Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Apimentadas: qual a sua foto preferida?

Apimentadas surgiu de uma mistura interessante. Sempre fui fã do célebre romance de Álvares de Azevedo Contos na Taverna, reunião de muitas facções do erotismo numa narrativa não-linear, autêntica e enigmática por natureza. Não sou a favor dos clichês, fotos em pose de soldadinho de chumbo, muito menos de “Será que isso existe?”.

Ao olhar uma foto, quero pensar que aquela guria é a girl next door, que pode ser encontrada em qualquer canto da vida, que é acessível. Pode ser piração minha, mas acho isso muito excitante. A mistura desse sentimento de "Nada é impossível", presente na literatura do romancista brasileiro, combinada com um tom sutil de “Estou pronta pra ti” criou as bases do Apimentadas.

Hoje o Apimentadas começa a fazer parte do PdH Labs, braço de criação de novos projetos do Papodehomem. Isso vai contribuir em muito para que a seleção de cada dia seja vista por mais pessoas. Beleza precisa ser vista, beleza precisar ser vista, beleza precisa ser vista. O Apimentadas segue essa linha sem pretensões exorbitantes, mas com a certeza com a vontade de ter uma fodástica curadoria de fotos.

De uma seleção de quase 200 fotos, eu tenho as minhas preferências, ainda que seja muito complicado escolher algo diante de um arquivo longo e apetitoso.

Vamos fazer um trato: eu aponto as minhas 5 preferidas (listada sem ordem de preferência) e vocês as suas, nos comentários. Para fazer sua seleção, navegue à vontade aqui: www.apimentadas.com.br.


publicado em 01 de Outubro de 2010, 18:56
E762eef80f0ef2dc9cf78ab1abf97ed2?s=130

Felipe Ramos

Um realizador nato, de coração sem tamanho. Transformar pedra em banquetes é a especialidade desse MacGyver gaúcho. Notório por seu apetite festeiro, nunca recuse quando for convidado a uma de suas frequentes celebrações e aventuras. O imprevisível é seu prato favorito. No Twitter, @felipemktg.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura