5 esportes de aventura que você deve tentar

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Histórias de aventuras sempre me trazem uma sensação de “eu queria estar lá”. Relatos como dos parceiros do Gitti na Subida de Monte Crista inspiram e trazem a gota de vontade que falta para levantarmos da cadeira e criarmos nossa própria experiência de engrandecimento.

Encontre o seu desafio

Trilha em lugares exgtremos: soa muito interessante, mas ainda conseguimos as mesmas sensações em situações menos complicadas

Preparei uma lista de esportes simples que podem se tornar desafiadoras o suficiente para trazer a realização necessária de um bom desafio.

Esportes de aventura que sem muito gasto, e sem a necessidade de habilidades físicas ou técnicas, você pode facilmente tentar, e por fim ser o protagonista de sua própria história. Se você acha a experiência de se exercitar um pouco vazia, talvez goste de adicionar um pouco de emoção.

Trilha

É um dos esportes de aventura mais simples e prazerosos que existem. Não exige habilidade, e pouquíssimo condicionamento físico. Torna-se cada vez mais desafiador quando você encontra trilhas que levam a lugares altos com pequenas subidas mais íngremes aonde é preciso escalar e forçar um pouco mais os seus limites.

Fazer trilha é um ótimo exercício de aventura onde o grau de dificuldade muitas vezes é baseado nas escolhas do próprio praticante. Não tem muito segredo. Na grande maioria das cidades, basta você dirigir 30 a 40 minutos que já está próximo a alguma mata/montanha onde exista uma trila. Assim como no exemplo de Monte Crista, basta juntar alguns amigos e adentrar a mata. Pesquise um pouco sobre trilhas conhecidas ao redor da sua cidade.

Geocaching

Geocaching é brilhante. Trata-se basicamente de uma caça ao tesouro. Com a ajuda de um GPS, você busca encontrar um determinado “Cache”, normalmente um compartimento resistente a alterações climáticas (ex: tupperware) com um livro de registros e alguns objetos deixados para troca (canetas, chaveiros, moedas).

Com a ajuda de um GPS ou um smartphone que tenha a funcionalidade, você pode encontrar um cache próximo, de preferência que não seja urbano. No site oficial, você encontra uma busca sobre Caches ao redor do mundo, muitos deles divididos por níveis de dificuldade.

No Geocoaching, isso aqui é "tesouro"

Outra aventura é criar o seu próprio Cache, no Geocaching Brasil tem algumas recomendações de como criar um Cache para iniciantes. O ponto alto do Geocaching é servir como porta de entrada para outras aventuras. Muitos Caches possuem indicativos de que podem ser executados de formas diferentes, como por exemplo, utilizando bicicleta, natação ou escalada, não sendo necessário executar a trilha a pé. Se supere e cumpra desafio de uma forma diferenciada.

Ciclismo em trilhas

No mesmo espirito das trilhas, mas dessa vez com uma bicicleta. É muito simples encontrar horas de diversão e desafios. Além dos óbvios benefícios físicos, pedalar longas distâncias nos trás uma sensação de felicidade e conquista.

Como pedalar exige um esforço moderado (dependendo da trilha), podendo ser praticado por qualquer tipo de pessoa, dos mais variados tipos físicos, pedalar montanha acima (ou abaixo!) acaba sendo um ótimo ingrediente para um adicionar um pouco de emoção e velocidade no seu final de semana.

Ciclismo em trilhas fica bem mais fascinante quando eliminamos algumas limitações pessoais que adquirimos na sociedade moderna. Quando estamos dispostos a passar na lama, descer ladeiras, atravessar a mata, tudo se torna mais desafiador.

Se encontrar um córrego para cruzar com sua bicicleta na mão, a coisa fica ainda mais bonita. Toda a aventura se torna uma experiência de vida no ponto em que nos desprendemos de algumas amarras pessoais e passamos a aceitar o que vier pela frente.

Parkour

Ao contrário do que a mídia explora, esta é uma atividade simples e instigante. Desafios são encontrados em qualquer lugar, onde grande parte da diversão pode vir de jogos imaginários contra você mesmo. Tudo que você precisa para se divertir é o animo de levantar do sofá e tentar.

Você não vai saltar de prédios, muito menos brincar de saltos mortais por ai.  A beleza do parkour está em buscar um desafio cada vez maior. Se para você é um banquinho na pracinha, depois um pequeno muro do lado de casa, tentar saltar cada vez mais longe em linhas marcadas o chão, até pedras e troncos em uma trilha.

O Parkour pode não ser necessariamente feito em lugares altos e perigosos, mas garanto que a sensação boa é a mesma, até no chão

O Parkour de verdade é praticado bem próximo ao chão, nada daqueles saltos hollywoodianos. Com a grande popularização do Parkour é muito fácil encontrar informações sobre como começar e fazer tudo com o cuidado e a segurança necessária.

Parkour pode ser de alto nível técnico ou uma ferramenta para boa diversão e aventura, dependendo apenas do gosto que se toma pela coisa. Mas tudo começa com simples saltos no quintal de casa, podendo se tornar uma grande paixão por transformar o mundo no seu novo playground.

Camping

Talvez não sendo visto diretamente como um esporte de aventura, mas é o ponto máximo do desprendimento social e abstenção das facilidades cotidianas. Acampar não exige nenhum tipo especifico de habilidade, mas te força a melhorar como homem para superar todas as necessidades.  O processo de amadurecimento através do camping acontece de forma dura, impiedosa e direta.

Sem os mimos que a sociedade moderna nos oferece. Somos forçados a criar um forte senso de organização para que tudo ande bem. Em grupos, um senso de hierarquia é criado naturalmente. Características pessoais são evidenciadas a todo o momento. Quanto mais dificuldades aparecem mais claro você consegue enxergar através da casca de cada um. Quer conhecer um amigo? Acampe com ele.

A dificuldade também aproxima, unifica o grupo. Amigos que acampam costumam adquirir um forte senso de companheirismo. Todos compreendem que o bem estar geral depende da cooperação de cada um, mesmo que os mais mimados que não entendam isso logo de inicio, costumam aprender de forma dura. A noite fria e a fome nos fornecem momentos ímpares de introspecção. Revemos todas as nossas atitudes repetidamente.

É comum recebemos convites para acampar, quase todo feriadão alguém sai para se aventurar mata adentro, da próxima vez aceite o convite.

O Seguro morreu de velho

Por mais experiência que tenha, uma aventura é sempre uma primeira aventura

Não banque o Mané. Como aprendemos no filme 127 Horas, não importa o quão maduro e experiente você seja, imprevistos acontecem.  A tendência é que ao atravessar essa linha entre assistir ao Bear Grylls no A Prova de Tudo no Discovery Channel e criar sua própria história para contar para os netos, você se torne cada vez mais apaixonado pelo desafio, buscando ir cada vez mais longe e encontrando cada vez mais prazer. Misturar todas as atividades listadas em uma única grande aventura se torna inevitável. Para isso é necessário alguns cuidados.


  • Sempre se subestime – Você nunca pesquisou demais sobre o lugar onde está indo, você nunca sabe ao certo o que vai acontecer, você nunca tem certeza de quão seguro é. Pesquise sobre tudo, aprenda como solucionar pequenos problemas na sua bicicleta, se localizar no meio da mata, se torne um homem autossuficiente.

  • Avise para onde vai – Quando sair para uma aventura, deixe sempre alguém avisado para onde está indo e quanto tempo vai ficar fora. É muito importante que alguém fique de sobreaviso, essa pessoa é quem vai enviar o resgate caso você não volte no tempo programado.

  • Primeiros Socorros – Ralados são comuns, mas normalmente não representam nenhum perigo. Entretanto insetos podem causar alergias ou dores fortes de cabeça . Cortes causados por escorregões em pedras podem ser profundos. É sempre importante conseguir parar um sangramento ou isolar um ferimento de alguma infecção. Aquela tesourinha do kit também é útil para dezenas de outras tarefas.

Algumas dicas de sobrevivência com Bear Grylls, você pode precisar:

Link YouTube | Ótima fonte de informações pra se safar de empecilhos em uma aventura

Tudo deve ser feito com cautela. Pessoas totalmente sedentárias devem começar de leve, testando e se conhecendo. Os mais aventureiros devem lembrar que imprudência leva a acidentes. Devemos manter a calma e aprender a controlar a excitação pela aventura. Aprender a isolar os pensamentos nessa chuva de informações que passam pela nossa cabeça nesses momentos é chave de tudo.

E ai? Desafio aceito?


publicado em 28 de Outubro de 2011, 06:08
12596172 10153389055960906 1551523976 n

Alberto Brandão

É analista de sistemas, estudante de física e escritor colunista do Papo de Homem. Escreve sobre tudo o que acha interessante no Mnenyie, e também produz uma newsletter semanal, a Caos (Con)textual, com textos exclusivos e curadoria de conteúdo. Ficaria honrado em ser seu amigo no Facebook e conversar com você por email.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: