A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

5 esportes para dias com mais Sol

Verão, Sol, calor, férias, natureza. Cenário ideal para aproveitar a vida com os amigos e família praticando esportes, renovar as energias e começar o ano transpirando saúde.

A luz é um grande fator de motivação, porém mesmo nessa época do ano muitas vezes só ficamos livres da agenda no começo da noite. Mas e se saíssemos do trabalho às 19h e ainda tivéssemos algumas horas de Sol à nossa disposição?

No Sul do país, por exemplo, dependendo do dia, há luz do Sol até quase 21h. Pensando no que seria possível fazer com mais horas de Sol por dia, escolhi cinco opções de esportes agradáveis e de fácil execução para inspirar vocês nesse começo de 2011.

Link YouTube | Vale a pena acompanhar a garota surfista que aparece aos 1:43 do vídeo.

1. Escalada

É muito gostoso juntar a galera, acordar cedinho, caminhar por algumas trilhas no meio da mata e chegar numa pedra propícia à escalada.

A escalada exige força isométrica no corpo todo. Esse fator faz com que o corpo dos praticantes assíduos de escalada seja de músculos bem definidos. Existem diversos tipos de modalidades de escalada e cada pedra tem seu nível peculiar de dificuldade.

Para a prática da escalada é necessária a utilização de uma série de equipamentos específicos de segurança. Os principais são: cadeirinha, capacete, sapatilha, mosquetão, cordas, freios, grampos, chapeletas e magnésio. Mas calma, você não precisa ter todo esse equipamento pra vivenciar uma primeira experiência da escalada. Existem diversas empresas no Brasil que fazem passeios com escalada e a própria empresa cede esses equipamentos.

Há de se ter colhões pra essa prática.

Custo: o valor da escalada depende muito da região em que você se encontra e o trajeto que será necessário fazer até chegar ao local da montanha ou pedra. Na região de Bragança Paulista, interior de SP, é possível escalar com transporte e lanche por R$ 40,00.

2. Frescobol

Aproveitando a época de férias na faculdade, colégio e até mesmo as idas à praia com maior frequência aos finais de semana devido ao verão e calor, a prática de esportes na praia tornam-se mais comuns. O Frescobol é uma dessas práticas bastante agradáveis e de baixo custo. Exige apenas mais uma pessoa, um par de raquetes e uma bolinha de borracha.

Jogado geralmente na beira da água, o frescobol exige domínio da raquete e controle da força e da direção para enviar a bolinha ao adversário. Quando não se tem esse controle o maior cansaço se dá pela quantidade de vezes que se vai buscar a bola do que pelo jogo propriamente dito. Esse é um dos motivos pelos quais os praticantes preferem jogar com o pé na água, pois quando o outro manda uma raquetada errada, a bola bate na água e não vai muito longe.

Volta aqui, sua bolinha sapeca!

Claro que quem não está na praia também pode jogar frescobol. No quintal de casa, praça, parque, chácara, sítio, fazenda etc. Todos os finais de semana vejo pessoas jogando frescobol no parque Ibirapuera, por exemplo.

Pra quem acha esse um esporte fácil demais, vejam essa partida de nível profissional.

Custo: um kit com 2 raquetes e 1 bolinha é possível ser encontrado por R$25,00.

3. Corrida

A corrida é a minha preferida atualmente. A possibilidade de praticar em qualquer lugar, qualquer hora e não precisar nem mesmo de companhia são motivos pelos quais acredito que a corrida seja o esporte de melhor acesso. Os benefícios ao corpo e à mente e a possibilidade de correr na praia ou num lugar com visual privilegiado fazem da corrida uma ótima escolha para prática esportiva.

Taí um feito interessante, ser um dos malucos que aparecem na Globo correndo a São Silvestre.

Custo: o maior investimento será num bom tênis específico para corrida. Além da meia, bermuda e camiseta leves, mas isso acho que todos já possuem em casa. Nós homens ainda temos a vantagem de dispensar a camiseta em dias mais quentes. Podemos encontrar um bom tênis de corrida em lojas de materiais esportivos por cerca de R$ 300,00. Encontramos também tênis de corrida custando R$ 800,00, mas quem está só começando não tem a necessidade de investir tanto.

Agora, se você tem interesse de praticar com maior regularidade e até mesmo se arriscar em algumas provas de corrida que acontecem com grande frequência por todo o país, recomendo a busca por alguma assessoria esportiva que poderá auxiliar na progressão da sua capacidade física e desempenho na corrida com todos os cuidados necessários. O valor varia de acordo com o serviço que cada uma oferece, mas a maioria delas varia entre R$ 80,00 e R$ 120,00 mensais.

4. Vôlei de praia

Vôlei de praia é um esporte que gasta bastante caloria. Quanto maior o nível técnico dos participantes, maior é o gasto calórico, pois os duelos entre os pontos ficam mais longos e mais intensos.

Como prática recreativa é também divertidíssimo, principalmente quando junta a turma de amigos que estão hospedados todos na mesma casa super povoada, e mesclam-se homens e mulheres de diferentes estaturas entre as equipes. Nessa hora, o número de participantes se torna irrelevante (3x3, 4x4, 5x4...), o que importa é a diversão e a "queima" do excesso de álcool ingerido na noite anterior e do que ainda está por vir.

É impressão ou essa mocinha da direita está exalando mais testosterona do que o normal em uma dama?

Regras: que mané regras! Saca logo aí e conforme o jogo vai rolando as equipes vão discutindo se é ponto, dois toques, carregada, ou não. Afinal, discutir, ouvir e argumentar são formas de crescimento pessoal e aprendizagem.

Custo:


  • Bola de vôlei de praia: a partir de R$ 40,00.

  • Rede de vôlei de praia (não-oficial): a partir de R$ 30,00.

5. Surf

Taí um esporte que gasta bastante energia e define o corpo pra cacete. Osurf exige muita movimentação dos braços, força e equilíbrio do centro do corpo (região abdominal e lombar), e das pernas. É preciso também muita paciência e concentração para esperar as ondas boas e não se desgastar tentando pegar toda e qualquer onda que apareça.

Pra quem morre de vontade de surfar, mas nunca conseguiu nem mesmo ficar em pé na prancha ou só toma caldo quando tenta pegar uma ondinha, minha sugestão é a procura por uma escola de surf. Cada vez que vou ao litoral, em diferentes cidades, vejo mais escolinhas de surf. Acho isso muito legal pela divulgação do esporte e pela realização de pessoas que tem vontade de aprender a surfar, mas não tinham onde.

Se a praia que você frequenta tem onda, mas não tem escola de surf, fale para aquele seu brother que curte muito surfar e precisa levantar uma grana que ele está perdendo tempo.

R$10 que ela perdeu a parte de baixo do bikini depois dessa onda.

Outra dica que considero valiosa: se você nunca surfou e vai começar numa escolhinha, espere algumas semanas pra comprar sua prancha, pois além de não ser muito barata, deixar uma prancha ocupando espaço dentro de casa dá um trabalhão. Se for uma long então...

Custo:


  • Prancha de surf: a partir de R$ 300,00

  • Aula de surf: a partir de R$ 30,00 por aula.

Você é machão e não passa protetor solar?

Como trabalho orientando muitas pessoas, vejo que é bem comum homens não usarem protetor solar. Há muita informação e até um clássico vídeo sobre isso (lembram do Sunscreen?), mas muitos têm preguiça de passar, acham que tem pele de aço, que "não pega nada". Depois pedem para a namorada passar hidratante em cima da pele descascando.

A recomendação que deixo pra vocês que curtem aproveitar o verão para a prática esportiva é se hidratar e usar protetor solar. Sem frescuras, sem querer dar uma de super homem, apenas olhe para sua namorada se lambuzando e aprenda.

--

E você, já praticou qual desses esportes? Qual desses te inspirou mais para praticar? Qual atividade faria se tivesse mais horas de Sol por dia?

Oferecimento: Sundown

Entre na fanpage deles para participar de várias promoções: www.facebook.com/SundownBrasil


publicado em 16 de Janeiro de 2011, 11:56
Aac4aa4e0dff44264d36036023539294?s=130

Fábio Bergamo

É personal trainer e mestre em educação física pela USP. Põe a culpa nos amigos e mulheres por não conseguir treinar para o triathlon que sonha em fazer. Responde por @fbergamo no Twitter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura