Como fazer arroz (tutorial em vídeo)

Se você mora na Ásia, aposto que está lendo esse post comendo, ou pelo menos, digerindo arroz. Se você é um ser humano e vive no planeta Terra, já comeu arroz alguma vez na vida. Se é um extraterrestre que pretende desvendar a incrível culinária terrestre, em algum momento na sua jornada, vai comer arroz.

Arroz é o terceiro alimento mais cultivado do mundo, fica atrás apenas do trigo e do milho.

Nossos amigos asiáticos que tem uma relação cultural quase sagrada com esse cereal, produzem a maior parte do arroz do mundo. Nós, no Brasil, ocupamos o "modesto" 9º lugar no ranking mundial de produtores.

Não é à toa que "arroz com feijão" por aqui é uma expressão para se referir a tudo que é básico, simples, mas essencial.

No PapodeHomem, um dos posts mais acessados de todos os tempos não tem a ver com sexo, relacionamentos ou alguma grande revelação. Quem leva esse título é o famoso "Como fazer arroz", datado de 25 de fevereiro de 2008, junto com seu post complementar ensinando a fazer feijão – que recentemente, ganhou um upgrade, com a receita ensinada em vídeo pelo chef Renato Carioni do restaurante Cosi.

Agora, também estamos atualizando o post do arroz com um vídeo próprio, ensinado pelo mesmo chef.

Para fazer o preparo clássico do arroz, você vai precisar de:


  • Arroz

  • Água fervendo

  • Cebola

  • Alho

  • Sal

Modo de preparo

Link Youtube | Link Vimeo

Algumas dicas:


  • Cada pessoa come em média, dois punhados de mão cheia de arroz cru;

  • Coloque o dobro do volume do arroz em água para cozinhar;

  • Depois de refogado, nunca coloque água fria no arroz, isso atrapalha a cocção e pode empapar.

 


publicado em 27 de Abril de 2014, 15:06
Fa6216a91d207a00d48a0f1c69f44eb9?s=130

Rodrigo Cambiaghi

é especialista em mídia programática e monetização de sites. Reveza o tempo entre filha, esposa, cão, trabalho, banda, moto, games, horta de casa, cozinha e a louça que não acaba nunca.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura