Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

8 palavras e 1 luz: um exercício de linha de raciocínio

Uma atividade ágil, uma dinâmica que pode afrouxar essas nossas travas do pensamento escrito

É um truque. Uma mapinha de associação. Funciona assim: tens que escrever sobre um tema amplo.

- Começa a pensar no papel sobre ele, coloca as palavras que te vieram na cabeça. (em vermelho na imagem)

- Percebe que a gente sempre é óbvio no começo. E que a música é sempre Sarajane (vamos abrir a roda, enlarguer)

- Tens 8 palavras no papel? Começa a fazer ligações entre elas. (em verde na imagem).

- O tema vai ficando menos abstrato. Teu caminho ganha um possível trilho. (foi o tempo, tempo, mano velho que me ensinou a importância do trilho. até pra gente sair dele de vez em quando).

- Depois que a gente fica craque nas 8 palavras pode se aventurar por caminhos mais longos.

Assim:

Lenços.

Tá na moda.

(Oi? Sério? Tenta de novo.)

São elegantes.

(Adjetivos prejudicam a comunicação. E carajo, isso não é informação. )

Existem desde 280 aC.

Os guerreiros chineses usavam o pano para proteger o pescoço.

São feitos de todos os tipos de pano.

A família real portuguesa desembarcou no Brasil usando lenços de seda na cabeça. Moda na Europa? Piolho. Um surto atacou o navio e homens e mulheres foram obrigados a raspar a cabeça. Seda era o único tecido que não machucava o couro cabeludo debaixo do sol desta parte de baixo do Equador.

Careca. Câncer. Quimioterapia.

Mulheres que fazem quimioterapia ficam carecas e usam perucas ou? Lenços.

Existe uma Ong que arrecada vestidos de seda pura e os transforma em lenços que posteriormente são distribuídos em salas de quimioterapia de hospitais públicos.

Esta vai ser a espinha dorsal do texto.
Tu pode até comentar que é elegante e está na moda.
Mas vai ter mudado um pouco o mundo.

E é só pra isso que a gente escreve. Lembra?

Fui muito odara? Te confundi? Te expliquei? Me conta.

* * *

O exercício acima foi proposto pela Cris Lisbôa, a garota por trás do Go, writers, a escola itinerante de criação e escrita que eu comentei com maior afinco na semana passada.

São conversas sobre o processo criativo, produção efetiva de textos, sugestões de caminhos. Dias de palavras, comida e um ataque de risada ou dois. Utilizamos o famoso desmanual de escrita, um caderno de exercícios e inspirações produzido especialmente para o curso. É pra sair delicado e inquieto. Pronto pra mudar o mundo mais um pouquinho.

Façam o exercício. Voltem pra contar. Espaço livre nos comentários pra quem quiser publicar, texto e linha de raciocínio. A gente vai adorar ler. 

E vai ter curso do Go, writers no PapodeHomem!

Nossa casa, em São Paulo, vai ter a honra de receber um curso especial do Go Writers agora em novembro, no dia 26, uma quinta-feira que promete calor, suor e sorrisos. Com vocês, a fala da própria Cris Lisbôa:

O Go, writers é um curso de criação e escrita feito pra quem precisa provocar faíscas com palavras. O PapodeHomem é um espaço onde os moços falam. E ouvem.

A ideia aqui é a soma: uma versão especial do curso, na sede do maior veículo digital masculino independe do país. Homens e mulheres na mesa, conversando sobre processo criativo, técnicas de escrita e exercícios para deslocar o coração até a ponta dos dedos.

O conteúdo é o equivalente ao módulo 1 do curso, a turma tem apenas 14 alunos, o desmanual da escrita é customizado manualmente, o valor é especial: R$ 290 (+ taxa do sympla) em até 10 vezes no cartão de crédito. Uma bolsa integral será dada a um professor do ensino fundamental da rede pública – basta mandar e-mail para renata@gowriters.com.br.

A cerveja, o choro e o riso são livres.

Tu vens? Tomara.

Inscrição

A inscrição é feita no site da Sympla. Lá também tem todos os dados do que o curso oferece, qual material vai ser entregue e o que é preciso levar no dia.

Onde?

Aqui na sede do PapodeHomem, na rua Monte Alegre, 1370, Perdizes - SP. Fica pertinho da PUC São Paulo.

Quando?

Dia 26 de novembro, uma quinta-feira, das 20h às 23h. 

Com quem?

A professora deste curso é a Cris Lisbôa. Jornalista, escritora e bordadeira. Foi diretora de redação das revistas Vice Brasil, Simples? e Noize. Assinou reportagens em publicações como Rolling Stone, Uma, MTV e SuperInteressante. Como redatora publicitária, fez trabalhos para Johnson & Johnson, Nike e Oi.

Atualmente, ministra aulas fixas de escrita em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre, além de treinamento sazonal em empresas como RBS e Unimed. Tem seis livros publicados, utiliza sem parcimônia os polegares opositores, adora a palavra pirilampo e, de quando em quando, monta bibliotecas públicas em cidades que mal constam em mapas.

Vem, gente.


publicado em 23 de Novembro de 2015, 00:15
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura