A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Cambridge lança ferramenta gratuita que corrige seus textos em inglês na hora

Nada como ter um editor pronto pra te ajudar a escrever melhor

Escrever não é uma ciência exata. Há, literalmente, infinitas formas de se encadear o pensamento em uma certa linha do tempo, com um determinado ritmo que pode ser mais ou menos envolvente.

E, com certeza, você sempre pode fugir ao padrão e produzir algo fantástico, dando o dedo do meio às regras ortográficas.

Ainda assim, como tudo na vida, há uma enorme chance de certas práticas serem melhor assimiladas do que outras. Ou, por familiaridade, uma forma de escrever ter chances de ser melhor lida e aceita.

Descobrir quais são esses caminhos menos tortuosos pode demorar anos. E, lá no final, não há garantia alguma de que, dominando todas as técnicas, você se torne o próximo Drummond.

Quando você precisa escrever em um outro idioma, então, as dificuldades oriundas da não-imersão na tal língua se fazem perceptíveis. Há certos traquejos que você só aprende uma vez que vive o idioma.

A Universidade de Cambridge criou a ferramenta Write & Improve para que qualquer pessoa possa corrigir de forma gratuita suas redações em inglês.

Basta enviar o texto e em alguns instantes a ferramenta analisa e retorna com feedbacks sobre gramática, vocabulário e dicas sobre o que pode ser melhorado. Então, você pode refazer o artigo baseado nos comentários e enviar novamente para análise.

O Write & Improve também retorna um gráfico que mostra o seu progresso e meio que gamifica o processo de aperfeiçoamento da escrita, dando pequenas "premiações".

Agora já queremos uma assim para o nosso bom e velho português. Quando será que rola?


publicado em 05 de Abril de 2017, 19:33
Logo pdh png

Redação PdH

Mantemos nosso radar ligado para trazer a você notícias, conversas e ponderações que valham o seu tempo. Para mergulhar na toca do coelho e conhecer a visão editorial do PdH, venha por aqui.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura