A igreja mais sinistra do planeta fica na República Checa

A capelinha St. George quer atrair turistas com "fantasmas"

Ninguém mas estava interessado na pequena igreja St. George, em Lukova, na República Checa. Mas precisaria ser meio maluco (ou gótico demais), já que boa parte do teto veio abaixo em 1968 para não ser refeito.

O artista local Jakub Hadrava sabia disso. E decidiu levantar a bola da igrejinha construída em 1352. Sim. Bons séculos atrás.

E que maneira mais única de chamar a atenção senão pela estranheza e pelo medo? Jakub encheu o lugar de "fantasma", numa representação, diz ele, dos soldados alemães que frequentavam o centro religioso antes da Segunda Guerra Mundial. 

A visão tem chamada a atenção, não há como negar. Ao Daily Mail, Petr Koukl, que comanda a igreja de maneira voluntária, garante que há visitantes de toda parte do mundo. Brasileiros, inclusive.

"É um belo prédio com pilares originais do século 14".

E cheios de fantasmas, certo?


publicado em 19 de Setembro de 2015, 16:00
Eu1 perfil jpg

Rafael Nardini

Vive de escrever bobagem. Torcedor de arquibancada, fake de músico e curioso na cozinha.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura