliveira

O significado do meu nome também diz muito sobre o que as pessoas enxergam em mim. Sou Jennifer: clara e suave. Tenho 22 anos e um filho de 2. Acredito que uma amizade deve ser conquistada e cada um sabe o que realmente importa na construção do seu caráter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura