Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Como fazer arroz (tutorial em vídeo)

Se você mora na Ásia, aposto que está lendo esse post comendo, ou pelo menos, digerindo arroz. Se você é um ser humano e vive no planeta Terra, já comeu arroz alguma vez na vida. Se é um extraterrestre que pretende desvendar a incrível culinária terrestre, em algum momento na sua jornada, vai comer arroz.

Arroz é o terceiro alimento mais cultivado do mundo, fica atrás apenas do trigo e do milho.

Nossos amigos asiáticos que tem uma relação cultural quase sagrada com esse cereal, produzem a maior parte do arroz do mundo. Nós, no Brasil, ocupamos o "modesto" 9º lugar no ranking mundial de produtores.

Não é à toa que "arroz com feijão" por aqui é uma expressão para se referir a tudo que é básico, simples, mas essencial.

No PapodeHomem, um dos posts mais acessados de todos os tempos não tem a ver com sexo, relacionamentos ou alguma grande revelação. Quem leva esse título é o famoso "Como fazer arroz", datado de 25 de fevereiro de 2008, junto com seu post complementar ensinando a fazer feijão – que recentemente, ganhou um upgrade, com a receita ensinada em vídeo pelo chef Renato Carioni do restaurante Cosi.

Agora, também estamos atualizando o post do arroz com um vídeo próprio, ensinado pelo mesmo chef.

Para fazer o preparo clássico do arroz, você vai precisar de:


  • Arroz

  • Água fervendo

  • Cebola

  • Alho

  • Sal

Modo de preparo

Link Youtube | Link Vimeo

Algumas dicas:


  • Cada pessoa come em média, dois punhados de mão cheia de arroz cru;

  • Coloque o dobro do volume do arroz em água para cozinhar;

  • Depois de refogado, nunca coloque água fria no arroz, isso atrapalha a cocção e pode empapar.

 


publicado em 27 de Abril de 2014, 15:06
Fa6216a91d207a00d48a0f1c69f44eb9?s=130

Rodrigo Cambiaghi

Gerente de Mídia do PapodeHomem, é especialista em mídia programática e monetização de sites. Reveza o tempo entre filha, esposa, cão, trabalho, banda, games, horta de casa, cozinha e a louça que não acaba nunca.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura