Criolo e Reggie Watts são encantadores

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

O pessoal falou bastante (e fez piada) daquela entrevista que o Criolo deu para o Lázaro Ramos.

Isso me lembrou muito a performance do Reggie Watts.

É como se ele (Watts) emulasse a aparência das falas inteligentes, relevantes, significativas, mas sem ter nada dentro, de fato. E estamos tão habituados a igualar a aparência com o conteúdo, que raramente colocamos essa associação em xeque — tomamos rápido por relevante só porque está com uma cara, uma roupa, uma entonação, um simulacro estético de relevante.

O que parece é que o Reggie Watts escancara esse engano produzindo um tipo de (ótima) ironia. Ficamos um tempo fazendo esforços pra encontrar o sentido na sua fala, e só começamos a desconfiar quando ele começa a brincar com modos de linguagem de um jeito claramente absurdo.

Aí é quase um choque descobrir que não tinha nada ali desde o começo. Temos que dar um passo atrás pra ver que o conteúdo relevante, dessa vez, não está na fala — ao nos enganar de brincadeira, mostra que podemos nos enganar, que podia ter sido sério.

Link Youtube

Talvez isso esteja acontecendo com maior frequência do que a gente gosta de acreditar. As formas nos encantam muito.

Para ver mais:

* * *

Nota dos editores: esse é um post despretensioso, um formato rápido com o qual pretendemos experimentar para compartilhar com vocês ideias e recomendações que valem sua atenção.


publicado em 03 de Junho de 2014, 07:34
Ww jpg

Fábio Rodrigues

Trabalha em espaços onde se pode aprender como melhorar as relações, cultivar o mundo interno e florescimento humano — sem oba-oba, com os pés no chão do cotidiano. Coordenador do lugar, tutor no CEBB Joinville, professor do programa Cultivating Emotional Balance, artista visual, pai do Pedro.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: